Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.250,73
    +698,35 (+2,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ouça a música do compositor que acusou Lucas Lucco de plágio no hit 'Mozão' e ganhou na Justiça R$ 104 mil

·3 minuto de leitura

Na última semana, o cantor Lucas Lucco foi condenado pela Justiça a pagar R$ 104 mil ao músico Gabriel Banderas, que ainda será pago. Ele o acusava de plágio pela música "Mozão", que projetou o cantor em 2014 e ainda hoje é um dos seus maiores sucessos.

A decisão fez o cantor postar um desabafo nas redes sociais e irritou muitos dos seus fãs, que foram até os perfis de Gabriel para acusá-lo de ser oportunista e ironizar a sua atitude. A canção composta por ele se chama "Eu cuido de você, você cuida de mim", e tem registro desde 2008. Veja abaixo os vídeos das duas canções.

Nas duas obras, o refrão tem os versos "Vamos fazer assim, eu cuido de você, você cuida de mim". A acusação se referia à letra usada por Lucco, e não à melodia, como costuma acontecer em processos deste tipo. Mesmo Gabriel não tendo a projeção que Lucco tem pelo Brasil, sua canção já havia sido gravada pela dupla João Mineiro & Mariano, que tem 26 mil incritos no seu canal de YouTube.

Professor da Universidade Cândido Mendes e advogado especializado em propriedade intelectual, Luiz Eduardo Cardoso explica que não foi necessária uma prova técnica, apenas a aplicação direta da lei, já que só se tratava da letra. Em relação a originalidade dos versos, contestada pela defesa e por fãs do cantor, o professor explica que ele teria que ir além nas explicações.

— Para o Lucas Lucco evitar uma condenação neste caso, ele teria que afastar a originalidade, mostrando que estes versos foram usados antes por outros músicos. Não é só escrever, é demonstrar que escreveu primeiro — explica Luiz Eduardo.

Em seu desabafo, Lucco pede para Gabriel pensar que se ele acha, do fundo do coração, que o cantor conhecia mesmo a música dele e teria copiado os versos. Em relação a isso, o professor explica que não é avaliado no julgamento se o acusado conhecia de fato ou não a música, mas sim as semelhanças entre elas. Ele ressalta que o trecho em questão ser o do refrão reforça a acusação, e explica que o valor estipulado tem como base quanto seria cobrado se realmente eles se conhecessem.

— Esse valor foi resultado da condenação. Pelos danos morais e dano material, é relativo a cessão da música. Normalmente é levado em consideração os contratos celebrados nesses casos. O quanto ele ganharia se autorizasse ele a cantar a música — pontua Luiz Eduardo, esclarecendo que a grande repercussão que o hit teve não é levado em consideração.

O sucesso, no entanto, fez com que a música de Gabriel, também cantor sertanejo, lembrasse a de Lucco.

"Eu tocava a minha música e as pessoas vinham me dizer que a música era do Lucas Lucco. Que eu teria plagiado", contou Gabriel Banderas ao programa "Domingo Espetacular", da TV Record.

Gabriel trabalha atualmente como músico e locutor de um açougue na cidade de Franco da Rocha, no interior de São Paulo. Ele contou ao programa que tem renda próxima a R$ 2 mil por mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos