Mercado fechará em 2 h 36 min

Os 5 piores filmes de suspense que você precisa assistir

Laísa Trojaike
·6 minutos de leitura

O que faz de um suspense um mau suspense? A palavra "suspense", por definição, segundo o dicionário Priberam, diz respeito ao “momento de um filme ou de uma obra literária, em que a ação, parando um instante, mantém o espectador, o auditor ou o leitor em expectativa ou ansiedade relativamente ao que vai acontecer.” O que significa que, se o suspense é grande, esperamos que o que irá se seguir valha o desgaste dos nossos nervos.

Quando o suspense é muito grande e o que se segue não é à altura ou não se justifica, o espectador fica decepcionado, como com os sustos dos filmes de terror que estão ali só para nos fazer saltar da cadeira depois de um longo período de silêncio. E a decepção é com razão. Na maioria das vezes, isso gera uma obra pouco marcante e que, após alguns dias, já nem lembramos de ter assistido. Os suspenses, ao contrário do terror, tendem a ser apenas muito ruins e esquecíveis, mas alguns são ruins em um nível que conseguem atingir o status cult de trash, sim, um trash de suspense.

Então por que ver esses filmes? São diversos os motivos e posso citar pelo menos três deles. Para quem faz filmes, é importante ver filmes ruins como um estudo do que não deve ser feito. Para quem não está preocupado com minúcias técnicas, filmes ruins também são construtivos, porque é neles que conseguimos ver o que não deu certo com clareza e, assim, nos tornarmos mais críticos com produções medianas e mesmo com aquelas aclamadas. Por fim, o entretenimento: ver um filme ruim, sobretudo acompanhado, às vezes rende mais risadas que uma boa comédia, mas é preciso ter estômago para aguentar as, em média, duas horas de tensão decepcionante.

Embora os suspenses se misturem com o terror, a lista abaixo irá evitar a inclusão de títulos desse gênero que já tem há décadas fãs que consomem e cultuam suas piores produções. O suspense, geralmente entendido como algo mais sério, tem uma dificuldade maior ao tentar entreter com o erro, mas ainda assim é possível. Se seu suspense mais odiado ficou de fora da lista, compartilhe sua recomendação às avessas nos comentários!

5. Busca Implacável 3

Busca Implacável é o tipo de franquia que você não quer que seus pais vejam. A sinopse do primeiro filme já nos diz que Bryan Mills, o herói interpretado por Liam Neeson, avisa que a filha não deve ir a Paris, porque seria perigoso, e claro que ela acaba sequestrada por uma quadrilha de traficantes de escravas sexuais. No início, o filme foi quase um trash mais ou menos sério de ação que muita gente gostou, mas com o tempo ficou tudo meio engraçado naturalmente e Mills se tornou meme.

Foi a insistência em tentar emplacar Mills como um novo herói de ação que levou Busca Implacável de mal a pior e, no terceiro filme, ele continua protegendo... a filha. A franquia foi tão fraca que em pouquíssimo tempo a família sempre em perigo de Mills virou piada e o terceiro filme não ajudou em nada. Busca Implacável 3 foi vendido como um incrível filme de ação, mas tornou-se apenas um filme sobre um cara que mata todo mundo para salvar a sua família da forma mais difícil possível.

4. Táxi

O brasileiro ficou todo orgulhoso quando estreou um filme com a modelo brasileira Gisele Bündchen. O mesmo brasileiro, no entanto, se arrependeu de cada centavo que gastou no cinema, já que o filme não valia nem o dinheiro gasto no piratex da esquina. Se você não viu Táxi, saiba que é um filme pior que Quarteto Fantástico (2005) e da péssima atualização Shaft (2019), todos trabalhos de Tim Story, que nos faz refletir sobre por que tem tantos diretores bons esquecidos, enquanto alguns péssimos continuam ocupando espaço e gastando orçamentos enormes em filmes que serão destroçados pela crítica e pelo público.

Uma das “qualidades” de filmes muito ruins é, geralmente, a atuação. Em termos de entretenimento, essa é também uma das características mais risíveis de Táxi. Além da Bündchen, de quem ninguém estava exigindo muita coisa, Táxi é estrelado por dois grandes nomes da comédia estadunidense: Queen Latifah e Jimmy Fallon. E é vergonhoso. O filme todo é de uma completa sensação de vergonha alheia e assistir a esse filme hoje é ainda pior, já que com o tempo os defeitos ficam ainda mais acentuados. Vai arriscar?

3. Reféns

Quando se fala de suspense ruim, dá para fazer um Top 5 só com filmes do Nicholas Cage, mas tivemos que nos controlar e colocar apenas um aqui. Cage se envolveu em tantas produções ruins, apesar da carreira promissora e com participação em filmes aclamados, que ele mesmo se tornou um ícone trash. Depois de tantos memes com o ator, ver um filme dele hoje é uma tarefa de apreciar o seu overacting (o que, vale lembrar, foi belamente aproveitado em Mandy: Sede de Vingança — sem ironias).

Em filmes ruins, também é comum que os trailers sejam melhores que os filmes, mas, neste caso, até o trailer é péssimo. É tudo tão bizarramente ruim que dá vontade de ver só para saber se fica pior. A pergunta difícil, então, é: o que a maravilhosa Nicole Kidman está fazendo nisso? E fica pior quando você descobre que, entre os vilões, está Cam Gigandet, o vampiro James de Crepúsculo que, ao contrário do colega Robert Pattinson, não tinha habilidades de atuação ocultas e continua tendo o mesmo desempenho em todos os filmes.

2. Boneco de Neve

Por muito tempo, Boneco de Neve, de Jo Nesbø, ocupou as prateleiras de destaque nas livrarias, sendo um dos suspenses literários mais vendidos dos últimos tempos. Aí saiu a notícia de que haveria um filme. Os nomes envolvidos no roteiro e na direção eram bastante interessantes, mas mais empolgante ainda era o elenco, liderado por Michael Fassbender e com Rebecca Ferguson, Charlotte Gainsbourg em papéis coadjuvantes. Não tinha como dar errado, certo?

Errado. Boneco de Neve foi tão ruim que nem a hype dos fãs conseguiu subir a nota do filme no Rotten Tomatos, que hoje apresenta a média de míseros 7% entre a crítica especializada e 18% entre o público em geral. Ninguém entende como um suspense incrível se tornou um filme tedioso. Por que assistir então? Porque o boneco, do qual deveríamos ter certo medo e de onde viria boa parte do suspense, é simplesmente risível.

1. Tubarão 4: A Vingança

Tubarão, de Steven Spielberg, foi um filme que quase deu errado. As filmagens tinham um potencial enorme de trash, mas o material conseguiu ser transformado em um dos melhores suspenses já feitos por causa do excelente trabalho de montagem de Verna Fields e da icônica trilha sonora de John Williams. O suspense de Tubarão é tão incrível que o filme acaba se tornando um terror de tubarão, mesmo com a criatura aparecendo raríssimas vezes.

Claro que um sucesso desses teria sequências. E claro que, sem Spielberg, a garantia de qualidade do primeiro filme passaria longe ao cair nas mãos de cineastas menos brilhantes. Vamos pular algumas sequências (já bastante ruins) para apresentar Tubarão 4: A Vingança, um dos piores filmes já feitos pela humanidade. Este é o primeiro lugar da lista porque a graça está na própria tentativa do filme de criar suspense: atuação, montagem e até a trilha que tenta imitar a do original se reúnem numa sinfonia do erro e o resultado, claro, é um trash de suspense que se tornou uma comédia sem ter essa intenção.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: