Mercado fechado

Os melhores apps Android da semana (2/1/2020)

Rafael Arbulu

Alguns modelos de smartphones preferem a ausência de um app específico de galeria de imagens para a visualização e gerenciamento das mídias armazenadas no aparelho. Ainda que isso seja interessante para os usuários mais técnicos, aqueles mais casuais ainda sentem falta de algo que esteja disponível de forma intuitiva.

Por isso, o destaque desta primeira lista de recomendações de apps para Android de 2020 fica para um esquema de galerias altamente intuitivo, que não apenas lista seus álbuns e mídias de forma simplificada, como também traz diversas opções de busca para a sua gestão.

Além disso, temos também um utilitário para travamento de acesso a aplicativos específicos, dois jogos simples que podem ser disputados até mesmo offline e, finalmente, um dos melhores players de podcasts disponíveis na loja virtual do Google.

Sem mais enrolação, vamos à lista!

Johnny Trigger

Um jogo extremamente simples para o Android – disponível de graça e podendo ser jogado offline – é Johnny Trigger. Nele, você assume o papel de um atirador que percorre o cenário automaticamente em perspectiva de progressão lateral, devendo derrubar com tiros os inimigos fortemente armados em meio a piruetas espetaculares, tal qual um filme de ação improvisado.

O interessante em JT é o fato de que o personagem se move sozinho, e você fica apenas responsável por atirar. Parece fácil, mas à medida que você vai passando pelos curtos cenários, as coisas vão se complicando, com inimigos que só podem ser atingidos com tiros ricocheteados nas paredes, reféns que não podem ser atingidos e chefões que requerem vários disparos para tombar.

Johnny Trigger também traz mecânica cosmética de customização, destravando armas e roupas que remetem a ícones da cultura pop, como John Rambo ou Rorschach, de Watchmen.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Rescue Cut!

Ainda mais simples que o primeiro, igualmente offline mas relativamente desafiador, Rescue Cut pega a mesma mecânica eternizada por jogos como Fruit Ninja e Cut The Rope, adicionando um elemento mais sádico: aqui, você se depara com cenário de puzzle onde o objetivo é libertar uma vítima amarrada, fazendo-a atravessar uma porta sem que ela morra por causa dos obstáculos no meio do caminho.

Inicialmente, é tudo muito fácil, mas a progressão rápida faz com que você logo menos seja desafiado com cenários abarrotados de dificuldades, onde vários obstáculos na forma de guardas, tigres, crocodilos, lançadores de chamas, lâminas circulares, canhões e explosivos se colocam no caminho entre você e a salvação.

É um jogo simples, leve e que promete ocupar a sua cabeça em viagens mais longas no metrô ou ônibus.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

1Gallery

Smartphones como os modelos produzidos pela Motorola e algumas outras fabricantes não contam um app específico de gerenciamento de imagens armazenadas, preferindo deixá-las por conta do gerenciador de arquivos ou, em alguns casos, do próprio Google Fotos. O problema: os gerenciadores possuem navegação pouco intuitiva a usuários casuais e o Google Fotos exige conexão com a internet.

É aqui que entra o 1Gallery, um aplicativo de gestão de imagens que não apenas lista as mídias armazenadas em seu smartphone, mas o faz de forma bastante amigável ao usuário, além de contar com recursos de gerenciamento que a maioria dos apps nativos não tem.

Uma dessas ferramentas é a filtragem na busca de arquivos apenas por tamanho ou data, permitindo que você identifique apenas as mídias maiores ou menores e, com isso, consiga fazer uma limpeza mais detalhada do seu smartphone.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Breaker

O Breaker é um agregador de podcasts com função social. Isso nada mais é do que uma forma de obter recomendações de podcasts não apenas preenchendo uma série de tópicos de interesse, mas também atrelando-o à sua conta em sua rede social de maior interesse, vendo assim o que os seus amigos estão ouvindo e, consequentemente, abrindo ainda mais o seu leque de opções.

Além dessa pegada social, o Breaker também lista o seu histórico de podcasts já ouvidos, além de agregar episódios ainda a serem lançados no caso de programas que você assine e que tenham uma rotatividade fixa (bom para produções oriundas de canais noticiosos) e também a possibilidade de baixar o podcast desejado para ser ouvido depois ou reproduzido localmente pelo armazenamento do seu dispositivo, economizando assim o seu plano de dados móveis.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

LockX

É na interface mais simples que reside o mais intuitivo app da lista de hoje: o LockX, se você já não adivinhou pelo nome, é um aplicativo que permite ao usuário travar o acesso a aplicativos específicos que já estejam instalados em seu smartphone ou tablet. O melhor dele é que não pede quase nenhuma permissão do Android para funcionar devidamente.

Com o LockX, a configuração é incrivelmente simples: você escolhe o padrão de trava que deseja implementar (PIN numérico ou padrão de swipe com os dedos) e, em seguida, ele vai fazer a varredura do seu aparelho, identificando os aplicativos instalados. Depois, é só uma questão de clicar em quais você deseja travar e fechar o LockX.

A partir daí, todos os apps selecionados vão pedir pelo código de destravamento ao serem inicializados, adicionando mais uma camada de segurança para o usuário contra invasores e bisbilhoteiros.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: