Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.720,48
    +1.438,20 (+1,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.448,24
    +109,90 (+0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,22
    +0,99 (+1,37%)
     
  • OURO

    1.747,30
    -31,50 (-1,77%)
     
  • BTC-USD

    44.705,11
    +1.422,43 (+3,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.120,13
    +11,21 (+1,01%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.306,75
    +143,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2261
    +0,0173 (+0,28%)
     

Os 10 melhores animes isekai para assistir

·8 minuto de leitura

Dos vários gêneros de animes existentes, os isekais seguem sendo um dos mais populares. A cada nova temporada, são várias produções estreando com a boa e velha história do protagonista que é levado para outro mundo e que precisa arranjar um jeito de voltar para casa ou se acostumar com esse novo universo de fantasia.

E justamente por causa dessa grande quantidade de animações seguindo a mesma fórmula é que muita gente também critica o estilo. Afinal, é muito fácil se cansar desse modelo de narrativa. Como ser criativo seguindo a mesma cartilha que todo mundo?

Só que sempre há aqueles animes que se destacam. Enquanto um bom número de isekais apenas repetem aquilo que todo mundo já está fazendo, alguns apostam em uma temática diferente, subvertem a narrativa de alguma maneira ou apresentam personagens e situações tão originais que rapidamente chamam a atenção e se tornam inesquecíveis. É assim que nascem os clássicos.

Portanto, se você é um fã de isekais e suas histórias de outros mundos, conheça os animes que melhor incorporaram o gênero e que merecem ser assistidos.

10. Digimon Adventure

O primeiro isekai a gente nunca esquece, não é mesmo? A primeira temporada de Digimon estreou no Brasil no início dos anos 2000 na carona do sucesso de Pokémon e a rivalidade com Pikachu ajudou a alavancar a popularidade da série. E eis que, 20 anos depois, a Toei Animation decidiu fazer um remake e modernizar essa clássica história.

A nova versão não é bem uma unanimidade e muitos fãs do original dizem que a atualização tirou parte do charme da história e dos personagens, mas não há como negar o quão nostálgico é voltar ao Digimundo tanto tempo depois. Aliás, é muito interessante revisitar a história das crianças que são levadas para o mundo digital em um contexto em que estamos muito mais ligados à tecnologia do que na época em que o anime foi exibido originalmente.

Isso tudo sem contar que, no remake, não temos a abertura da Angélica, o que é um enorme ponto positivo.

9. InuYasha

Outro isekai bastante clássico que merece estar nesta lista pelo simples fato de ter sido o responsável por ter apresentado o estilo para toda uma geração. A história da garota que cai em um poço e vai parar no Japão Feudal segue exatamente a cartilha do gênero, trazendo à tona todo um novo mundo de fantasia repleto de youkais — espíritos ou demônios da cultura oriental — e elementos mágicos.

Mas isso tudo é só o começo. Após libertar o espírito de InuYasha, um híbrido de youkai com humano, ela descobre ser a reencarnação de uma antiga sacerdotisa e se envolve em uma caça de fragmentos de joia para impedir que um poderoso demônio destrua o mundo.

O grande destaque aqui está na relação desses personagens. A história criada por Rumiko Takahashi — a mesma autora de Ranma ½ — tem um elenco muito carismático, e até mesmo os vilões caíram no gosto do público. Isso sem contar que ela desenvolve um belo de um triângulo amoroso e fez todo mundo shippar casais antes mesmo de o termo surgir. Visionário até nisso.

8. My Next Life as a Villainess: All Routes Lead to Doom!

Não se assuste com o nome deste anime. Apesar de ser tão grande quanto uma redação do ENEM, ele é bom porque é autoexplicativo: trata-se da história de uma garota que renasce no corpo de uma vilã que está fadada a se dar mal independente do que faça.

My Next Life as a Villainess é o nosso primeiro exemplar de um subgênero de isekais que vem se tornando cada vez mais popular nos últimos anos: o do personagem que vai parar dentro de um videogame. No caso, a trama gira em torno de uma menina nobre que vive em um mundo de fantasia que descobre ser, na verdade, uma adolescente japonesa comum que foi parar dentro de um dating simulator. E, como se não bastasse, ela é a vilã da história.

O interessante aqui é que a protagonista se dá conta de que ela só existe nesse mundo para se contrapor à heroína e, por mais que tente fazer as coisas diferentes e não ser má, todos os caminhos possíveis a levam a destinos bastante cruéis. E por mais que seja divertido, não há como não ficar com pena da protagonista.

7. Overlord

Eis outro isekai ambientado em um mundo de videogame. E o que torna Overlord um anime diferente dentro do gênero é que ele subverte a ideia do herói que quer voltar para casa e sair daquele universo fantástico e traz um personagem que gosta da ideia de estar em um RPG online e decide que vai usar os seus conhecimentos e habilidades para dominar o mundo.

A partir disso, a história se desenvolve a partir das tentativas do herói de recrutar aliados em sua missão megalomaníaca — o que o leva a formar um time bem incomum.

6. Saga of Tanya The Evil

A proposta de Saga of Tanya The Evil é bizarra do começo ao fim — o que só torna o anime muito mais interessante. Logo após perder seu emprego, o protagonista desafia Deus e acaba sendo punido e enviado para um outro mundo tomado por guerras. Como se não bastasse, ele renasce sob a forma de uma menina órfã.

Só que isso não é motivo de choro e ranger de dentes. Ainda com a sua consciência da vida passada, a agora Tanya Dangurechaff vai entrar no exército e se destacar como uma habilidosa guerreira e estrategista. E isso não tem nada a ver com voltar para sua vida de antes: o objetivo é crescer na vida militar e viver com o luxo que a alta patente oferece.

O divertido aqui é que, além de toda a ambientação ser bem diferente do que os outros isekais oferecem, há também a própria participação divina que volta e meia aparece para atrapalhar os planos de Tanya na tentativa de convertê-la.

5. No Game, No Life

Outro isekai ambientado em um mundo de videogame que conta com interferências divinas. No caso, temos os gêmeos Sora e Shiro, que vivem basicamente para jogar e não fazem mais nada da vida. Por isso, uma divindade cruza o caminho deles e os manda para o mundo fantástico que eles conheciam apenas por meio das telas dos consoles.

Falando assim, a premissa não parece ser a mais original de todas, mas o anime conquistou uma legião de fãs graças à dinâmica entre seus protagonistas, à excelente animação e às próprias batalhas, que usam justamente a ideia do game como ponto de partida — um encontro de dois universos que combina muito bem. Isso sem falar que a abertura é sensacional.

4. Sword Art Online

Esse é um dos animes mais populares dos últimos anos e responsável por trazer o gênero isekai de volta aos holofotes depois de um bom tempo sem grandes destaques. E foi Sword Art Online um dos pioneiros na temática gamer, prendendo seus personagens dentro de um MMORPG e explorando muito bem o que o mundo virtual tem a oferecer.

Além de contar com protagonistas muito carismáticos e desenvolver muito bem a relação de todos eles, SAO ainda tem uma animação incrível e que capricha muito nas cenas de ação. É tudo tão bem feito que vai fazer você querer entrar nesse mundo também.

3. The Rising of the Shield Hero 

O ponto de partida de The Rising of the Shield Hero é bem básico: um humano comum é invocado para um mundo fantástico como a encarnação de um dos quatro heróis que vão salvar o mundo. Só que o que aconteceria se esse herói não fosse bem o que as pessoas esperavam? É a partir disso que o anime se desenrola, fazendo com que seu protagonista tenha que encarar o preconceito do mundo à sua volta e até mesmo uma acusação de assédio sexual — por mais estranho que isso soe.

Apesar dessa proposta bastante caótica, a animação é uma das mais elogiadas dos últimos anos principalmente pelo desenvolvimento de seus personagens. Um dos trunfos é a subversão da estrutura clássica de mostrar apenas as qualidades desse herói improvável, mostrando o quanto ele também pode se desconstruir negativamente. É um anime muito divertido por saber quebrar expectativas.

2. That Time I Got Reincarnated as a Slime

Outro anime em que o título enorme é autoexplicativo. Este isekai conta a história de Minami Satoru, um jovem que tem o emprego dos sonhos em uma grande empresa, mas que é assassinado em uma tentativa de assalto e reencarna em um mundo fantástico como um slime. Sim, uma geleca.

Só que não pense que essa forma patética é inútil. Ele descobre ter uma habilidade especial que permite absorver os poderes de tudo aquilo que consome. E é a partir disso que ele decide ser a criatura mais forte de todas ao mesmo tempo em que tenta tornar o mundo um lugar melhor para todos.

1. Re:Zero - Starting Life In Another World

Fechamos a nossa lista com aquele que, para muita gente, é o melhor isekai dos últimos anos. E é realmente difícil contestar essa afirmação, já que Re:Zero usa muito bem a estrutura dos videogames para criar uma história inesperada e com situações bem fora da caixinha.

A trama apresenta um protagonista que deixa sua vida comum e também vai parar dentro de um jogo. A diferença é que ele mantém a habilidade principal de todo videogame: a capacidade de morrer e voltar para o último checkpoint para tentar novamente. O problema é que isso não é tão legal quanto parece, já que as mortes não são nada agradáveis e ele tem todas as memórias do processo.

Basicamente é um anime sobre alguém que morre muitas vezes e de formas nada agradáveis. E isso é usado muito bem para dar um peso à narrativa e criar umas viradas de roteiro que deixam tudo muito mais interessante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos