Mercado fechado

Os melhores celulares até R$ 1.000 para comprar na Black Friday

A Black Friday se aproxima, e saber qual é o melhor celular até R$ 1.000 para comprar nessa época de promoções atrativas não é uma tarefa fácil. Afinal, atualmente, encontrar um bom smartphone nessa faixa de preço é uma raridade. Por isso, a equipe de analistas filtrou as alternativas interessantes para o uso e fazem sentido por esse valor.

O Canaltech já fez parte do trabalho para você e lista a seguir os cinco melhores celulares até R$ 1.000 disponíveis nas lojas online do Brasil. São aparelhos testados e aprovados pela equipe, que entregam experiência dentro do que se espera para a faixa de preço. Ou seja, dá para usar os aplicativos mais comuns do dia a dia sem grandes problemas, e alguns também tiram fotos muito bacanas para você postar nas redes sociais.

A lista não possui uma ordem específica. Todos os aparelhos estavam abaixo dos R$ 1.000 no dia em que esta matéria foi preparada, mas podem variar um pouco acima em alguns casos. Se você encontrar qualquer um a preço muito acima do que está indicado no texto, sugerimos que espere alguns dias e volte a procurar para tentar sempre pegar o melhor preço possível. Ou, melhor ainda, siga o Canaltech Ofertas para não perder as melhores promoções do mundo da tecnologia.

Atenção: a lista é composta por aparelhos com média de preço em torno de R$ 1.000. Fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços estão sujeitos à mudança sem aviso. Os produtos exibidos aqui são selecionados pela nossa equipe, logo, se você comprar algo, o Canaltech talvez receba alguma comissão de venda.

Samsung Galaxy M13

O mais atrativo entre os celulares básicos

O Samsung Galaxy M13 pode ser considerado a opção ideal para quem busca um celular básico. A tela dele é bem grande, pois o painel LCD de 6,6 polegadas pode ser o ideal com foco em experiência visual, principalmente para assistir a filmes e utilizar apps de mapa.

Na parte de velocidade, a presença do processador Exynos 850 faz dele quase um repeteco do Galaxy M12. Todavia, é importante destacar que o produto contém ajustes que ajudaram a melhorá-lo.

Samsung Galaxy M13 (Imagem: Reprodução/Samsung)
Samsung Galaxy M13 (Imagem: Reprodução/Samsung)

O principal está no conjunto fotográfico, já que o smartphone tem em seu sensor principal 50 MP. Como vantagem, a mudança na abertura da lente para f/1.8 ajuda a melhorar a entrada de luz na foto, e, consequentemente, a nitidez das imagens.

Além disso, a bateria de 5.000 mAh oferece uma boa administração energética para usar o celular o dia inteiro sem se preocupar com recarga. É muito comum você encontrar esse aparelho na faixa dos R$ 900, e isso faz dele um dos melhores celulares por menos de R$ 1.000 da atualidade.

Moto G22

Smartphone Básico com design de topo de linha

O Motorola Moto G22 é um celular que foi desenvolvido para se destacar no mercado de celulares básicos, e não só pelo preço. No design, a Motorola fez ajustes na carcaça desse produto que o deixaram com um aspecto mais premium do que ele realmente é.

Afinal, ele tem o chipset MediaTek Helio G37, que é um hardware simplório demais para a usabilidade, principalmente em games. Obviamente, a presença de um Android mais limpo de personalizações ajuda a dar uma equilibrada no uso.

Por outro lado, o conjunto de câmeras presente nele surpreende, pois entregam uma qualidade acima de diversas alternativas até R$ 1.000. O sensor de 50 MP se mostra competente dentro de suas limitações, e entrega cores vívidas em cenários bem iluminados.

Vale uma menção honrosa para a tela de 90 Hz que agrada quem gosta de aproveitar uma fluidez maior na navegabilidade. É impressionante que, mesmo com essas características, o Mootorola Moto G22 está sempre na faixa entre R$ 980 e R$ 1.000.

Moto G22 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Moto G22 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Poco C40

Bateria gigante

O Poco C40 é o tipo modelo da subsidiária da Xiaomi que chama a atenção por não entregar pouco no quesito bateria. Afinal, são 6.000 mAh para proporcionar quase 2 dias de autonomia sem a menor preocupação com recarga.

Porém, nem só de bateria vive esse smartphone, pois o C40 tem uma tela de 6,7 polegadas, que é um tamanho surpreendente, e a sua qualidade é aceitável para um modelo básico. Para quem está em busca de uma opção que permita o uso do recurso de pagamentos por aproximação, é importante destacar que ele tem NFC.

Todavia, para quem tem como foco jogar com esse celular, é preciso alertar que esse não é o propósito dele. O desempenho entregue pelo chipset JLQ JR510 é muito limitado para esse tipo de uso, e influencia na jogabilidade com os lags constantes.

Entretanto, o celular da Pocophone pode ser visto em ofertas por volta de R$ 900, e isso é um atrativo para quem está em busca de um celular básico, como é o caso do Poco C40.

Poco C40 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Poco C40 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Realme C35

Faz o básico de maneira agradável

Com um desempenho bem próximo aos outros modelos já citados aqui, o Realme C35 tem o chipset Unisoc Tiger T616 com oito núcleos, sendo os dois responsáveis pela performance de 2.0 GHz. Na prática, isso representa uma experiência básica entregue com honestidade pelo celular.

Outro ponto de destaque nesse produto é o visual, pois a fabricante chinesa implementou uma resistência física maior no Realme C35, assim como em outros modelos da linha C. Ele tem a certificação TÜV Rheinland, e isso garante a quebra de uma noz sem que ele sofra danos físicos.

Realme C35 (Imagem: Divulgação/Realme)
Realme C35 (Imagem: Divulgação/Realme)

É notório que a Realme UI tem evoluído nos últimos anos para proporcionar uma usabilidade mais ajustada ao público ocidental, já que a marca está oficialmente no Brasil. Porém, ainda existem problemas em relação ao calendário de atualizações do C35, que ainda está no Android 11.

Por outro lado, para quem busca um celular que beira os R$ 1.000 constantemente, o Realme C35 pode ser a alternativa ideal para fugir do óbvio.

Samsung Galaxy A03

Celular bom e barato

Apesar de estar no mercado desde 2021, o Samsung Galaxy A03 é um celular baratinho que vale a pena na faixa até os R$ 1.000. Ele tem tela LCD de 6,5 polegadas, e esse tamanho tende a agradar quem busca um display maior para ver informações de forma ampla.

Sua câmera frontal é bem básica, pois são apenas 5 MP, mas o sensor principal embutido no verso é um pouco mais robusto, pois tem 48 MP, e faz companhia para um segundo de 2 MP para deixar as fotos com o fundo desfocado. Já em bateria, o celular traz 5.000 mAh, que é um número bem agradável nessa categoria.

Esse é o tipo de celular que atenderá aos usuários iniciantes, ou quem busca um produto básico para acessar mensageiros e se manter — mesmo que de maneira limitada — conectado. Outro ponto que demonstra o quanto ele faz sentido é o seu valor de mercado, pois é extremamente convidativo.

O Samsung Galaxy A03 é um dos modelos mais baratos dessa lista, pois ele pode ser encontrado facilmente abaixo dos R$ 700 em ofertas das varejistas. Então, se o seu orçamento for baixo e você tem um apego à Samsung, ele pode ser uma boa alternativa.

Samsung Galaxy A03 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Samsung Galaxy A03 (Imagem: Ivo/Canaltech)

E aí, já escolheu o modelo baratinho ideal? Não esqueça de seguir o Canaltech Ofertas para não perder as melhores promoções!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: