Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,24
    +1,01 (+1,40%)
     
  • OURO

    1.742,80
    -36,00 (-2,02%)
     
  • BTC-USD

    44.614,83
    +1.210,45 (+2,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,18
    +10,26 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.296,00
    +132,50 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2239
    +0,0151 (+0,24%)
     

OPPO confirma que MagDart e MagVOOC compartilham a mesma tecnologia

·2 minuto de leitura

Mais uma vez, a Apple criou uma tendência no mercado de celulares ao lançar a linha iPhone 12. Os celulares foram apresentados em setembro do ano passado e possuem compatibilidade com a tecnologia MagSafe, que usa magnetismo para posicionar corretamente os carregadores wireless e outros acessórios desenhados pela marca.

Os acessórios, é claro, são compatíveis oficialmente apenas com os dispositivos mais recentes da Maçã, o que fez com que as empresas fabricantes de telefones Android começassem a desenvolver suas próprias alternativas.

A primeira delas foi a Realme, que apresentou a tecnologia MagDart que, assim como a pioneira, permite anexar carregadores e cases de forma magnética na traseira dos celulares. Não passou muito tempo e a OPPO também anunciou sua própria versão, que foi batizada de MagVOOC.

O fato de ambas pertencerem ao mesmo conglomerado — o grupo BBK Electronics — não é mera coincidência e, agora, foi confirmado que MagDart e MagVOOC, na verdade, compartilham os mesmos recursos. A informação foi compartilhada pela OPPO com exclusividade ao portal TechRadar. A chinesa explicou, em um comunicado, que eles compartilham a tecnologia MagVOOC com a Realme.

(Imagem: Steve Hemmerstoffer/91Mobiles)
(Imagem: Steve Hemmerstoffer/91Mobiles)

Essa declaração dá a entender que a OPPO foi responsável por desenvolver seu próprio recurso de carregamento magnético e que compartilhou a novidade com sua “irmã”, que criou sua própria versão, a MagDart.

Apesar de a OPPO supostamente reivindicar a criação da “versão do MagSafe para Android”, a impressão é de que, na verdade, foi o contrário. Isso porque a Realme anunciou a tecnologia MagDart pouco antes de a OPPO surgir com a MagVOOC. Outro ponto é que, na ocasião do lançamento, a Realme deu uma declaração semelhante e anunciou que a novidade poderia ser utilizada por qualquer outra fabricante que pudesse lançar celulares com suporte para carregamento por magnetismo.

Quem criou e quem apenas utilizou a tecnologia, porém, não vem ao caso. O fato é que as duas companhias, assim como outras empresas do grupo BBK, como OnePlus e Vivo, já são conhecidas por compartilhar recursos uma com as outras, apesar de manterem relações independentes — com exceção de OPPO e OnePlus, que anunciaram uma fusão nos últimos meses.

De qualquer forma, podemos esperar que, no futuro, MagDart e MagVOOC possam beneficiar os celulares de outras fabricantes, apesar de terem sido desenvolvidas por Realme e OPPO, respectivamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos