Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.039,53
    +481,86 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.038,44
    +120,16 (+0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,61
    +0,56 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.786,90
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    50.814,81
    +234,97 (+0,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.324,78
    +19,66 (+1,51%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    23.996,87
    +13,21 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.860,62
    +405,02 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    16.396,00
    +78,00 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2820
    -0,0577 (-0,91%)
     

Os 10 melhores animes shounen para assistir

·13 min de leitura

Entrar no mundo dos animes nem sempre é fácil. Além dos nomes nem sempre amigáveis, há todo um universo de gêneros e subgêneros no qual é muito fácil se perder. Por isso, a melhor dica é começar pelo básico e, a partir daí, ir entendendo que tipo de história você gosta. Por isso, os anime shounen se tornam a porta de entrada ideal para o mundo das animações japonesas.

Isso porque essas produções são as mais comuns e populares da TV nipônica. Como o próprio nome indica (shounen significa menino em japonês), elas são voltadas principalmente para garotos com idade entre 12 e 18 anos, embora seja muito comum ver garotas e até pessoas mais velhas curtindo essas histórias. Por causa desse grande volume de conteúdo, são os shounen que reúnem os maiores clássicos e os animes mais famosos.

E é fácil entender a razão desse sucesso todo. É a partir dessas histórias relativamente simples, de um herói improvável querendo provar seu valor com muita luta, que nos deparamos com grandes aventuras e personagens carismáticos. Seja em um mundo de ninjas, piratas, samurais ou mesmo no dia a dia de um estudante comum, esse estilo de trama nos cativa por uma boa razão — e são uma ótima forma mergulhar cada vez mais fundo no que os animes podem oferecer.

Por isso, o Canaltech preparou uma lista com os 10 melhores shounen para você assistir e entender por que a gente é tão apaixonado por animes. Dos clássicos às novidades, com certeza você vai encontrar um shounen para chamar de seu.

10. Death Note

Para começar nossa lista, um shounen que foge bastante do padrão e que, por isso mesmo, é um dos queridinhos do público até hoje. Death Note deixa de lado a figura do herói clássico e nem mesmo se preocupa em entrar no bom e velho estilo de lutinha. Toda a trama gira em torno de um protagonista bastante dúbio — e que, para muita gente, é o vilão da série — que encontra um caderno capaz de matar qualquer pessoa e, com isso, passa a eliminar bandidos. Com seus novos poderes, Light Yagami quer se tornar o deus do novo mundo e assume a identidade de Kira para limpar a sociedade de qualquer um que ele considere nocivo.

E o grande atrativo do anime é justamente a entrada de L, o detetive mais inteligente do mundo. Com seu jeito bastante peculiar, ele suspeita que Light é Kira e, assim, os dois começam um jogo de gato e rato que é incrível de acompanhar.

Como dito, Death Note foge do estilo clássico do shounen e traz uma ação muito mais voltada à tensão psicológica, fazendo com que o público não saiba bem para quem torcer e criando reviravolta em cima de reviravolta. É de tirar o fôlego.

O anime é tão influente que ele mexeu bastante com as produções que vieram na sequência, abrindo espaço tanto para protagonistas mais ambíguos quanto para histórias menos infantis. Embora o público-alvo seja o mesmo dos shounen clássicos, Death Note conseguiu elevar o patamar a um novo nível — e ele só não aparece melhor em nossa lista porque a segunda metade do anime perde muito em qualidade da história.

9. Rurouni Kenshin

Mais conhecido no Brasil pelo nome de Samurai X, o anime Rurouni Kenshin consegue conciliar o estilo clássico do shounen com uma fidelidade histórica que deixa tudo muito interessante. A saga de Kenshin Himura é muito bem costurada com eventos reais da história do Japão. Ambientada no início da era Meiji, quando o país abriu suas fronteiras para o mundo e abandonou o modelo feudal adotado por séculos, a trama explora os impactos dessa mudança política no cotidiano do japonês.

E é aí que vemos o protagonista, que já foi um samurai conhecido no passado como o Retalhador e que hoje usa uma lâmina invertida para não machucar ninguém. Defendendo a paz a qualquer custo nesse novo Japão que ele ajudou a construir, Kenshin precisa encarar os demônios do seu próprio passado e aqueles que se aproveitam da instabilidade do novo período para espalhar o caos.

Além dessa camada histórica que deixa tudo bem mais interessante, Rurouni Kenshin tem uma galeria de ótimos personagens, tanto do lado dos mocinhos quanto dos vilões. Só é uma pena que todas as polêmicas envolvendo o autor Nobuhiro Watsuki tenham prejudicado bastante a obra. Ele foi preso em 2017 após a polícia encontrar material com pornografia infantil em seu estúdio.

8. Demon Slayer - Kimetsu no Yaiba

Um dos shounen de maior sucesso da atualidade, Demon Slayer combina tudo aquilo que a gente gosta no gênero: um herói em jornada para salvar um ente querido, um mundo tomado por demônios e muita luta com espadas e poderes especiais — e tudo isso embalado em uma animação incrível e em uma excelente trilha sonora.

Também conhecido pelo título original de Kimetsu no Yaiba, o anime acompanha a história de Tanjiro Kamado, um jovem que vê a sua família ser dizimada por demônios. A única sobrevivente do ataque é sua irmã mais nova. O problema é que ela foi amaldiçoada e pouco a pouco caminha para se transformar em um desses monstros.

Assim, o herói parte em jornada para tentar encontrar uma forma de curá-la ao mesmo tempo em que jura acabar com qualquer criatura maligna que cruzar seu caminho. É assim que ele se torna um caçador de demônios e passa a enfrentar não apenas esses seres, mas também outros guerreiros para aprimorar suas técnicas.

7. Attack on Titan

Attack on Titan é outra série que foge da regra do shounen clássico ao partir para uma trama um pouco mais madura envolvendo conspirações governamentais e um mundo repleto de mistérios, o anime fez um sucesso estrondoso e se revelou um dos maiores fenômenos recentes. Ao longo de sua última temporada, cada novo episódio era um evento comemorado por milhares de pessoas nas redes sociais — todas impactadas com cada revelação apresentada.

Também conhecido pelo nome original de Shingeki no Kyojin, a animação apresenta um mundo em que criaturas gigantes chamadas Titãs passaram a assombrar o planeta. Em busca de pessoas para devorar, esses seres destruíram as cidades e a sociedade precisou se reorganizar para sobreviver. Assim, as pessoas passaram a viver em fortalezas e dentro de um sistema militarizado de castas feito para se proteger desses monstros.

E é aí que conhece Eren Yeager, um rapaz que testemunha sua vila ser destruída pelos titãs após uma nova espécie desses gigantes destruir a muralha que protegia os humanos. A partir disso, ele se alista no exército para passar a caçar os titãs — mas logo percebe que o inimigo é outro. Assim, temos diversas reviravoltas e revelações que deixam a história cada vez mais interessante. Isso sem falar de uma galeria de personagens bastante diversa e que explora muito bem esse mundo repleto de tragédias.

6. Haikyu!!

Nem só de lutas e poderes especiais vive um bom shounen. Haikyu!! é o exemplo de que o estilo também funciona muito bem com animes de esporte e traz uma das melhores coisas que você pode ver no gênero. Afinal, quem diria que vôlei poderia ser tão empolgante?

O anime acompanha a jornada de Hinata Shoyo, um estudante japonês que sonha em ser um grande jogador de vôlei. O problema é que ele é baixinho e, por isso, ninguém acredita em seu potencial como jogador. Para provar ser capaz, ele entra em um time e começa sua jornada para colocar seu nome na história do esporte japonês.

E o mérito aqui está justamente na ótima forma com que o vôlei é retratado. Com uma animação muito ágil, ele faz com que cada jogada seja de encher os olhos. Além disso, a narrativa constrói muito bem a tensão de uma partida e faz você sentir a empolgação de cada ponto marcado.

De quebra, todo o elenco de personagens é muito carismático. E isso não se resume apenas a Karasuno, o time do protagonista e de seus colegas bastante disfuncionais, mas até mesmo os adversários são apaixonantes. Por mais que você odeie determinadas figuras, nenhum deles é apresentado como um vilão, mas como aquele rival a ser batido — e isso incorpora muito bem a dinâmica do que é um shounen. Não por acaso, Haikyu!! é viciante.

5. Hunter x Hunter

Se alguém perguntar o que é um anime shounen, basta mostrar Hunter x Hunter para que a pessoa saiba exatamente como é esse tipo de anime. Produzido pelo mesmo criador de YuYu Hakusho, a história do jovem Gon Freecss reúne todas as características básicas desse tipo de animação: o herói ingênuo de bom coração que possui uma força descomunal, uma jornada para ser o melhor, inimigos cada vez mais poderosos e uma galera de aliados que cresce na mesma velocidade de inimigos tão apaixonantes quanto.

O grande diferencial é que, mesmo se apoiando em diversos clichês dos shounen, Hunter x Hunter ainda soa diferente de tudo o que você já viu. Por mais que seu protagonista lembre muito um Goku criança, a sua trajetória já soa como única: sua principal motivação é encontrar seu pai e descobrir por que ele abandonou sua família.

Além disso, toda essa dinâmica dos caçadores também é muito inventiva. Isso porque, no mundo do anime, a profissão não se resume apenas a sair por aí procurando animais ou monstros e envolve um sem-número de atividades, o que faz com que Gon encontre aliados e inimigos bem diferentes em seu caminho. Até mesmo o tradicional arco do torneio se apresenta de uma forma bem original.

4. Naruto

Assim como foi o caso de Cavaleiros do Zodíaco no passado, Naruto é um daqueles animes que marcaram época. A geração que cresceu no início dos anos 2000 acompanhou a saga do ninja que tinha um demônio aprisionado dentro de si. E a diferença é que o anime conseguiu construir um mundo muito mais amplo e expandir sua trama para fugir da repetição dos arcos. Não por acaso, a história que começou com o herói criança logo mostrou sua juventude e agora temos as aventuras de seu filho.

E por mais que a quantidade de temporadas assuste, Naruto é um anime muito bom de se acompanhar justamente por causa desse caráter contínuo de sua trama. Você sente que a história está avançando e é interessante ver a dinâmica desses personagens evoluindo com o tempo, assim como o amadurecimento dos heróis.

Ainda assim, Naruto também concentra toda a fórmula de um anime shounen. Ele é o garoto que a vila inteira despreza por carregar o espírito de um demônio que destruiu o local no passado e, mesmo assim, decide que vai ser o maior ninja de todos os tempos. O problema é que ele não leva muito jeito para a coisa, o que faz com que tenha que se esforçar muito mais do que os outros para alcançar seus objetivos. Ao mesmo tempo, inimigos começam a surgir querendo esse poder ancestral que ele guarda — e é aí que o discurso de amizade se faz presente.

3. YuYu Hakusho

Um dos clássicos shounen de luta que marcaram os anos 1990 e uma das produções mais memoráveis da TV Manchete por aqui. E embora não tenha sido tão popular quanto Cavaleiros do Zodíaco foi na época, a história do detetive espiritual é uma das animações daquele período que melhor envelheceu com o tempo.

A fórmula do shounen está inteira ali, com Yusuke Urameshi sendo esse herói improvável que começa a sua jornada por acaso ao morrer em um acidente de trânsito. Só que ele descobre que a sua hora ainda não tinha chegado e, por isso, recebe uma segunda chance no mundo dos vivos — dessa vez como detetive espiritual. Assim, ele usa seus poderes recém-adquiridos para ajudar os outros pela primeira vez e é justamente esse seu estilo mais malandro que torna tudo mais divertido ao mesmo tempo que vai atraindo pessoas cada vez mais diferentes para o seu time, de delinquentes juvenis a demônios-ladrões.

E como não poderia deixar de ser, YuYu Hakusho mantém a tradição dos velhos shounens de trazer um poder escondido para o herói e de fazer isso se manifestar em um torneio.

E um dos grandes diferenciais que tornam esse anime ainda melhor é a sua dublagem nacional, que é repleta de gírias e brincadeiras que adaptam muito bem a fala dos personagens para o nosso cotidiano sem fazer nenhuma descaracterização. É maravilhoso.

2. One Piece

Acompanhar One Piece é uma missão para poucos — mas que é muito bem recompensada. O anime é exibido há mais de 20 anos e se aproxima de seu episódio de número 1000, o que faz com que seguir a saga de Monkey D. Luffy seja uma jornada tão grandiosa quanto a do próprio protagonista. Mas a história é tão bem construída e divertida e com personagens tão carismáticos que faz o esforço valer a pena.

Mesmo sendo um shounen de luta bem padrão, a ideia de contar sua história em um mundo tomado por piratas com poderes especiais é a parte mais interessante, já que somos constantemente apresentados a heróis e vilões com habilidades tão únicas que a todo momento há alguma situação imprevisível surgindo.

E não pense que a história gigantesca faz com que One Piece seja enrolado ou repetitivo. A impressão que dá é que seu autor sabe perfeitamente aquilo que ele quer contar e eventos que ele apresenta nos primeiros episódios do anime têm consequências lá na frente. Os acontecimentos são tão bem amarrados que você se sente premiado por estar acompanhando essa história — isso sem falar do quão divertido é fazer parte do Bando do Chapéu de Palha.

1. FullMetal Alchemist: Brotherhood

A história dos irmãos alquimistas que viajam o mundo em busca de uma forma de consertar os erros do passado é uma história única e que sempre aparece no topo de qualquer lista de melhores shounen por uma boa razão. O anime mistura os elementos de um bom shounen com uma trama bastante pesada e elementos filosóficos que te deixam pensando por um bom tempo ao fim de cada episódio.

Isso fica claro já na apresentação dos protagonistas. Edward e Alphonse Elric entram no mundo da alquimia tentando fazer a transmutação humana para tentar trazer a mãe de volta à vida. E eles descobrem o porquê dessa prática ser proibida quando eles falham no processo e ainda acabam sofrendo as consequências disso: Edward perde um braço e uma perna enquanto o seu irmão mais novo tem o corpo inteiro consumido.

E é a partir dessa tentativa de reparar o passado que eles acabam descobrindo algumas conspirações envolvendo o governo e até mesmo um grande alquimista que incitou uma guerra para poder usar vidas de uma nação inteira como sacrifício para uma transmutação proibida.

Vale destacar que FullMetal Alchemist tem duas versões que são igualmente boas. Contudo, Brotherhood é considerada a melhor por adaptar o mangá de forma mais fiel, já que a primeira versão do anime saiu ao mesmo tempo que a versão em quadrinhos e, por isso, tem um final diferente e um pouco mais apressado. Só esteja preparado para chorar algumas vezes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos