Mercado abrirá em 3 h 40 min
  • BOVESPA

    120.705,91
    +995,88 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.829,31
    +80,90 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,46
    +0,64 (+1,00%)
     
  • OURO

    1.836,90
    +12,90 (+0,71%)
     
  • BTC-USD

    50.499,39
    +351,84 (+0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.395,55
    +7,64 (+0,55%)
     
  • S&P500

    4.112,50
    +49,46 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.021,45
    +433,79 (+1,29%)
     
  • FTSE

    7.011,88
    +48,55 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.234,25
    +134,00 (+1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4254
    +0,0129 (+0,20%)
     

Otero lamenta 0 a 0 do Corinthians no Paraguai: 'Empate amargo'

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Corinthians dominou a partida contra o River Plate-PAR, na noite desta quinta-feira, no Paraguai, mas não conseguiu traduzir sua superioridade em gols, ficando no 0 a 0 com o time da casa. O resultado não decepcionou apenas a torcida alvinegra, porém também os jogadores, que lamentaram o empate.

TABELA
> Veja classificação e simulador da Copa Sul-Americana-2021 clicando aqui

GALERIA
> Cazares já foi! Veja quem deixou o Corinthians para a temporada 2021

Um deles foi Otero, entrevistado pela Conmebol TV na saída do gramado. O venezuelano entende que o Timão foi bem na partida no Defensores del Chaco, porém pecou na tomada de decisão no último passe antes da finalização.

- Penso que fizemos uma boa partida, faltou o gol. Empate amargo porque tivemos muito tempo a bola, mas não criamos chances de bola no gol. Não acertamos o último passe. Melhorar no que foi essa partida e nos aperfeiçoar para o próximo jogo - comentou o meia.

Perguntado se o empate foi ocasionado por competência do River ou por incompetência do Corinthians, Otero apontou os méritos do adversário, que se fechou bem atrás e não deu espaço para a equipe brasileira balançar a rede. Além disso, quase conseguiram marcar nessas esticadas ofensivas.

- Penso que foi algo tático do rival, esperar atrás, se fechar, para nos contra-atacar. As chances de gol deles foram assim, e nós não conseguimos entrar na parte defensiva deles porque estava fechado. Faltou o passe final - concluiu.

O Corinthians volta a campo neste domingo, diante do Santos, na Vila Belmiro, às 20h, em partida pelo Paulistão. Já pela Copa Sul-Americana, o Timão joga na próxima quinta-feira, às 19h15, contra o Peñarol-URU, na Neo Química Arena.