Ouro cai 0,6% com preocupação sobre 'abismo fiscal'

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em baixa nesta terça-feira, perdendo pouco mais de metade do que ganharam na segunda-feira (19), quando foi registrada a maior alta do mês.

As preocupações com o "abismo fiscal" nos EUA - o acionamento automático de aumentos de impostos e cortes de gastos no Ano Novo - parecem ter voltado, segundo analistas. Também pesou a possibilidade de um cessar-fogo no conflito entre Israel e militantes palestinos, que já dura uma semana.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, perdeu US$ 10,80 (0,6%), e fechou a US$ 1.723,60 a onça-troy.

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, disse nesta terça-feira em discurso que o Fed não tem poder suficiente para, sozinho, eliminar os impactos do "abismo fiscal", caso o Congresso não chegue em um acordo. A afirmação renovou a preocupação dos investidores.

Já a possibilidade de um cessar-fogo em Gaza limitou a demanda pelo ouro como ativo seguro. Muitos investidores compram o metal precioso como proteção contra problemas políticos e econômicos. Os preços do ouro costumam subir quando há conflitos no Oriente Médio.

Os compradores do ouro têm concentrado suas atenções nos desdobramentos da crise na zona do euro e na política monetária dos EUA, fatores que têm frequentemente puxado os preços em direções opostas. Preocupações com a saúde econômica da Europa têm levado os investidores ao dólar americano, o que pressiona os preços do ouro, que costumam ser negociados inversamente ao dólar. As informações são da Dow Jones.

Carregando...