Mercado fechado

Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (14/11/2020)

Laísa Trojaike
·11 minuto de leitura

Para momentos imprevisíveis, uma lista que tenta contemplar os mais diversos humores. Dentre os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online, selecionamos os filmes mais diversos, com temáticas que podem dialogar com a realidade do momento ou que simplesmente nos levam para bem longe de tudo o que estamos vivendo. O rol é para todos, com opções para refletir, conhecer, rir em família e até mesmo chorar (o que vai depender muito do seu nível de sensibilidade, claro).

A lista desta semana tem a estreia de uma série que promete uma adaptação digna dos livros de sucesso nos quais foi baseada e uma nova temporada de uma produção brasileira que tem conquistado um público bastante significativo. Por falar em Brasil, temos também um filme nacional que explora um dos maiores sucessos da comédia dos últimos anos. Além disso, temos ainda três longas de terror bem diferentes, um drama político, um blockbuster que divide opiniões; e, no topo da seleção, um sucesso alemão que acaba de chegar por aqui e já está gerando um excelente boca-a-boca. Quer mais? Pois acompanhe a lista até o final, porque nesta semana temos uma opção bônus.

Ficou curioso para saber que filmes e séries são esses? Então dá uma olhada nas nossas dicas do que assistir online neste final de semana. Para facilitar ainda mais a sua vida, o Canaltech sempre acrescenta trailer e uma pequena descrição de cada produção, além de incluir os links para os serviços em que elas estão disponíveis, assim o seu trabalho é basicamente apenas apertar o play. Veja quais te agradam, prepare a sala, reúna toda a família e divirta-se!

10. Alex Rider

Alex Rider chega com cara de série teen que pode ser interessante até mesmo para outras faixas etárias, sobretudo pela ideia de ser um agente secreto inglês, praticamente uma versão mirim do 007. Achou a comparação exagerada? Pois não é. Os livros têm inúmeras referências ao universo de James Bond e os fãs, que sabem não poder esperar pela concretização disto nos cinemas, criam fanfics que reunem os dois agentes secretos em missões.

Embora o criador de Alex Rider, Guy Burt, tenha séries históricas hiper-romantizadas como os destaques da sua filmografia, um dos atrativos alternativos da série é Otto Farrant, que parece estar bastante convincente no papel e, ao contrário de outras adaptações do tipo, não deixa claro o fato de ter habilidades inferiores às do personagem, enquanto outros agentes (criaças ou adolescentes) tendem a produzir interpretações que deixam nítido que aquela pessoa que vemos não tem condições alguma de ser um agente secreto.

Alex Rider acabou de estrear sua primeira temporada no Amazon Prime Video.

9. Mandy: Sede de Vingança

Sim, um filme com Nicholas Cage. Mas, calma. Antes que você vasculhe todo seu arsenal de memórias de filmes do ator para saber em que fase essa produção irá se enquadrar, aviso logo que Mandy é um longa único e que não se parece com nada do que ele fez até hoje. Isso porque o diretor é Panos Cosmatos, o que faz deste o título mais bizarro da lista.

Cosmatos não é um diretor preocupado em seguir regras clássicas do cinema e seus filmes são verdadeiras obras de arte nas mais diversas camadas. Lento, porém intenso, Mandy é basicamente Hellraiser com LSD (e pode buscar por ambos os elementos dentro da narrativa). Mas o que Cage está fazendo aqui? Não sei exatamente, contudo, posso garantir que ninguém abusou tão bem do overacting do ator como fez Cosmatos em Mandy.

Mandy: Sede de Vingança pode ser comprado na iTunes e na Play Store, além de poder ser alugado ou comprado no Looke.

8. O Shaolin do Sertão

Quem assistiu aos filmes estrelados por Edmilson Filho nos cinemas, sabe como é se sentir em Cinema Paradiso. Nunca vi um público tão diverso no cinema, em uma sala lotada com pessoas se divertindo juntas e como se o advento do cinema fosse algo recente. E é para compartilharmos dessa magia que O Shaolin do Sertão está na lista, além de ser uma excelente opção para quem só conhece Cine Holliúdy (seja o primeiro, a sequência, a série televisiva ou todas as opções anteriores).

Assim como Cine Holliúdy, O Shaolin do Sertão também é dirigido por Halder Gomes; mas este foi escrito por L.G. Bayão, roteirista de Irmã Dulce. Enquanto Cine Holliúdy tem uma dose maior de crítica social e saudosismo, O Shaolin do Sertão é mais escrachado na comédia, ao contar a história de um fã de filmes de artes marciais que vive no interior do Ceará e que vê seu mundo ameaçado quando um lutador profissional aposentado decide desafiar os valentões da cidade.

O Shaolin do Sertão está disponível apenas para streaming através do Telecine Play, do Globoplay, do TNT Go e do NOW.

7. Papillon

Sabe aquelas histórias incríveis de superação, com um desenvolvimento que deixa você preso aos personagens e com um desfecho tão lindo que arranca lágrimas dos seus olhos? Pois o clássico Papillon é nesse nível. Embora o filme tenha tido um remake recente, estrelado pelos excelentes Charlie Hunnam e Rami Malek, o original de 1973 continua sendo um épico dramático. Mas não se deixe enganar pelo preconceito com filmes antigos, porque o novo Papillon não conseguiu apagar a glória do primeiro filme.

Também estrelado por dois excelentes atores, Steve McQueen e Dustin Hoffman, Papillon tem muito a dizer sobre liberdade no contexto de uma história de prisão. Com personagens bastante complexos e profundos, o clássico consegue segurar o espectador até o clímax dos minutos finais — e é daqueles filmes que ficam para sempre marcados na sua memória.

Papillon está no catálogo da NetMovies, da Oldflix, do NOW e do Looke, podendo ser também comprado ou alugado no último. Quer ver o remake? A nova versão está disponível para os assinantes do Telecine Play, podendo também ser comprado ou alugado na iTunes e no Looke.

6. Vice

Eleições nos EUA, eleições no Brasil. Talvez seja uma boa época para assistir a um filme ambientado na política e com aquela vibe de House of Cards, mas com elementos que são a marca do diretor Adam McKay, mais conhecido por seu trabalho como diretor e roteirista de A Grande Aposta, além de ser também um dos roteiristas de Homem-Formiga. Vice é interessante ainda pela presença de Christian Bale, que mais uma vez impressiona com a transformação corporal, já que o ator é bastante conhecido por adequar seu peso e trabalhar seu corpo de acordo com o personagem que interpreta.

Baseado em acontecimentos reais, o enredo acompanha o vice de George W. Bush, ex-presidente dos EUA. Um misto de terror político e comédia inteligente, Vice foi um dos principais filmes de 2018, tendo concorrido ao Oscar do ano seguinte nas categorias de Melhor Atriz Coadjuvante (Amy Adams), Melhor Ator Coadjuvante (Sam Rockwell), Melhor Ator (Christian Bale), Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Original e Melhor Edição/Montagem — levou a estatueta por Melhor Cabelo e Maquiagem.

Vice está no catálogo do NOW e pode ser alugado no Looke, além de poder ser comprado ou alugado na Microsoft Store, na Play Store e na iTunes.

5. A Visita

M. Night Shyamalan foi reconhecido com o sucesso de O Sexto Sentido e, tempos depois, sua reputação na indústria foi caindo conforme ele foi dirigindo A Dama na Água e Fim dos Tempos; e, principalmente, com os fracassos de O Último Mestre do Ar e Depois da Terra. Dois anos depois deste último, o cineasta chegou a comandar um episódio da série Wayward Pines e surpreendeu com o terror de baixíssimo orçamento A Visita, que ficou incrível o suficiente para restaurar seu prestígio — atualmente ele é elogiado pelo sucesso de Fragmentado e Vidro, do mesmo universo de Corpo Fechado, também de sua autoria.

E é por isso que A Visita está nesta lista. Um terror que não foi muito divulgado, mas que foi bom o suficiente para fazer de Shyamalan novamente um diretor cujos filmes são assistidos mais pelo seu nome que pelo conteúdo. A trama é simples: dois irmãos resolvem conhecer os avós sozinhos e registram todos os acontecimentos; então tudo o que vemos passa pelas lentes desses personagens, aproximando a narrativa ao ao estilo de outro clássico do gênero, A Bruxa de Blair. Claro que, com o tempo, os acontecimentos começam a ficar estranhos e fazem a dupla perceber que tem algo de errado com seus parentes.

A Visita pode ser assistido pelos assinantes do Telecine Play ou comprado no Looke.

4. Garotos Perdidos

Recentemente tivemos o retorno de dois clássicos dos anos 1990: Convenção das Bruxas e Jovens Bruxas – O Legado, remakes que fizeram as pessoas buscarem pelos filmes originais, que, mesmo com efeitos e técnicas bastante datadas, seguem melhores que suas versões mais recentes. Aproveitando esse momento em que o público está revisitando sucessos de décadas passadas, é uma recomendação de trama de vampiro que também está ganhando atualização e que fez parte da infância de muitos.

Garotos Perdidos já ganha nossa atenção com dois nomes do elenco: Corey Feldman, rosto comum de diversos filmes dos anos 1980; e Kiefer Sutherland, que cresceu e se tornou mais conhecido como o Jack Bauer da série 24 Horas. O longa, voltado para um público que vai de pré-adolescentes a jovens adultos, hoje é um clássico, tanto da década quanto do gênero, atingindo uma audiência muito maior. E a direção é de quem? Joel Schumacher. Sim, o diretor daqueles das adaptações supercoloridas do Batman. Mas não tema. Tem nada de ridiculamente ensolarado em Garotos Perdidos.

Garotos Perdidos está no catálogo do HBO Go, podendo também ser comprado ou alugado na Microsoft Store ou na iTunes.

3. Han Solo: Uma História Star Wars

Se é bom ou não, a decisão é sua. Han Solo: Uma História Star Wars é daqueles filmes que há quem goste muito, mas também há quem deteste. Não é muito difícil, no entanto, entender esse efeito: se por um lado Alden Ehrenreich não é carismático como Harrison Ford no papel de Han Solo, Donald Glover foi um completo sucesso como Lando Calrissian. Na direção, Ron Howard, uma escolha de ninguém menos que George Lucas, já que os dois são amigos de longa data e Howard era uma das opções de Lucas para dirigir algum dos Star Wars das duas primeiras trilogias.

Lucas até tentou alertar Howard sobre os fãs tóxicos de Star Wars, mas não resolveu muito. O diretor levou adiante um dos spin-offs mais perigosos (em termos de fãs) que a franquia poderia ter, e o resultado foi essa polarização. O filme, enfim, não é uma obra-prima; tampouco é um lixo. É uma aventura bastante interessante de se acompanhar, com personagens cativantes, que ficam para sempre no imaginário de quem acompanha o universo da franquia. E, cá entre nós, Han Solo: Uma História Star Wars é bem melhor que alguns longas da saga original.

Han Solo: Uma História Star Wars pode ser assistido pelos streamers do NOW ou comprado na Microsoft Store.

2. Impuros - 2ª temporada

As séries têm nos salvado da falta de blockbusters e da saudade dos cinemas que, mesmo em processo de reabertura, já vêem surgir no horizonte uma possibilidade de fechar suas portas novamente. A produção nacional Impuros tem sido um grande sucesso ao acompanhar a trajetória de Evandro (Raphael Logam), um jovem da favela que tenta ganhar a vida honestamente, mas que acaba entrando para o mundo do tráfico em busca de vingança depois de ter seu irmão morto pela polícia.

Ambientada no Rio dos anos 1990, a série tem conquistado muitos espectadores não só pela qualidade incrível dos episódios, mas também por trazer uma perspectiva que une opostos como Cidade de Deus e Tropa de Elite, trazendo mais camadas para os personagens e os tornando mais profundos e complexos. Isso, claro, só se torna possível também pelas atuações, que são outro ponto forte da série.

Os 10 episódios da segunda temporada de Impuros estão disponíveis nos catálogos do Amazon Prime Video, do Globoplay e do NOW.

1. Transtorno Explosivo

Ninguém ouviu falar. Ninguém sabia que existia. De repente, é um dos filmes mais comentados do momento. O alemão Transtorno Explosivo traz um conflito bastante tenso para o seu contexto ao acompanhar uma menina de nova anos cujo objetivo é fugir do sistema e voltar para a sua mãe. Mais um drama fofinho? Não mesmo. A mãe de Benni (Helena Zengel) não a quer de volta, porque tem medo da filha.

O título em português faz alusão a um transtorno real, o que torna o contexto ainda mais complexo e interessante. A diretora e roteirista Nora Fingscheidt foi duplamente premiada no importantíssimo Festival de Barlim, com Transtorno Explosivo tendo sido indicado a outras duas categorias competitivas.

Transtorno Explosivo estreou esta semana em alguns cinemas do Brasil, mas pode ser assistido online no NOW ou comprado na Play Store, podendo também ser comprado ou alugado na iTunes.

Bônus — Fireball: Visitors From Darker Worlds

Werner Herzog é um dos maiores documentaristas que o cinema já conheceu e seus documentários sempre acabam sendo uma grande viagem filosófica em cima dos fatos registrados. Dessa vez, ele assina o roteiro e dirige ao lado de Clive Oppenheimer, vulcanologista e professor do Departamento de Geografia da Universidade de Cambridge.

Fireball: Visitors From Darker Worlds é um documentário sobre meteoros e cometas, focando não somente no lado astronômico, mas procurando entender a influência que esses objetos tiveram nas religiões antigas e o impacto cultural que acabaram causando. Ah, e como se trata de Werner Herzog, pode aguardar por imagens documentais de tirar o fôlego.

Fireball: Visitors From Darker Worlds está no catálogo da Apple TV+.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: