Mercado fechará em 2 h 11 min
  • BOVESPA

    111.348,23
    +675,47 (+0,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.424,74
    +22,04 (+0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.786,90
    +16,40 (+0,93%)
     
  • BTC-USD

    66.403,15
    +3.531,72 (+5,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.544,92
    +64,11 (+4,33%)
     
  • S&P500

    4.538,40
    +18,77 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.659,59
    +202,28 (+0,57%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.392,25
    -6,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4627
    -0,0335 (-0,52%)
     

Os 5 filmes mais picantes disponíveis na HBO Max

·5 minuto de leitura

Atenção: esta matéria não é indicada para menores de idade!

Tem horas na vida que a gente só quer um pouco de safadeza. Nada pesado, só a boa e velha cachorrada, como já dizia um certo filósofo por aí. É aquele momento para desligar do mundo, sentar no sofá e assistir a um filme um pouco mais picante para fazer a imaginação ir longe ou mesmo para despertar aquele comichão. E, por sorte, a HBO Max tem algumas boas opções de conteúdo.

São produções bem variadas — e algumas delas bem clássicas — que se aproveitam muito bem da classificação indicativa mais elevada para subir o tom na sensualidade ou mesmo nas cenas mais ousadas para contar suas histórias. Mais uma vez, nada gratuito ou explícito, só o suficiente para elevar a temperatura e deixar as coisas mais interessantes.

Tanto que é importante destacar que esses filmes mais picantes disponíveis na HBO Max usam dessas cenas para dar um peso ao seu roteiro, seja para fazer humor em volta disso ou mesmo para criar um drama ou tensão em torno da situação — o que mostra que o sexo pode ser usado para várias finalidades dentro de uma trama. Ainda assim, recomendamos não chamar a família para uma sessão pipoca para evitar maiores constrangimentos. Só por garantia, né?

5. Tirando o Atraso

Começamos nossa lista com algo um pouco mais leve. A comédia Tirando o Atraso deixa bem claro já no seu título qual é a sua proposta. Protagonizado por Zac Efron e Robert De Niro, o filme foca na viagem de um neto que está prestes a casar, mas antes precisa levar seu avô para a Flórida. O problema é que o idoso decide transformar o passeio em uma despedida de solteiro e se entrega aos prazeres da vida noturna.

A história pode não ser lá um grande primor da Sétima Arte, mas é um bom resgate da comédia de safadeza, um gênero que estava bastante esquecido em Hollywood desde o fim da franquia American Pie. Além disso, ele traz cenas bem picantes tanto com o próprio Efron quanto com Aubrey Plaza, que cruza o caminho da dupla durante a viagem e entrega grandes momentos.

4. Vício Inerente

Partindo para as histórias um pouco mais pesadas, Vício Inerente trabalha muito bem a ambientação desse período sem controle que parte da sociedade americana viveu entre os anos 1960 e 1970, abusando de drogas e sexo sob o pretexto de ser um modo de vida que valoriza a liberdade. E é em meio a esses excessos psicodélicos que acompanhamos a história de um detetive, vivido pelo sempre excelente Joaquin Phoenix, que precisa investigar o desaparecimento de sua ex-namorada.

Dirigido por Paul Thomas Anderson, o longa sabe retratar muito bem esse clima de liberdade sexual que marcou o período, principalmente na região da Califórnia, onde a trama se passa, incorporando-a a uma história policial bem mais densa e impactante.

3. Assédio Sexual

Filme traz ótimas atuações, mas sofre com a temática delicada e abordagem problemática. Ainda assim, uma ótima produção (Imagem: Reprodução/Warner Bros.)
Filme traz ótimas atuações, mas sofre com a temática delicada e abordagem problemática. Ainda assim, uma ótima produção (Imagem: Reprodução/Warner Bros.)

Falando em tensão, Assédio Sexual é um daqueles filmes em que o sexo é parte fundamental da trama, mas de uma forma nada positiva. Estrelado por Michael Douglas e Demi Moore, ele conta a história de um executivo que precisa lidar com as investidas de sua chefe, que usa sua posição de poder para tentar levá-lo para a cama. Com a negativa, ela passa a acusá-lo de assédio e isso transforma a vida e a carreira dele em um inferno.

Como a sinopse já deixa bem claro, o filme gera um desconforto imediato, principalmente pelo fato de o enredo não ter envelhecido tão bem assim. Ainda que seja uma excelente produção com atuações incríveis, Assédio Sexual merece um enorme asterisco para lembrar que ele está bem datado.

2. Boogie Nights: Prazer sem Limites

Voltando às histórias um pouco mais leves, Boogie Nights é outra produção que se aproveita do clima de oba-oba da Califórnia nos anos 1970 — um período que parece fascinar o diretor Paul Thomas Anderson — para contar a história da indústria da pornografia daquela época. Já chamou a atenção, né?

E é nesse contexto que acompanhamos a jornada de Eddie Adams (Mark Wahlberg), um lavador de pratos que se transforma em um dos maiores atores pornôs do mundo. E a tensão da trama fica justamente no que vem depois disso, com as consequências e os dramas que surgem dessa vida de excessos.

A temática de Boogie Nights já é o suficiente para fazer muita gente conferir a produção, mas ele também traz um elenco de peso. Além do próprio Wahlberg, o longa traz Julianne Moore, Alfred Molina, Don Cheadle, Philip Seymour Hoffman e Heather Graham — ou seja, um time de peso.

1. De Olhos Bem Fechados

De Olhos Bem Fechados é o último filme do lendário diretor Stanley Kubrick (Imagem:Reprodução/Reprodução/Warner Bros.)
De Olhos Bem Fechados é o último filme do lendário diretor Stanley Kubrick (Imagem:Reprodução/Reprodução/Warner Bros.)

Para fechar nossa lista de filmes picantes da HBO Max, um verdadeiro clássico do cinema. De Olhos Bem Fechados é histórico não apenas pelo peso de sua trama e pelas atuações de Tom Cruise e Nicole Kidman, mas também por ter sido o último filme dirigido pelo lendário Stanley Kubrick.

E diferente de boa parte dos filmes citados nesta lista, o sexo aqui realmente tem um papel central na trama. Não por acaso, ele é considerado por muita gente um drama erótico, já que a discussão central do enredo são os desejos de seus protagonistas e os jogos que inventam para saciá-los. É quase que um estudo do diretor sobre o prazer.

A história começa com um casal que tem um casamento aparentemente perfeito, mas que aos poucos começam a desenvolver fetiches e fantasias que vão para além do matrimônio. Só que as coisas começam a escalar rapidamente a ponto de quase sair do controle. A partir disso, De Olhos Bem Fechados se torna quase que um tratado psicológico sobre o sexo, desejo e prazer.

Mais uma vez, é um clássico absoluto do cinema — mas que é melhor você ver sozinho em casa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos