Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.110,64
    -1.130,99 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.610,65
    -847,37 (-1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,94
    +0,58 (+1,11%)
     
  • OURO

    1.839,50
    +9,60 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    36.484,15
    +42,41 (+0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    719,63
    +4,44 (+0,62%)
     
  • S&P500

    3.801,35
    +33,10 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.971,50
    +157,24 (+0,51%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.984,50
    +182,25 (+1,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4823
    +0,0870 (+1,36%)
     

Os filmes mais pirateados de 2020

Sérgio Oliveira
·7 minuto de leitura

2020 foi um ano atípico para os cinéfilos. Devido à pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), os cinemas de todo o mundo ficaram fechados durante quase todo o ano e as grandes estreias foram reagendadas ou adiadas indefinidamente. Para conter a sangria de dinheiro, muitos estúdios adotaram duas estratégias arriscadas: no começo do ano, reduzir a janela entre a estreia nos cinemas e em plataformas de vídeo sob demanda; e, mais recentemente, lançar os filmes diretamente em serviços de streaming.

Isso fez com que o submundo da pirataria ficasse em polvorosa e os filmes fossem disponibilizados ilegalmente em trackers torrent quase que simultaneamente à estreia oficial em plataformas legítimas. Semanalmente, ao longo de todo o ano, o Canaltech observou e registrou toda essa movimentação para agora apontar para você quais foram os filmes mais pirateados de 2020.

Será que você consegue adivinhar quais foram os mais cobiçados pelo Barba Negra? Confira a seguir!

10. As Panteras

As Panteras sempre atraiu a atenção dos espectadores, desde que era apenas um seriado na TV na década de 1970. Nos anos 2000, as espiãs ganharam uma trilogia cinematográfica e em 2020 veio o reboot com um novo trio formado por Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska.

O ponto alto do novo As Panteras é como ele lida com o empoderamento feminino ao mesmo tempo em que entrega uma trama muito bem-humorada, recheada de ação e com uma boa dose de mistério, instigando o espectador todo instante a descobrir quem é o verdadeiro vilão.

Leia também: Crítica | As Panteras aposta na demonstração do poder feminino

9. Bloodshot

Um dos primeiros filmes afetados pela pandemia do novo coronavírus, Bloodshot quase não viu as luzes do cinema se apagarem. O longa ficou em cartaz por apenas uma semana e logo foi disponibilizado para aluguel e venda online pela Sony Pictures, acelerando sua disponibilização ilegal internet afora.

A trama é adaptada dos quadrinhos da Valiant Comics e traz Vin Diesel na pele de um ex-soldado com capacidade de regeneração e metamorfose depois de ter sido revivido por um experimento bizarro. A ideia da Sony, claro, foi pegar carona no sucesso dos filmes de super-heróis da Marvel, mas Bloodshot foi sofrível em vários aspectos, sobretudo a atuação de Vin Diesel, que mais pareceu um Toreto turbinado do que qualquer outra coisa.

8. Entre Facas e Segredos

Aqui e acolá sempre estreia um filme que desperta o lado detetive de cada um de nós, e o finzinho de 2019 trouxe um dos melhores exemplares de películas ao estilo "Detetive" que já vimos nos últimos tempos: Entre Facas e Segredos. Como naquela época o coronavírus parecia uma ameaça bem distante do Ocidente, o filme seguiu o calendário habitual de distribuição e só chegou às plataformas de vídeo sob demanda e streaming em 2020 e permaneceu no ranking dos mais pirateados por meses.

Se você já participou do ritual de descobrir quem matou o Coronel Mostarda na sala de estar com um castiçal certamente irá gostar deste filme. A vítima, aqui, é um famoso escritor que aparece morto em sua mansão na véspera de seu aniversário de 85 anos. Desvendar o caso e descobrir quem foi o real assassino instigou milhões de pessoas em todo o mundo, que fizeram deste o oitavo filme mais pirateado de 2020.

7. Frozen 2

Extremamente aguardada, a sequência da animação de maior sucesso da história da Disney chegou aos cinemas brasileiros no fim de 2019 e pouco tempo depois caiu nas garras dos piratas de plantão para se tornar um dos filmes mais baixados ilegalmente de 2020.

Frozen 2 se passa logo após os acontecimentos do original, mostrando Elsa determinada a descobrir por que nasceu com poderes mágicos. Quando as dúvidas da rainha sobre sua origem começam a afetar ela e seu povo, ela decide embarcar em uma perigosa aventura com seus amigos.

Leia também: Crítica | Frozen 2 volta às origens para se tornar mais interessante

6. Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa

Outro filme que chegou a estrear nos cinemas, mas acabou sendo disponibilizado em plataformas de streaming antes do previsto devido à pandemia da COVID-19, Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa rapidamente caiu nos trackers de torrent na internet e apareceu nas listas de filmes mais pirateados por meses.

O filme deveria ser sobre o grupo de heroínas, mas acabou sendo usado pela Warner como uma tentativa de redenção pela ruindade de Esquadrão Suicida, aproveitando a única coisa que talvez se salve de lá: Arlequina. O resultado até que é divertido e mostra que o estúdio trabalha melhor quando larga mão da ideia de criar um universo cinematográfico compartilhado, mas tem grandes diferenças em relação aos quadrinhos.

5. Bad Boys Para Sempre

Will Smith e Martin Lawrence conseguiram reviver uma das franquias de ação policial mais adoradas dos anos 1990 em 2020 com Bad Boys Para Sempre. Repleto de nostalgia e aproveitando-se de todos os recursos cinematográficos da atualidade, o filme mescla muitíssimo bem dois temperos indispensáveis em filmes da série: cenas de ação de tirar o fôlego e comédia.

Isso foi mais que suficiente para ganhar o público, que aceitou muito bem a trama que se passa 17 anos depois de Bad Boys II e mostra os policias Mike e Marcus de volta à ação para derrubar o líder de um cartel de drogas em Miami. Só que dessa vez os "tiozões" estão acompanhados de uma recém-criada equipe de elite do departamento de polícia da cidade, toda formada por jovens de hoje em dia.

Leia também: Crítica | Bad Boys para Sempre revigora a franquia com “ação tiozão ostentação”

4. Jumanji: Próxima Fase

Mexer com clássicos da cultura pop é sempre muito delicado, ainda mais quando se propõe a fazer o remake de um filme originalmente estrelado por ninguém menos que Robin Williams. Mas quando o projeto é liderado por The Rock, aí as chances de a coisa ser boa são elevadas ao cubo.

O "reboot", por assim dizer, acertou em cheio ao não tentar imitar o original e transformou o jogo de tabuleiro em um videogame, para onde os personagens são transportados e assumem avatares com atributos e habilidades particulares. A ideia deu tão certo que rendeu uma sequência, Jumanji: Próxima Fase, genuinamente divertida, o mais puro caldo do entretenimento.

Leia também: Crítica | Jumanji: Próxima Fase cai de pé e é um entretenimento sincero

3. Mulan

Envolto em um sem-número de polêmicas, Mulan era para ser uma das grandes estreias da Disney nos cinemas em 2020, mas acabou tendo de ser lançado diretamente no Disney+ com um modelo de cobrança que desagradou a mastodôntica maioria dos assinantes do serviço: em vez de o filme ser incluído diretamente no catálogo, era preciso comprá-lo à parte. Como uma espécie de protesto, rapidinho a adaptação live-action de um dos maiores clássicos animados da Casa do Mickey foi disponibilizado em torrent e levou para casa a medalha de bronze de filme mais pirateado de 2020.

E olha, não é nem como se o filme fosse lá essas coisas todas. Os problemas do longa se estendem para seu roteiro, elenco e efeitos visuais, que ficam muito aquém do original de 1998. E é justamente por causa dessas comparações que o filme sofre tanto, já que, livre disso, ele até que funciona bem.

2. Coringa

Para muita gente, um dos melhores filmes da DC de todos os tempos; para outros, um filme irresponsável e que jamais deveria ter existido. Essa dicotomia extrema não só define bem tanto o Coringa personagem, quanto o Coringa filme, como também foi o combustível para manter o longa lançado em outubro de 2019 em alta durante todo o ano de 2020, a ponto de ele levar a medalha de prata de filme mais pirateado do ano.

Independentemente disso, é inegável que Joaquin Phoenix entregou uma das atuações mais poderosas do cinema nos últimos tempos em um filme que incomoda por tocar em feridas abertas da sociedade para quais muitos fecham os olhos fingindo que não veem. Um baita soco que transcendeu os quadrinhos e atingiu o estômago de todos nós em cheio.

1. Parasita

E não teve para ninguém em 2020: o vencedor do Oscar de Melhor Filme também foi o filme mais pirateado do ano. Parasita tomou as rodas de discussão online e offline e instantaneamente se tornou uma obra-prima do cinema graças ao roteiro, atuações e estética de primeira.

Mas o que mais chama a atenção no filme de Bong Hoo Jo é como sua trama consegue se passar por algo simples: uma família que vive na miséria de repente tem uma chance de ascender quando seu filho consegue um emprego na casa de uma família rica. Aos poucos, ele vai conseguindo trazer seus parentes, um a um, para também trabalharem ali. Por trás disso, o filme faz uma crítica duríssima à sociedade, às diferenças de classe e à falta de oportunidades.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: