Mercado fechará em 1 h 27 min
  • BOVESPA

    112.762,98
    -1,28 (-0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.865,90
    +12,53 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,90
    -3,19 (-3,46%)
     
  • OURO

    1.793,20
    -22,30 (-1,23%)
     
  • BTC-USD

    24.120,28
    -162,70 (-0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    572,40
    -18,36 (-3,11%)
     
  • S&P500

    4.295,22
    +15,07 (+0,35%)
     
  • DOW JONES

    33.924,06
    +163,01 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.656,25
    +78,50 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1891
    -0,0144 (-0,28%)
     

Otimismo de CFOs cai para mínima de quase 10 anos nos EUA

(Bloomberg) -- Os diretores financeiros das empresas americanas estão cada vez mais desanimados em relação à economia este ano, com um indicador de sentimento em seu pior nível em quase uma década.

O índice de otimismo da CFO Survey, uma pesquisa realizada pela Duke University, o Federal Reserve Bank of Richmond e o Federal Reserve Bank of Atlanta, caiu para 50,7, o nível mais fraco desde o final de 2012, e os participantes reduziram suas expectativas de crescimento econômico.

Os 320 executivos financeiros consultados entre 25 de maio e 10 de junho continuaram a citar a inflação e a qualidade e disponibilidade da mão de obra como suas preocupações mais prementes. Em geral, eles esperam pressões mais altas de preço e custos para suas empresas e crescimento de receita estável.

“O otimismo sobre a economia geral caiu drasticamente”, disse John Graham, professor de finanças da Duke e diretor acadêmico da pesquisa. “O aperto monetário é um dos vários fatores que prejudicam as perspectivas econômicas.”

Os CFOs, em média, esperam que o PIB real cresça 1,5% nos próximos 12 meses, abaixo da expectativa de 2,5% no período anterior. A estimativa final para o PIB do primeiro trimestre divulgada na quarta-feira mostrou uma contração um pouco pior do que a divulgada pela primeira vez, devido a uma revisão para baixo acentuada dos gastos do consumidor.

Mais de um em cada cinco CFOs pensa que o PIB pode ser negativo no próximo ano, em comparação com uma probabilidade de 12% no último trimestre.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos