Mercado fechará em 2 h 24 min
  • BOVESPA

    113.812,87
    +105,11 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,58
    -1,92 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.763,80
    -7,40 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    21.472,74
    -1.915,87 (-8,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    511,43
    -30,18 (-5,57%)
     
  • S&P500

    4.229,03
    -54,71 (-1,28%)
     
  • DOW JONES

    33.740,92
    -258,12 (-0,76%)
     
  • FTSE

    7.538,94
    -2,91 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.365,75
    -157,50 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2209
    +0,0071 (+0,14%)
     

Os 10 melhores filmes originais da HBO

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Apesar de ser a casa das estreias da Warner Bros, a HBO Max conta também com algumas produções originais para a plataforma. São aqueles filmes que não ganham a projeção de um lançamento nos cinemas, mas que nem por isso são menores ou ficam devendo em qualidade. Na cada vez mais intensa guerra dos streamings, cada serviço tem que provar que tem munição para seguir na batalha por assinantes.

E a boa notícia é que os assinantes realmente não têm do que reclamar. Além dos filmes do estúdio que chegam com uma surpreendente celeridade — Matrix Resurrections e The Batman, por exemplo, foram liberados cerca de 45 dias depois de chegarem às telonas — e de todo o acervo de clássicos, os filmes lançados exclusivamente na HBO Max contam com uma qualidade invejável e com histórias feitas para agradar todos os gostos.

Para ajudá-lo a se situar em meio a todas essas opções, o Canaltech traz alguns desses destaques da plataforma. Para isso, deixamos de lado tanto os filmes para cinema quanto os documentários e focamos naquilo que o público mais gosta: boas histórias e entretenimento de qualidade.

10. Pixie

Começamos nossa lista com uma daquelas histórias que misturam ação com comédia e boa dose de tensão. E poucas fórmulas combinam isso tudo tão bem quanto um grupo de parceiros improváveis embarcando em um crime que tem tudo para dar errado — e é isso que torna Pixie tão divertido.

O filme britânico traz a atriz Olivia Cooke (Jogador Nº 1) encarnando uma jovem que decide encarar uma missão suicida para vingar a morte da sua mãe. Para isso, se une a dois amigos para realizar um grande assalto a gangsters irlandeses e, depois de tudo, ainda escapar com vida — tudo isso com um corpo no porta-malas.

9. Let Them All Talk

Um filme com Meryl Streep é sempre sinônimo de qualidade e só isso já garantiria que Let Them All Talk tivesse um lugar em nossa lista. Só que o longa faz por merecer sua indicação por aqui, já que tem a atriz em ótima forma dando vida a uma escritora que sofre de um bloqueio criativo, embora se negue a aceitar isso.

Assim, com o prazo de entrega de seu próximo livro batendo à porta, ela embarca em um cruzeiro com velhas amigas e seu sobrinho em uma viagem que vai para muito além das páginas de sua próxima obra, mas direto nas mágoas e nas feridas que ficaram no passado em cada uma dessas relações — e como tudo isso está conectado às histórias que ela conta em seus livros.

8. Coração Errante

Coração Errante é um filme sobre um pai tendo que aceitar o distanciamento com a filha enquanto busca seu próprio caminho dali em diante (Imagem: Divulgação/Elo Company)
Coração Errante é um filme sobre um pai tendo que aceitar o distanciamento com a filha enquanto busca seu próprio caminho dali em diante (Imagem: Divulgação/Elo Company)

O cinema argentino já se provou um dos mais interessantes dos últimos tempos e era óbvio que a HBO Max iria ficar de olho nas novidades que vêm dos nossos hermanos — e Coração Errante é um desses destaques.

Trata-se de um drama bem delicado focado na relação de pai e filha e de como os pais precisam deixar seus filhos alçarem os próprios voos — mesmo que isso signifique encarar a sua própria solidão e seus próprios medos e inseguranças. Tudo isso é contado a partir da história desse pai que, após terminar um relacionamento, tenta impedir que a filha com quem ele é muito apegado vá embora. Simples, mas muito tocante.

7. Bull: A Hora da Vingança

A história de um pai em busca do paradeiro do seu filho desaparecido já é o suficiente para garantir um drama bem interessante, mas Bull: A Hora da Vingança junta esse tropo tão comum com uma história de máfia, vingança e violência que torna tudo bem peculiar e ainda mais envolvente. Afinal, o thriller britânico é praticamente um Kill Bill sem a violência cartunesca, optando por algo muito mais brutal e visceral.

Isso tudo a partir de uma cruzada que um antigo mafioso que volta à ativa depois de dez anos após seu filho desaparecer. Sabendo que os velhos membros do bando são responsáveis pelo sequestro, ele vai atrás de cada um e de todos à sua volta até conseguir seu garoto de volta — e não vai economizar na brutalidade para conseguir o que deseja.

6. Nem um Passo em Falso

Histórias de gangsters tem um charme todo especial e filmes que exploram o submundo do crime em meados dos anos 1950 nunca saem de moda — e Nem um Passo em Falso explora isso muito bem. O grande destaque do longa que tem Benicio del Toro e Don Cheadle no elenco é usar essa ambientação de época tão marcante para criar um thriller que combina ação com um senso de urgência e perigo torna as coisas muito mais tensas e intensas.

A trama gira em torno de um grupo de criminosos que é contratado para o que aparentava ser um trabalho simples. Contudo, é claro que as coisas não são exatamente o que parecem e a missão se revela muito mais perigosa para todos os envolvidos.

5. Unpregnant

Filme trata de assuntos delicados com a leveza adolescente (Imagem: Divulgação/HBO)
Filme trata de assuntos delicados com a leveza adolescente (Imagem: Divulgação/HBO)

A gravidez na adolescência é um tema delicado, mas que é abordado de forma bastante leve e sensível em Unpregnant. E tudo isso ao mostrar a história de uma jovem de 17 anos que descobre estar grávida e se desespera ao acreditar que esse é o fim da vida que sonhou.

Contudo, ao lado de uma improvável amizade, ela vai seguir em uma viagem de autodescoberta justamente para trilhar novos caminhos diante desse novo fato. E mais do que ser uma versão atualizada de Juno, trata-se de um divertido road-movie que toca em assuntos delicados sem perder o bom humor.

4. Júpiter

Eis que temos um filme brasileiro nessa lista! Com Rafael Vitti e Orã Figueiredo no elenco, Júpiter é uma bela história de um pai que descobre a existência de um filho adolescente que não sabia que existia e que, a partir disso, precisa encontrar uma forma de se conectar com o garoto.

E tudo isso começa quando Júpiter (Vitti) é abandonado por sua madrinha e entregue para seu pai. Só que os 17 anos que passaram sem saber um do outro criam abismos que não são tão fáceis de superar e é preciso se apegar a qualquer ponto de contato, como o xadrez, para tentar criar pontes que os unam.

3. Natal em 8 Bits

Eis uma divertida e gostosa surpresa da HBO Max. Estrelado por Neil Patrick Harris, o longa é uma daquelas histórias de Natal para assistir com a família — principalmente filhos — que vai deixá-lo com vontade de fazer igual. Afinal, há algo mais prazeroso do que se entregar à nostalgia no fim do ano?

E tudo isso porque temos um homem contando para sua filha como o mundo de uma criança era selvagem no final dos anos 1980 e como toda uma vizinhança se mobilizava para poder ver um videogame naquela época. Assim, a partir das memórias desse pai, acompanhamos as desventuras de um grupo de garotos para conseguir um Nintendinho a tempo do Natal e como isso vira uma jornada de uma vida.

2. A Liga da Justiça de Zack Snyder

A versão do diretor de Liga da Justiça dispensa qualquer apresentação, já que os fãs de Zack Snyder passaram tanto tempo pedindo e falando do longa. Afinal, é o corte definitivo do filme que jamais pôde ir ao cinema por uma série de eventos — incluindo uma tragédia pessoal — e que mostra a visão original do cineasta para o universo de super-heróis da DC.

Com quatro horas de duração, o longa explora cada um dos membros da equipe e como essa união é necessária não apenas para salvar o mundo, mas também para transformar cada um dos heróis e lembrá-los que cada uniforme e alter ego heróico existe para inspirar esperança.

Assim, após a morte do Superman (Henry Cavill), Batman (Ben Affleck) viaja o mundo tentando reunir outros super-heróis para combater uma ameaça que ele sabe que está a caminho. Só que a chegada do Lobo das Estepes é apenas o prenúncio de uma ameaça ainda maior e que pode representar o fim da humanidade.

1. A Vida Depois

Os ataques em escolas são uma realidade infelizmente recorrente nos Estados Unidos e A Vida Depois trata justamente das marcas de quem tem a vida afetada por esses episódios de violência. A partir da história de duas sobreviventes de um desses massacres, acompanhamos a dor que é recomeçar e voltar ao lugar onde tudo aconteceu.

E é a partir dessa luta que o longa trata como o trauma impacta na relação dessas jovens com a família, amigos e o próprio ambiente escolar, da mesma forma que a mesma dor é também o ponto de partida para uma grande amizade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos