Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.097,71
    -113,43 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

'Os técnicos que estão nos três times mais fortes são fracos para esses elencos', dispara Mauro Cezar

·1 minuto de leitura


Durante o podcast "Posse de Bola", o comentarista Mauro Cezar Pereira analisou a diferença entre o nível dos técnicos do Atlético Mineiro, Flamengo e Palmeiras, e o nível dos elencos destes clubes. Para o jornalista, esse é um problema que não acontece só no Brasil e que deveria ser mais discutido no mundo do futebol.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

- O Solskjaer é fraco para o United. Os técnicos brasileiros que estão nos três times mais fortes são fracos para esses elencos. Palmeiras, Atlético Mineiro e Flamengo não têm técnicos à altura dos seus elencos, isso, para mim, é muito claro, muito claro, e isso também acontece na Europa - comparou o comentarista.

- Acontecia com o Lampard e acontece com o técnico do maior campeão da Inglaterra, o Manchester United. É um problema que não acontece só aqui, mas ele tem que ser enfrentado - acrescentou Mauro Cezar.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

Mauro Cezar também comparou os salários dos técnicos com o caso do lateral-direito Daniel Alves, que também era cobrado de seu desempenho em campo por causa de se alto custo.

- A gente fala do Daniel Alves e não fala dos técnicos. O Daniel ganhava muito e oferecia pouco, esses técnicos são muito bem pagos, que legal, que ganhem mais dinheiro, não sou contra eles ganharem bem, ganhem o máximo, mas entreguem mais, não só essa coisinha aí que a gente está vendo essa semana - completou Mauro Cezar Pereira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos