Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    56.770,45
    -5.609,83 (-8,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Os 5 melhores filmes de Zack Snyder

Sihan Felix
·5 minuto de leitura

Prestes a lançar a sua versão de Liga da Justiça, Zack Snyder é um dos diretores contemporâneos mais divisivos do cinema. Adorado por uns, execrado por outros, desprezado por poucos, ele tem a sua essência na forma. Talvez por influência do trabalho da mãe, Marsha Manley, que era fotógrafa e pintora, seus filmes têm um apelo visual muito característico e que, em parte, acaba sendo uma espécie de assinatura.

Claro que assinar um filme vai muito além de alto contraste, de elementos dark e de câmeras lentas pontuais. Tudo isso é a camada mais visível dos filmes de Snyder, que encontra no apelo estético (no bom ou no mau sentido) um meio para dissolver seu conhecimento de linguagem.

Aliás, se a versão de Liga da Justiça lançada em 2017 tem a assinatura bem mais branda de Joss Whedon (de The Avengers: Os Vingadores), o que poderá ser visto na que estreará no próximo dia 18 de março aqui no Brasil deverá vir com todo o peso tanto imagético quanto de densidade narrativa. Inclusive, serão duas horas e dois minutos a mais em relação ao filme de Whedon (que já tinha duas horas de duração).

Entre os poucos longas-metragens da carreira (foram oito apenas até o momento), Snyder dirigiu alguns que ficaram bem marcados no imaginário popular. Abaixo, portanto, o Canaltech preparou uma lista com os cinco melhores. Lembrando que nenhuma lista é taxativa. Não existe verdade absoluta quando se trata de cinema. Listas fazem o papel de indicação e não devem ser levadas como algo exato. Nesse sentido, saber quais são os melhores do diretor para vocês seria excelente. O campo dos comentários está ali também para que possamos trocar essas experiências.

Segue a lista:

5. O Homem de Aço

Reconstruindo a história do Superman, Snyder traz a criança alienígena Kal-El sendo evacuada do seu mundo agonizante. Enviada para a Terra para viver entre os humanos, o agora Clark Kent (Henry Cavill) vê a paz do seu novo planeta ameaçada quando outros sobreviventes de sua terra natal o invadem.

Aqui, Snyder opta por uma abordagem séria, até aproximada da construção antifantasiosa do Batman de Christopher Nolan. Considerando que grande parte da história de O Homem de Aço é sobre funcionar diariamente e, ao mesmo tempo, carregar o peso do passado e de um mundo materno extinto, o filme tem o coração no lugar certo... apesar de ser um órgão um tanto quanto gelado.

4. A Lenda dos Guardiões

Talvez, A Lenda dos Guardiões seja o filme pós-300 que o público menos sabe que é de Snyder. A animação de aventura acompanha uma jovem coruja que é raptada por um malvado exército (também de corujas). A partir de então, a protagonista, junto a novos amigos, precisa escapar e procurar os lendários Guardiões com a intenção de impedir uma ameaça.

Snyder, apesar de estar à frente de uma animação de classificação indicativa livre, não foge de sua abordagem estilosa: as corujas são expressivas a ponto de não parecerem exatamente partes de um desenho animado e as técnicas de câmera lenta são bem utilizadas para deixar as batalhas menos confusas por exemplo. Além disso, há uma reconstrução bem honesta da natureza, como corujas caçando e comendo ratos e, depois, descartando bolinhas de ossos e pelos.

3. Madrugada dos Mortos

Remake do clássico Despertar dos Mortos, do mestre dos mortos-vivos George A. Romero, Madrugada dos Mortos é o primeiro longa-metragem de Snyder, lançado em 2004. Ele, que vinha de videoclipes (de Morrissey, ZZ Top e Rod Stewart, entre outros), já trazia todos os seus elementos de assinatura, transformando o clássico de Romero em algo visualmente – em uma primeira impressão – mais chamativo.

No filme, uma enfermeira, um policial, um jovem casal, um vendedor e outros sobreviventes de uma praga mundial que está transformando pessoas saudáveis em zumbis muito agressivos se refugiam em um shopping center. Ali, os personagens vão enfrentar tanto os mortos-vivos quanto eles mesmos e o tempo.

2. 300

Talvez o maior marco da carreira de Snyder, a adaptação da série de HQs Os 300 de Esparta traz a história do rei Leônidas e de uma força de 300 homens que lutam contra os persas nas Termópilas em 480 a.C. O filme também marcou o seu ator protagonista Gerard Butler, que parece carregar Leônidas assim como Daniel Radcliffe carrega Harry Potter.

Mas 300 não é uma simples adaptação. É praticamente como se as HQs ganhassem vida e fossem, simultaneamente, bombeadas com esteroides. Cada personagem masculino tem músculos de discípulos de Dwayne Johnson – até mesmo o corcunda – e é estilizado ao máximo, tornando-se unidimensional à força. Esta unidimensionalidade, por outro lado, parece fazer parte da própria abordagem do filme, o que constrói uma experiência quase raivosa, quase de torcida.

1. Watchmen: O Filme

Depois do sucesso na bilheteria de 300, não demoraria para Snyder assumir outro filme baseado em HQs. Na história, passada em 1985, existe ex-super-heróis. O assassinato de um colega envia o vigilante Rorschach para uma investigação e, a partir desta, ele descobre algo que poderia mudar completamente o curso da história como a conhecemos.

Watchmen: O Filme é um exercício quase experimental no que diz respeito aos filmes de super-heróis. É uma obra intensa, que traz som, imagens e personagens combinados em uma abordagem inicialmente estranha e que consegue, sem a forma direta de 300, evocar uma HQ. É como se todo o poder fosse interno; como se a história fosse interessante e, ao mesmo tempo, não estivesse em primeiro plano; porque é justamente sobre a experiência de um mundo prestes a perder as esperanças que Snyder ergue o filme e, com isso, expõe o poder da fábula visceral criada por Alan Moore e David Gibbons.

Bônus: Superman 75

De 2013, no mesmo ano em que Snyder lançou O Homem de Aço, Superman 75 é um curta-metragem animado para televisão de apenas dois minutos que condensa os 75 anos de existência do super-herói da DC Comics. O filme, que é comemorativo, é dirigido por Snyder e Bruce Timm – mestre de animações da DC – e pode ser assistido abaixo:

Ficam, então, as indicações e o espaço dos comentários para acréscimos e tudo o que desejarem. Sem dúvida, como sempre ao fazer uma lista, foi dolorido, mas tenho certeza que vocês conseguirão complementar e enriquecer tudo o que está aí.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: