Mercado fechado

Os 10 melhores filmes de terror da nova geração

O terror é um gênero bastante prolífico, mas também muito acostumado a se acomodar em algumas fórmulas. Basta ver como as franquias mais clássicas seguiram por um caminho de repetição ao longo dos anos — o que abriu as portas para que uma nova geração de cineastas trouxesse ideias, temas e abordagens diferentes.

São produções bem variadas e que fogem bastante dessa lógica apenas do monstro ou do serial killer que a gente viu tantas e tantas vezes que foram bem por que o horror é um gênero que nos atrai tanto. Seja por apostar mais em um terror psicológico ou por usar essa tensão para se referir aos nossos mais variados medos, são filmes que surpreendem pela criatividade.

Assim, se você procura um arrepio na espinha e uma noite mal dormida que não abre mão de ideias criativas, o Canaltech listou os 10 melhores filmes de terror da nova geração para chocá-lo em frente à TV.

10. Casamento Sangrento

O título nacional até soa um tanto quanto genérico, mas Casamento Sangrento é uma dessas surpresas pelas quais a gente não dá nada e que entregam uma história muito boa. Tudo isso a partir da história de uma jovem que casa com o herdeiro de uma família milionária, mas descobre que o matrimônio nada mais é do que apenas mais uma peça no jogo desse pessoal excêntrico.

Isso porque, de repente, ela se vê no meio de um estranho ritual e vai precisar lutar pela própria vida para escapar desse terror antes mesmo da lua-de-mel.

Casamento Sangrento está disponível no Star+.

9. Fresh

Outro filme baseado em relações que dão muito errado, Fresh vai para um lado ainda mais grotesco dos encontros casuais. Afinal, você tem ideia do que vai encontrar quando decide sair com um desconhecido?

Na história, uma garota se cansa de toda a frustração que os apps de relacionamento lhe deram e tenta flertar à moda antiga. Com isso, conhece um homem no mercado e os dois marcam de sair. Tudo vai bem no relacionamento, até que ela passa a conhecer um pouco mais sobre o seu novo amado e descobre que ele tem apetites um pouco incomuns.

Com Sebastian Stan no elenco, Fresh está disponível no Star+.

8. Corrente do Mal

Corrente do Mal é um dos primeiros filmes dessa chamada nova geração do terror a brincar com a velha fórmula do gênero para usá-la como metáfora para medos do cotidiano. No caso, o filme vai tratar sobre uma maldição transmitida pelo sexo — tal qual uma doença.

E tudo isso é apresentado a partir de uma jovem que, após uma noite com um rapaz que conheceu numa festa, se vê sendo perseguida por uma entidade. Não se trata de um monstro ou coisa parecida, apenas um ser que assume a forma humana e que está sempre caminhando em sua direção e a única forma de impedir que essa coisa a alcance, é passando a maldição adiante.

Corrente do Mal está disponível na Netflix.

7. Invocação do Mal

Eis um filme que dispensa qualquer explicação. A série Invocação do Mal se tornou a grande franquia de terror atual, agradando os velhos fãs do gênero e atraindo um novo público para o mundo do horror. E, de certo modo, o diretor James Wan faz isso se apoiando em uma estrutura até bastante familiar.

Para isso, ele traz todo o imaginário em torno do casal Warren. Afinal, nada é mais aterrorizante do que histórias baseadas em fatos reais. Assim, ele traz a velha história de espíritos e casas mal-assombradas, mas com uma linguagem bem mais moderna e atraente.

Invocação do Mal está disponível na HBO Max e para compra e locação na Amazon, Google Play, Microsoft Store e iTunes.

6. Midsommar: O Mal Não Espera a Noite

Filme de terror sempre se passa à noite, certo? Sim, exceto em Midsommar: O Mal Não Espera a Noite. Provando ser um completo maluco, o diretor Ari Aster chega com uma ideia bem incomum para o gênero e traz um longa ambientado inteiro na Suécia, em uma região em que simplesmente não anoitece em determinada época do ano.

Isso, por si só, já seria assustador. Contudo, as coisas se revelam ainda piores quando um casal vai até esse local para passar as férias e se envolvem em uma espécie de culto que vai brincar não só com a sua sanidade, mas também com suas próprias vidas.

Com Florence Pugh no papel principal, Midsommar: O Mal Não Espera a Noite está disponível no Telecine e para compra e locação na Microsoft Store, Amazon, Google Play e iTunes.

5. Nós

Jordan Peele já se mostrou um diretor bastante diferenciado tanto com Corra! quanto com Não! Não Olhe. Contudo, é com Nós que ele brinca com o terror de verdade, principalmente ao criar aquele desconforto que nos acompanha ao longo de toda a trama e que ainda vai para muito além de quando o filme termina.

Protagonizado por Lupita Nyong’o e Winston Duke, Nós acompanha uma família que passa a ser assombrada por eventos bem bizarros. Nada de monstros ou fantasmas: na verdade, eles passam a ser observados e acompanhados por figuras misteriosas que passam silenciosamente a acompanhar os passos de cada um deles. Assim, entre a paranóia e a realidade e revelações bastante medonhas, é uma história em que é impossível prever o que está por vir.

Nós está disponível para compra e locação no Google Play, Amazon e iTunes.

4. Um Lugar Silencioso

Há quem acredite que Um Lugar Silencioso não é um terror propriamente dito. De fato, o filme de John Krasinski não se apoia no susto ou mesmo no medo. Contudo, o grande mérito do longa é justamente criar um clima tão pesado e opressor que o espectador se vê obrigado a ficar tão em silêncio quanto os personagens.

Na história, o mundo é atacado por criaturas que matam qualquer coisa que faça som. Assim, acompanhamos uma família que se acostumou a sobreviver no silêncio, mas que vai precisar encarar o seu maior desafio: como dar à luz a uma criança em condições tão cruéis assim?

Um Lugar Silencioso está disponível na Netflix, Prime Video, Star+ e Telecine.

3. Noites Brutais

Como dito antes, o terror costuma se apegar a algumas fórmulas e clichês que fazem com que muitas histórias e situações sejam bem previsíveis. E o grande mérito de Noites Brutais é subverter essa lógica. O longa brinca com a fórmula clássica do gênero e, com isso, consegue fugir do óbvio diversas vezes e pegar o público de surpresa.

Tudo isso em torno de um terror bastante comum: o da mulher que se vê obrigada a passar a noite na casa de um desconhecido. Depois de sua reserva no Airbnb dar errado e alguém já estar na casa que ela alugou, uma jovem decide dividir o imóvel com um rapaz. O problema é que, a partir desse encontro, as coisas fogem completamente do controle — mas não do jeito que você imagina.

Noites Brutais está disponível no Star+.

2. A Bruxa

Dirigido por Robert Eggers (O Homem do Norte), A Bruxa se destaca pelo modo como explora o imaginário do mal imputado pelo cristianismo e como isso norteava a vida das pessoas no século 17. Para isso, o filme apresenta um grupo de peregrinos que, tão mergulhados em sua fé, passa a ver o demônio em tudo. E, assim, como saber se o Diabo está realmente presente ou se é apenas mais um delírio religioso?

E mais do que esse jogo de dúvidas e incertezas sobre o que é ou não real, o longa brilha demais no cuidado de produção para recriar a época, os costumes e o próprio jeito de pensar e ver o mundo da época. Uma obra-prima.

A Bruxa está disponível na Netflix, Prime Video, Globoplay e Lionsgate+.

1. Hereditário

Eis uns dos filmes mais perturbadores dos últimos anos. Em Hereditário, Ari Aster brinca com o imprevisível de uma forma impressionante de modo que não há como prever para onde a história vai. Mais do que isso, tudo é tão bizarro e confuso que você é rapidamente engolido pelo mistério que se desenrola.

Tudo isso a partir da morte da matriarca da família Graham. Com isso, filhos e netos se reúnem para a última despedida e, aos poucos, passam a desvendar os segredos que envolvem toda a família. É uma herança maldita repleta de simbolismos que vai fazê-lo ficar pensando no que acabou de assistir por um bom tempo.

Hereditário está disponível na HBO Max e para compra e locação no iTunes, Amazon e Google Play.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: