Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,92
    +0,78 (+0,92%)
     
  • OURO

    1.834,10
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    35.923,95
    +569,50 (+1,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    831,19
    +588,52 (+242,51%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.250,36
    -271,90 (-0,99%)
     
  • NASDAQ

    14.540,50
    +114,00 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1812
    -0,0088 (-0,14%)
     

Os melhores jogos de terror espacial

·8 min de leitura

Distante, frio, escuro e silencioso. Esse é o espaço, a fronteira final que atiça a imaginação de tantas pessoas e que, no entretenimento, gerou jornadas épicas e histórias absolutamente assustadoras. Isso vale para o cinema e, também, para os games, em que para cada viagem interestelar e descoberta de mundo fantástico, pode haver também um mal absoluto apenas aguardando uma nave que possa levar o jogador ou espectador a outros lugares.

A interatividade e as influências da ficção científica fizeram do terror espacial um gênero com títulos consagrados, ainda que não existam tantas propostas quanto os amantes do gênero gostariam. Caso você tenha interesse de entrar neste mundo, ou esteja procurando algo de novo entre o clássico e o recente, preparamos essa lista com alguns dos melhores expoentes do horror em meio às estrelas dos videogames.

8. Dead Space

Nossa sequência não podia começar sem o clássico absoluto do gênero. Publicado pela Electronic Arts, Dead Space mistura tecnologia e fanatismo religioso em uma história que se passa séculos adiante, enquanto o engenheiro Isaac Clarke enfrenta demônios alienígenas e uma conspiração governamental. Ao seu lado, o protagonista tem armas com alto poder destrutivo e cortante, enquanto se preocupa não apenas com a própria energia mas também com o oxigênio.

Esta é uma franquia com ampla presença há duas gerações de console, com diferentes títulos, spin-offs e até versões mobile, quadrinhos e animações. A nossa sugestão, entretanto, é que você foque nos dois primeiros jogos, considerados alguns dos melhores games de terror lançados nos últimos anos e, se desejar se aprofundar na história, parta para o restante das obras.

Os dois primeiros games da franquia Dead Space estão disponíveis para PC, Xbox 360 e PlayStation 3. No ano que vem, a série retorna à sua velha forma com um remake do game original, que tem lançamento previsto para PC, Xbox Series X, Series S e PlayStation 5.

7. Alien: Isolation

Uma das criaturas mais implacáveis do cinema se tornou, nos games, um oponente igualmente mortal. Neste que com certeza é o melhor game do xenomorfo já lançado, estamos indefesos e mal preparados enquanto navegamos em uma estação espacial gigante que foi invadida pelo alienígena. Em Alien: Isolation, precisamos sobreviver como podemos, sendo obrigados a variar nossa estratégia contra um oponente que não só aprende com ela, mas que também é capaz de criar armadilhas.

O game tem uma história que se conecta ao primeiro jogo da franquia. Quinze anos depois, Amanda Ripley está em busca de sua mãe, Ellen, desaparecida desde os eventos que vimos no cinema; ela acaba indo parar na estação Sevastopol, onde estaria a caixa-preta com o segredo deste sumiço. O problema é que a razão dele também está no local, com sede de sangue.

Alien: Isolation tem versões PC, PlayStation 4, PS4, Xbox 360, Xbox One e Nintendo Switch.

6. Doom 3

O terceiro capítulo de uma das pedras fundamentais no mundo dos jogos de tiro em primeira pessoa divide opiniões. A decisão de ignorar os eventos dos dois games anteriores e focar em uma pegada mais fotorrealista, com enredo e personagens humanos, chamou a atenção pela guinada, mesmo que a essência do combate ferrenho contra as forças do mal ainda estivesse ali.

Em Marte do ano 2145, uma corporação age sem escrúpulos nem vigilância, realizando experimentos ilegais e imorais que acabam levando a incidentes sinistros entre seus funcionários, com mortes bizarras atribuídas a acidentes de trabalho e vozes que não são necessariamente dos colegas. Você está bem armado, mas do outro lado estão as forças do próprio inferno.

Doom 3 foi lançado originalmente em 2004 para PC. O título também tem versões PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch, além das gerações anteriores.

5. Half-Life

E já que estamos falando dos bastiões do gênero FPS e também de terror espacial, este não poderia ficar de fora. A saudosa e clássica franquia da Valve marcou sua entrada no mundo dos games e se tornou uma régua para quase tudo o que veio depois, misturando o combate contra alienígenas e inimigos humanos com armas variadas e ênfase nos enigmas.

Entre mods, versões e até a gênese de Counter-Strike, está a história protagonizada por Gordon Freeman. Ele é um físico que, durante um experimento, acaba abrindo um portal para outra dimensão e causa uma invasão alienígena, que o governo deseja silenciar. Na sequência, 20 anos depois, vemos um mundo já sob o jugo das criaturas, enquanto o protagonista segue no combate no meio da conspiração.

Os games da série Half-Life estão todos disponíveis no PC, incluindo o jogo de realidade virtual Half-Life: Alyx, que chegou em 2020 e representou o primeiro capítulo inédito da franquia em mais de uma década. Nos consoles, a compilação The Orange Box traz o segundo jogo e seus episódios subsequentes em um pacote com outros títulos da Valve para PS3 e Xbox 360.

4. Moons of Madness

O terror Lovecraftiano se encontra com a exploração de Marte no título desenvolvido pela Rock Pocket Games. Você está sozinho e tem a missão, apenas, de manter uma base espacial funcionando, mas é claro que nada seria assim tão simples — principalmente em um ambiente no qual falhas críticas e o atraso em uma missão externa do restante da sua equipe são apenas o começo dos problemas.

Entre alucinações e aparições que contrastam com a tecnologia e a limpeza da estação, o jogador se vê explorando a base e tentando sobreviver enquanto sabe que só pode contar consigo mesmo para isso. Como Matt Damon nos mostrou no cinema, o resgate pode levar meses para chegar, enquanto a paranoia causada pelo isolamento está logo ali na porta, nos esperando.

Moons of Madness está disponível no PC, PlayStation 4 e Xbox One.

3. Observation

Publicado pela Devolver Digital e desenvolvido pela No Code, este jogo também é focado no isolamento e no silêncio como forma de assustar. Em vez de humanos, porém, o jogador está no controle da inteligência artificial de uma estação espacial e deve trabalhar ao lado do que restou da tripulação para entender as mortes que aconteceram ali, enquanto um mistério muito maior vai se desenhando.

Observation ganhou múltiplos prêmios e se tornou um dos melhores jogos de 2019, ano de seu lançamento. Consagrando a desenvolvedora como uma grande expoente do gênero, após o igualmente interessante Stories Untold, de 2017, o título não leva o jogador pela mão, ao mesmo tempo em que nos coloca em uma posição de controle e também objeto de tudo o que está acontecendo de sinistro na órbita da Terra.

O título está disponível para PC, PlayStation 4, Nintendo Switch e Xbox One.

2. System Shock

Entre conceitos de cyberpunk e de horror espacial, o clássico de 1994 nos coloca em rota de colisão com uma inteligência artificial maligna e pronta para dominar tudo. Isso se dá por meio do que os desenvolvedores, na época, chamavam de “gameplay emergente”, um conceito no qual o progresso acontece de forma não linear.

A inovação de System Shock acontece na jogabilidade e também na tela, com as informações exibidas ao jogador podendo ser customizadas, enquanto o mundo real pode ser alternado com um espaço digital. O combate contra a IA maldita acontece lá, enquanto deste lado, as ações também resultam em consequências positivas ou negativas para o andamento da história.

System Shock é considerado um dos games mais influentes de todos os tempos, sendo um dos precursores do estilo que hoje é chamado de "immersive sim" (simulador imersivo, em tradução livre). Thief, Deus Ex e tantos outros beberam dessa fonte, enquanto outra franquia reconhecida pela mistura entre horror e ficção científica, BioShock, cita esta como uma influência direta. O jogo está disponível para PC e teve versão remasterizada lançada em 2015.

1. Prey

Enquanto tantos jogos citam System Shock como uma referência forte, este é visto como uma sequência espiritual. Publicado pela Bethesda e desenvolvido pela Arkane Studios (do recente Deathloop), esta é uma reimaginação da franquia iniciada apenas 10 anos antes, mas sem relação direta; aqui, a ideia dos produtores foi seguir um caminho completamente diferente.

O jogador está em uma estação espacial voltada para a pesquisa de uma força alienígena que mistura capacidades físicas e psíquicas. É claro, como sempre acontece quando a humanidade resolve mexer com aquilo que não entende, um desastre bagunça tudo, com o jogador tendo de explorar um mundo semi-aberto e escapar do lugar enquanto lida com novas habilidades e tenta sobreviver.

Prey tem versões PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Bônus "vem aí": The Callisto Protocol

Revelado no The Game Awards de 2020, este game reúne os desenvolvedores originais da franquia Dead Space em uma proposta, no mínimo, inusitada. Com lançamento previsto para 2022, o game se passa no mesmo universo de PUBG (só que no futuro), mas apesar disso, deve chegar com foco no terror e na sobrevivência contra criaturas alienígenas.

Foram poucos os detalhes divulgados até agora, mas sabemos que o protagonista é um prisioneiro, que se encontra em uma colônia penal que acaba se tornando o epicentro de uma invasão alienígena. Callisto, do título, é uma das luas de Júpiter, com o criador Glenn Schofield prometendo que este será um game narrativo e assustador, bem como realista, ainda que passado no futuro distante.

The Callisto Protocol terá versões para PC, PlayStation 5 e Xbox Series X|S.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos