Mercado fechará em 4 h 30 min
  • BOVESPA

    110.352,61
    +211,97 (+0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,04
    +0,16 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.891,30
    -39,50 (-2,05%)
     
  • BTC-USD

    23.321,94
    -574,92 (-2,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    532,38
    -4,48 (-0,83%)
     
  • S&P500

    4.132,26
    -47,50 (-1,14%)
     
  • DOW JONES

    33.944,27
    -109,67 (-0,32%)
     
  • FTSE

    7.861,91
    +41,75 (+0,53%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.585,25
    -261,50 (-2,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5452
    +0,0555 (+1,01%)
     

Os 10 melhores jogos indie para PlayStation 4

Não é possível relembrar os melhores títulos para o PlayStation 4 sem citar os jogos indies. Essa categoria pode não ter explorado toda a potência de hardware do console, mas incluiu games memoráveis com propostas únicas de jogabilidades, narrativas marcantes e grandes inspirações visuais.

Os jogos são categorizados como indies quando são desenvolvidos ou publicados por empresas independentes, sem o suporte das grandes companhias da indústria. Portanto, não se trata de um gênero de jogo, mas sim de um método de criação. De forma resumida, são os títulos que não são considerados lançamentos AAA, ou seja, com grande orçamento e maior consumo de recursos.

É possível encontrar bons exemplos nos estilos de aventura, ação, quebra-cabeças e muitos outros segmentos dos games. O Canaltech preparou uma lista com 10 dos melhores jogos indies que podem ser encontrados no PlayStation 4

Os melhores jogos indies para PS4

10. Rocket League

Jogos de corrida e de simulação de futebol são alguns dos estilos mais populares nos videogames. Junte ambos os conceitos e você terá Rocket League. O título da Psyonix foi lançado gratuitamente para assinantes da PlayStation Plus em 2015 e rapidamente tornou-se um sucesso de multiplayer no console.

A ideia é simples: cada jogador controla um carro e precisa fazer gols em partidas individuais ou divididas entre equipes com até cinco participantes. As partidas rápidas e a jogabilidade dinâmica são os destaques do jogo, que ainda mantém uma grande base de jogadores recorrentes.

9. Outer Wilds

A exploração é o grande destaque de Outer Wilds. O jogo, desenvolvido pela Mobius Digital, traz um sistema solar condenado à destruição em um loop de 22 minutos. Ou seja, a cada tentativa nesse intervalo de tempo, o jogador pode explorar novas localidades e tentar evitar essa catástrofe.

Cada planeta desse sistema solar tem características próprias e pode ser alterado em diferentes circunstâncias. O objetivo é conhecer cada localização e resolver quebra-cabeças sem se preocupar com uma progressão de níveis ou habilidades. O design e a forma narrativa de Outer Wilds o colocaram como um dos principais jogos indies do PS4.

8. Undertale

Undertale usa um visual retrô e elementos convencionais do gênero de RPG para explorar a possibilidade de perdoar ou não seus inimigos. Em cada batalha, é possível fugir, matar, poupar ou fazer amizade com o adversário. Dessa forma, o jogo permite finalizar a história principal sem matar nenhum personagem, por exemplo.

Cada decisão tomada nas batalhas pode alterar o comportamento dos outros personagens e levar a um dos três finais possíveis da história. O jogo desenvolvido por Toby Fox chegou ao PS4 em 2017 com personagens carismáticos, pitadas de humor e uma trilha sonora que não sai da cabeça dos jogadores.

7. Cuphead

A direção de arte de Cuphead já seria suficiente para chamar a atenção sobre o jogo. Todas as cenas e comandos foram desenhadas à mão, e as fases possuem uma ambientação que remete às primeiras animações do cinema. Além disso, o game ainda conta com chefes icônicos, níveis desafiadores e uma jogabilidade dinâmica.

Cuphead foi criado pelos irmãos Chad Moldenhauer e Jared Moldenhauer. O lançamento ocorreu em 2017, mas só foi chegar ao PS4 anos depois, em 2020. No embalo da popularidade do jogo, os carismáticos personagens do jogo ainda ganharam uma série na Netflix em 2022.

6. Hollow Knight

Lançado em 2017 pela Team Cherry, Hollow Knight é um dos melhores jogos indie para o PS4. No estilo de metroidvania, o game conta com uma belíssima ambientação visual, desenhada à mão. Explorar Hollownest vale a pena não só pelas batalhas, mas também para conferir os ricos detalhes de cada região.

Porém, não se engane pelo visual: Hollow Knight é constantemente mencionado entre os jogos mais difíceis dessa geração de consoles. Durante grande parte da história, não é possível visualizar o mapa do reino e, a cada morte, o jogador é obrigado a retornar ao último ponto de salvamento e lutar contra a própria sombra para recuperar o progresso.

5. Celeste

Lançado em 2018 e desenvolvido pela Extremely OK Games, Celeste é um título de plataforma que retrata a jornada da protagonista Madeline, na tentativa de escalar uma montanha que leva o mesmo nome do jogo. Consegue combinar uma bela identidade visual, fases desafiadoras e uma narrativa que envolve a superação de traumas pessoais e questões de saúde mental da personagem principal.

Apesar da dificuldade dos níveis, o jogo cria um equilíbrio no ritmo com a história de Madeline, no qual cada barreira superada por Madeline também traz uma sensação de conquista ao jogador. O sucesso do lançamento de Celeste foi tão impactante que rendeu quatro indicações ao The Game Awards, inclusive para “Jogo do Ano”.

4. Disco Elysium: The Final Cut

O lançamento de Disco Elysium para PC foi suficiente para gerar aclamação da crítica. Um ano depois, a ZA/UM lançou a versão Disco Elysium: The Final Cut, com suporte aos consoles e mais opções de diálogos, missões e liberdade de decisões.

Inspirado em um RPG de mesa, o jogo de mundo aberto tem como protagonista um detetive que sofre de amnésia. Além de investigar um crime, também é possível interagir com todas as pessoas da cidade e tomar qualquer decisão que julgar convencional, independentemente da moralidade.

3. Hades

Este rogue-like da Supergiant Games coloca-o no controle de Zagreu, o filho de Hades, na missão de escapar do Submundo da mitologia grega. Cada tentativa de fuga tem aspectos únicos e pode liberar novos inimigos, personagens ou ambientes para a exploração.

Durante Hades, o jogador conhece vários deuses da mitologia grega e pode adquirir habilidades especiais de cada um deles. O jogo permite criar inúmeras combinações de poderes, armas e itens de combate para conseguir derrotar o deus dos mortos.

2. Inside

Antes de falar sobre Inside, é necessário falar sobre Limbo. Esse título foi lançado em 2013, pela Playdead, e rapidamente tornou-se um dos títulos indies mais icônicos daquela geração. Inside, o lançamento seguinte da empresa, pegou o que já era bom e ainda melhorou.

O jogo é um quebra-cabeça de plataforma cujo protagonista é um garoto que precisa fugir de experimentos. A direção de arte é um grande destaque, com um mundo minimalista e de ambientação sombria. A jogabilidade, por sua vez, traz desafios ainda mais criativos do que seu antecessor.

1. Journey

É difícil falar sobre jogos indie sem mencionar Journey. Foi lançado originalmente para o PS3 em 2012, mas o sucesso rendeu uma versão remasterizada para o PlayStation 4. A produção da Thatgamecompany costuma figurar entre as listas de melhores jogos do console e é praticamente um título obrigatório para quem quer conhecer os games da categoria.

Journey traz uma campanha curta, sem nenhum diálogo, do protagonista em um deserto. No entanto, o modo multijogador trouxe um fator até então inédito para a época: durante a travessia, é possível receber a ajuda de um parceiro, porém sem nenhuma forma de comunicação. Mesmo assim, ambos precisam trabalhar juntos para resolver os quebra-cabeças dessa experiência. Mesmo com uma história curta, a ambientação e a ousadia na jogabilidade transformaram o game em um clássico.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: