Mercado fechado

Os 6 recalls de carros mais bizarros da história

Mariana Naviskas
·3 minutos de leitura

Ninguém gosta de comprar um produto com defeito. Mas isso se torna um problema ainda maior quando a falha em questão pode te matar — ou provocar um acidente bem sério.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Por isso é comum vermos empresas automobilísticas em todo o mundo convocando clientes às concessionárias para consertos de defeitos crônicos em seus modelos.

Veja também

O objetivo é sempre prevenir acidentes e proteger o usuário, mas algumas vezes o defeito é tão estranho que o caso fica até engraçado. Confira 6 dos recalls mais bizarros da história:

1. Mazda 6

Motivo do recall: aranhas

Entre 2010 e 2013, a Mazda teve que recolher 42 mil carros após descobrir que os hidrocarbonetos presentes nas linhas de ventilação do Mazda 6 atraíam aranhas. O espaço era tão confortável que elas começaram a fazer teias por ali, o que causava pressão nos tanques de combustível e podia resultar em rachaduras e até incêndios.

2. Volkswagen Jetta

Motivo do recall: bancos quentes

Todo mundo já teve o desprazer de entrar em um carro que ficou ao sol por horas e estava com os assentos muito quentes, né? Alguns Jettas tiveram esse probleminha mesmo sem ajuda do sol entre 2002 e 2004: um defeito fazia o aquecedor de assentos superaquecer e pegar fogo.

3. Toyota Corolla

Motivo do recall: airbag acionado por bebidas

Mais de 620 mil Corollas foram recolhidos em 1995 após a Toyota descobrir que os airbags do carro podiam ser acionados sem querer por respingos no console central. O problema não seria tão grave se o carro não possuísse, exatamente neste local, um suporte para bebidas.

4 Subaru Legacy, Subaru Outback, Subaru Impreza, Subaru XV

Motivo do recall: motor dava a partida sozinho

Carros autônomos parecem uma ótima ideia, mas desde que eles obedeçam aos seus comandos, né? Modelos da Subaru, com motor “Audiovox”, tiveram que ser recolhidos porque davam a partida por contra própria (e ficavam ligados por até 15 minutos).

5. Chrysler Voyager

Motivo do recall: o ar condicionado fazia os alto-falantes pegarem fogo

Uma trilha sonora explosiva, literalmente, fez com que a Chrysler recolhesse seu Voyager 2004. Mas tudo começava nos dutos de ar condicionado. A condensação caía pelas aberturas de ventilação e chegava ao rádio, que entrava em curto e enviava uma corrente para os alto-falantes, que pegavam fogo.

6. Holden Commodore Ute

Motivo do recall: porta-malas abria sozinho

Mais de 34 mil Utes que tiveram que ser recolhidos em 2010 por serem “livres, leves e soltos”. O modelo tinha um defeito no porta-malas: a qualquer momento, a trava se soltava e ia deixando pelo caminho todos os seus pertences.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube