Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.193,19
    +672,57 (+1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Os 10 melhores filmes de guerra disponíveis na Netflix

·6 min de leitura

Há muito o que se explorar em tramas de guerra. Graças a registros históricos bem conservados, há possibilidades de contar diversas versões de um mesmo acontecimento, em diferentes desdobramentos e sob ópticas distintas. Recentemente, a Netflix disponibilizou um de seus mais recentes filmes originais, A Batalha Esquecida. Ambientado na Segunda Guerra Mundial, o longa de Matthijs van Heijningen Jr. centra-se num acontecimento específico do período: a Batalha do Rio Escalda.

Durando seis dias do mês de novembro de 1944, o acontecimento foi marcado por uma série de operações militares do Primeiro Exército Canadense, liderada pelo Tenente-General Guy Simonds. A batalha ocorreu no norte da Bélgica e sudoeste da Holanda e foi bem significativa para o decorrer da guerra, sobretudo para as Forças Aliadas, visto que marcou o início da vitória sobre a Alemanha Nazista. Além disso, o desembarque dos Aliados nas praias da região da Normandia, na França, já rendeu diversos outros filmes e séries sobre a Segunda Guerra Mundial, como a icônica cena de início de O Resgate do Soldado Ryan.

A Batalha Esquecida, além de trazer uma visão bem concentrada de um acontecimento do conflito, ainda apresenta um elenco de peso, com dois rostinhos bem familiares: Tom Felton, o eterno Draco Malfoy da saga Harry Potter; e Jan Bijvoet, Duque Leon Petrovna, da série Peaky Blinders.

Se você assistiu A Batalha Esquecida e agora procura outros filmes de guerra para assistir no catálogo da Netflix, o Canaltech separou pra você uma lista com os 10 melhores filmes de guerra disponíveis na Netflix, todos repletos de ação e boas doses de drama. Confira:

10. O Banqueiro da Resistência

Esse longa escondido na Netflix também se passa durante a Segunda Guerra Mundial, mas ao invés de catástrofes e o combate visto de perto pelo exército, em O Banqueiro da Resistência nós acompanhamos um outro olhar do conflito, especificamente, uma outra faceta da resistência daqueles que viveram ao redor do caos: as dificuldades financeiras. Isso torna inclusive o filme de Joram Lürsen interessante tanto para quem deseja estudar temas envolvendo o dinheiro quanto para quem se interessa por histórias ambientadas na guerra.

9. Invencível

Apesar de não ter uma boa avaliação no Rotten Tomatoes, Invencível é um filme para se prestar atenção se você gosta de tramas de guerra. Aqui nós conhecemos a história de Louis Zamperini, um atleta olímpico que sofre um acidente de avião e cai no meio do mar em plena Segunda Guerra Mundial. É um filme sobre superação e muito amadurecimento interno e particular, uma narrativa sobre o triunfo do ser humano sobre as adversidades do mundo e da vida.

8. First They Killed my Father

Outro projeto de Angelina Jolie, o que ressalta o olhar humano na forma em que a história é abordada do início ao fim. Com sensibilidade, First They Killed My Father traz uma narrativa que já se inicia em seu título. O filme é baseado no livro homônimo, e inspirado numa história real de uma garotinha em 1970, em meio ao regime de puro terror do Khmer Vermelho no Camboja, massacre que resultou em 1,7 a 2 milhões de pessoas mortas.

7. Beasts of no Nation

Idris Elba no elenco e o certificado Fresh do Rotten Tomatoes poderiam servir de motivos o suficiente para você dar play em Beasts of no Nation, no entanto, faltam palavras pra dizer o quanto esse filme merece estar na sua maratona de guerra. Aqui nós acompanhamos um garoto africano ao ser forçado a lutar ao lado de mercenários e tornar-se um menino-soldado. O longa da Netflix é um dedo na ferida quando se trata de vidas perdidas e sequelas da guerra, mostrando que essas mortes não são apenas números.

6. Destacamento Blood

Spike Lee comandou um dos últimos trabalhos de Chadwick Boseman, Destacamento Blood (também chamado popularmente pelo seu título original, Da 5 Bloods), que conta a história de quatro veteranos de guerra que voltam ao Vietnã em busca dos restos mortais do seu comandante, além de um tesouro escondido. A obra é um alerta para o racismo estrutural estadunidense com uma abordagem sem verniz, o que vai ressoar de forma bem familiar para quem acompanha os trabalhos de Spike Lee.

5. Corações de Ferro

Corações de Ferro já saiu e entrou no catálogo da Netflix inúmeras vezes, mas é sempre uma boa pedida para quem curte tramas de guerra. Apesar de parecer repetitivo para quem já assistiu diversos outros filmes com a mesma temática, este aqui tem como um dos principais diferenciais seu elenco de peso e o conceito de "família" que os soldados em batalha acabam adotando um com o outro. Liderado pelo sargento Don (Brad Pitt), cinco soldados são encarregados de aniquilar os nazistas numa missão praticamente mortal — isso tudo com um soldado inexperiente e sensível, Norman (Logan Lerman).

4. Até o Último Homem

Mel Gibson traz um olhar mais sensível para a história de Desmond Doss, ex-soldado e socorrista do Exército dos Estados Unidos que aqui é interpretado por Andrew Garfield. Cristão da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Doss ficou conhecido por se recusar a portar ou usar uma arma de fogo de qualquer espécie, e mesmo tendo suas convicções questionadas pelo restante da equipe, manteve-se fiel a si mesmo e à sua fé durante a Segunda Guerra Mundial. O filme é bem equilibrado e consegue mostrar os dois lados da vida do soldado: tanto a vida na cidade natal, apaixonado e casando-se com a enfermeira Dorothy Schutte (Teresa Palmer); quanto na guerra, com a brutalidade de ver seus companheiros sendo atacados e até mortos.

3. Falcão Negro em Perigo

Ridley Scott conseguiu criar um senso de empatia inigualável em Falcão Negro em Perigo, fazendo com que o espectador tenha durante as duas horas e meia de filme uma experiência totalmente imersiva, acompanhando a realidade das tropas em combate. O interessante aqui também é onde e quando o filme é ambientado: outubro de 1993, durante a guerra civil da Somália. Aqui, acompanhamos uma força de elite americana que é enviada para capturar generais locais.

2. O Resgate do Soldado Ryan

Sim, são quase três horas de O Resgate do Soldado Ryan. No entanto, o filme é um dos favoritos da Academia e dos fãs de Steven Spielberg por não só um, mas diversos motivos. Desde a já citada cena inicial que mostra a brutal realidade dos soldados em campo, o interessante aqui é ver o cuidado com a preparação de elenco que o diretor teve com os atores, justamente para criar a antipatia dos personagens com o soldado Ryan, que após ter os irmãos mortos em combate agora é convocado para retornar para sua casa.

1. Bastardos Inglórios

Bastardos Inglórios é uma boa história de vingança contra os nazistas, ambientado numa França ocupada pela Alemanha. Acompanhamos aqui o tenente Aldo Raine, (Pitt, novamente) que comanda um pelotão de soldados de origem judaica, se preparando para atacar os alemães, matando o maior número possível de nazistas. Em uma história paralela, a personagem de Mélanie Laurent, Shosanna Dreyfuss, tem o mesmo plano que será colocado em prática colocando vários nazistas em uma sala de cinema.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos