Mercado fechado

Os melhores apps Android da semana (26/12/2019)

Rafael Arbulu

Nas festividades de fim de ano, a facilidade de se encontrarem eventos de comemoração faz com que muitas pessoas estejam na rua. Muitas dessas pessoas são parte do público LGBT+ e, devido às estimativas de aumento de problemas de segurança pública e a especial vulnerabilidade dessa e de outras minorias, casos LGBT-fóbicos podem vir a aumentar.

Pensando nisso, um projeto brasileiro criou um aplicativo que visa colocar público fora do eixo heteronormativo em uma nova camada de segurança, por meio de recursos que permitem uma navegação um pouco mais segura pela cidade. Como não poderia deixar de ser, essa foi a nossa escolha para o destaque da semana.

Além disso, complementam esta última lista de recomendações de 2019 um app de bem-estar que usa a inteligência artificial (IA) para criar melodias específicas para foco, relaxamento ou movimento, além de dois jogos ótimos para passar o tempo enquanto o peru de natal não fica pronto e, finalmente, um dos apps de feed de notícias mais criativos e completos do mercado.

Vamos à lista!

Into the Dead 2

Mais um jogo de zumbis na Play Store e...é, ao contrário do que a saturação de mortos-vivos possa indicar, os zombie killers parecem fazer muito sucesso na jogatina mobile. Em Into the Dead, somos apresentados a um jogo de tiro on rails, ou seja, você percorre um cenário em trajeto pré-determinado e hordas e hordas de zumbis se colocam em seu caminho.

O interessante de Into the Dead é justamente a vontade dos desenvolvedores em trazer uma experiência que faça jus à ideia do apocalipse zumbi. Isso se traduz em recursos escassos, mesmo diante de diversas atividades e vídeos publicitários que entreguem prêmios variados. As armas começam com pouca capacidade de dano e você deve escolher bem quando atirar e quando fugir, haja vista que boa parte dos zumbis requerem mais que um tiro para serem derrubados, o que pode fazer com que você gaste mais balas do que deveria.

A ambientação também merece destaque: todo o jogo percorre em ambiente noturno e externo: rodovias abandonadas, fazendas de milho e matas altas constituem locais mais perigosos, dada a capacidade dos monstros de se esconder e surpreender o jogador. E se um deles encostar em você, já era.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Basketball Stars

Um jogo esportivo simples que traz um foco maior na experiência do basquete de rua: esqueça as grandes quadras e equipes milionárias: aqui, você não tem time algum, joga sozinho contra outro oponente em atividades que envolvem corrida de cestas (quando você e o oponente disputam lances livres em maior número), defensores (um modo onde você tenta marcar uma cesta contra um jogador que vai defendê-la e vice-versa) e, claro, um modo carreira, onde ambas as atividades servem como progressão para que você aumente a sua fama na arte do bate-bola de quadras urbanas.

Além da experiência normal, minigames de enterrada e de máquinas de cestas de arcades complementam o jogo, trazendo prêmios de customização de personagens e acessórios, como camisetas, munhequeiras, bonés; e de bolas, que possuem atributos que ajudam você a encestar melhor.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Dandarah - Resistência Arco-íris

O destaque da semana vai para esse app 100% brasileiro e parte do projeto “Resistência Arco-Íris”, conduzido pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fiocruz. O Dandarah foi criado com o intuito de mapear ocorrências de crimes e situações de perigo específicas para o público LGBT+, contando com o usuário para relatar áreas onde problemas à minoria sejam mais evidentes ou frequentes.

Em sua função principal, o Dandarah faz o mapeamento em tempo real de uma área, permitindo que um usuário possa se planejar de acordo caso precise passar por perto: por exemplo, imagine que uma pessoa precise sair sozinha, mas no meio do seu caminho, há uma região onde a incidência de crimes homofóbicos seja maior. Ao saber disso antecipadamente, a pessoa pode mudar seu trajeto e chegar ao destino em segurança.

Outro recurso interessante é o “Botão de Pânico”, onde uma mensagem de socorro é enviada a toda a lista de contato do usuário, alertando a todos de que o amigo está em algum tipo de perigo. O recurso é especialmente indicado para imprevistos, como se uma pessoa estiver lhe seguindo ou algo do tipo.

O nome do app é dado em homenagem à travesti Dandara Kettley, que foi espancada e morta a tiros em fevereiro de 2017. O caso teve repercussão nacional depois que imagens do crime foram divulgadas na mídia tradicional e redes sociais. Apenas dois anos depois, em fevereiro de 2019, é que o último suspeito foi preso, sendo que as autoridades ainda respondem a processos por parentes da vítima, pela demora no atendimento e investigação demorada do caso.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Endel

O Endel é um app de bem-estar que busca usar a inteligência artificial para gerar hábitos de foco, relaxamento ou movimento, conforme a preferência do usuário. Ele faz isso ao valer-se do recurso moderno da IA para gerar melodias de acordo com a vontade ou necessidade de quem o está usando.

As melodias em si são simples, e vão crescendo em detalhes conforme você usa o aplicativo e ele é exposto aos seus arredores (o Endel roda em segundo plano, por isso não será possível executá-lo em conjunto com, digamos, o Spotify). A forma como ele aborda o auxílio à produtividade do usuário em seu dia a dia fez do Endel um dos aplicativos de destaque da Play Store em dezembro de 2019.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

SQUID - Notícias

Mais um app que fez tanto sucesso que chegou à lista dos eleitos da Play Store como um dos aplicativos do ano de 2019, o SQUID é, essencialmente, um agregador de notícias. Seu funcionamento não difere muito de outros exemplos do mercado, já que você começa nele criando sua conta e escolhendo quais categorias mais lhe interessam. Rapidamente, você é levado a um feed que reúne as principais notícias dos assuntos escolhidos, em vários veículos de mídia.

O interessante do SQUID, porém, é que ele permite que você selecione a sua experiência com base no país. A página inicial das suas notícias no Brasil, por exemplo, vai ser relativamente diferente das notícias apresentadas nos EUA ou Europa, já que o app também considera o idioma e os veículos locais na reunião de seu conteúdo.

De uma forma completa e dentro de uma interface bastante intuitiva, o SQUID é um feed de notícias bastante completo, que promete tomar de assalto o mercado para quem busca sempre se manter informado pela telinha do celular.

(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: