Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.296,92
    +122,50 (+0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Os 7 melhores filmes de zumbi na Netflix

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os zumbis são um clássico do cinema. Desde que George Romero trouxe o clássico A Noite dos Mortos Vivos, eles entraram em nosso imaginário e nunca mais saíram de lá. E como um bom morto-vivo que se preze, esse tipo de filme vai e vem, mas nunca desaparece de verdade.

E a Netflix tem um acervo considerável de filmes sobre o tema. Assim, se você quer um pouco de adrenalina, uma boa dose de sustos e lições importantes de como lidar quando o apocalipse zumbi chegar, o Canaltech listou 7 dos melhores filmes de zumbi para assistir na plataforma de streaming.

7. Meu Namorado é um Zumbi

Para começar nossa lista, vamos para algo um pouco mais light. Afinal, a ideia de namorar um morto-vivo é algo bem incomum e é isso que torna Meu Namorado é um Zumbi um filme, no mínimo, curioso.

Com Nicholas Hoult (Mad Max: Estrada para a Fúria) e Teresa Palmer (Até o Último Homem) no elenco, o longa chegou no auge da febre Crepúsculo, quando o pessoal achou interessante romantizar os monstros clássicos. Afinal, se deu certo com vampiro, o que poderia dar errado com zumbis?

E a premissa realmente chama a atenção. Isso porque o filme traz esse mundo pós-apocalíptico em que os zumbis não são a praga assassina que a gente se acostumou a ver em Hollywood, mas uma espécie de novo estágio evolutivo da humanidade. Tanto que eles formam uma nova sociedade organizada que existe em paralelo com os humanos — mas sem abrir mão da fome por cérebros.

Só que tudo isso é posto à prova quando um morto-vivo se apaixona por uma garota viva. A partir disso, ele precisa provar que nem todos os zumbis são iguais e que ele pode mudar sua natureza por amor. O problema é que isso pode acabar com o equilíbrio entre esses dois mundos.

6. Zumbilândia

Sobreviver em um apocalipse zumbi exige regras. São aquelas normas não escritas que vão mantê-lo vivo quando a lei do mais forte imperar e você precisar lutar contra os mortos-vivos todos os dias. E Zumbilândia brinca de maneira muito divertida com essa ideia trazendo um lado mais leve desse mundo que acabou diante da invasão dos cadáveres que retornaram à vida.

É isso que norteia a vida de Columbus (Jesse Eisenberg), um dos últimos sobreviventes desse Estados Unidos devastado e que segue em uma viagem de volta para casa na esperança de ainda encontrar seus pais vivos. E é meio a essa viagem que ele encontra outros sobreviventes, incluindo uma jovem garota que parece ter sido mordida e que vai colocar à prova suas regras.

Zumbilândia é a prova de que os zumbis não precisam se limitar apenas ao terror e ao suspense, também podendo servir de pano de fundo para ótimas comédias.

5. Army of the Dead: Invasão em Las Vegas

Zack Snyder se lançou para o grande público a partir de um filme de zumbi, com o remake do clássico Madrugada dos Mortos. E, depois de ter consolidado seu nome na indústria, o diretor decidiu retornar ao tema e trazer os mortos-vivos de volta à tela com Army of the Dead: Invasão em Las Vegas.

Só que, diferente de sua primeira investida no estilo, Army of the Dead é muito mais um filme de ação do que de suspense. No caso, um grupo de habilidosos ladrões unem forças e habilidades para fazer um mega assalto em uma Las Vegas tomada pelos monstros devoradores de cérebro. Assim, vemos a luta dessa equipe não apenas para conseguir pegar o que vieram buscar, mas também para sobreviver às hordas mortais.

O grande charme de Invasão em Las Vegas é seu elenco. Snyder reuniu atores muito bons que dão vida a personagens bastante carismáticos — tanto que abriu espaço para alguns spin-offs e uma sequência.

4. Guerra Mundial Z

Baseado na obra de Max Brooks, autor do livro Guia de Sobrevivência a Zumbis, Guerra Mundial Z mostra como o mundo precisaria se organizar para se reerguer após o apocalipse causado pelos mortos-vivos. Assim, temos um ex-agente da ONU, vivido por Brad Pitt, tendo que investigar como tudo isso começou ao mesmo tempo em que corre contra o tempo para salvar sua família.

Embora soe como uma premissa básica de filme de zumbis, o longa é um dos poucos que trata a invasão dos mortos-vivos como uma questão de saúde e apresenta algumas soluções interessantes de como essa perspectiva faria o mundo se adaptar à nova ameaça — principalmente quando ele traz algo novo na dinâmica envolvendo os monstros.

Ao contrário de histórias como The Walking Dead, que abordam o zumbi como essa criatura lenta e putrefata, Guerra Mundial Z explora muito bem o fato de que os mortos-vivos agem em horda e esse número exagerado de cadáveres permite que eles façam algumas coisas bem absurdas — quase como um tsunami de defuntos.

3. #Alive

Como seria um apocalipse zumbi na era dos streamings? Pois é justamente com essa ideia que o sul-coreano #Alive brinca, trazendo um streamer como o sobrevivente de um apocalipse zumbi e como a sua luta para escapar do fim do mundo se torna um entretenimento para seu público.

E esse é o grande acerto do longa. Além de trazer toda a ação e tensão que a gente espera de um filme do gênero, #Alive segue a linha das grandes produções vindas da Coreia do Sul e transforma a invasão dos mortos-vivos em uma grande metáfora ao momento que vivemos hoje. Afinal, a solidão de seu protagonista é a mesma que muitos encaram em frente às telas e as hordas de zumbis pouco diferem das massas em busca de entretenimento contínuo.

2. Invasão Zumbi

Invasão Zumbi é um dos filmes que abriu as portas do Ocidente para produções orientais. Embora seja um filme clássico de sobrevivência em uma apocalipse zumbi — como o título nacional deixa bem claro —, todo o ritmo e a dinâmica da história rapidamente fizeram com que ele se tornasse um clássico instantâneo.

Isso porque toda a trama se passa dentro de um trem. Em um momento em que toda a Coreia do Sul entra em estado de emergência por causa da proliferação de um vírus que transforma as pessoas em monstros, apenas a cidade de Busan é um lugar seguro. O problema é que o trem-bala que segue para lá conta com alguns passageiros que guardam segredos mortais que podem acabar com a prometida segurança do local.

1. Cargo

Cargo é um daqueles filmes que aposta em uma fórmula certeira e que, mesmo assim, é diferente de tudo aquilo que vimos em um filme de zumbi. Quando a Austrália é tomada por um vírus que transforma a pessoa em mortos-vivos assassinos, um homem precisa correr contra o tempo para encontrar alguém que possa cuidar de sua filha recém-nascida. O porquê disso é simples: ele próprio foi contaminado e agora precisa correr contra o relógio para garantir a segurança da criança antes que ele também vire um monstro.

É a clássica história do sacrifício do pai que funciona tão bem e que casa perfeitamente na ideia de um apocalipse zumbi. Assim, vemos um excelente Martin Freeman em peregrinação pelos ambientes inóspitos da Austrália em uma jornada que é tensa não só pelo perigo iminente, mas pelo adeus inevitável.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos