Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.790,10
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    37.685,31
    +506,78 (+1,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Operadora bloqueou 21 bilhões de chamadas com golpes e spam em 2021

·2 min de leitura

O número de ligações com golpes e spam mais do que dobrou em 2021, de acordo com os dados da operadora americana T-Mobile. Segundo a empresa, foram 21 bilhões de chamadas desse tipo bloqueadas em 2021 por um serviço de proteção gratuito, um salto de 116% em relação ao ano passado que também representa uma marca histórica.

Traduzindo os números, a prestadora de serviços fala em cerca de 425 milhões de tentativas de contato com os assinantes por semana, ou 1,8 bilhão por mês. São ligações de propaganda indesejada, golpes e demais ocorrências desse tipo realizadas de forma automatizada, muitas vezes em busca de dados pessoais ou cobranças indevidas, quando não servem simplesmente como uma tentativa nada agradável de vender um serviço que ninguém pediu.

Os números assustaram até mesmo a própria T-Mobile, que apontam que 30 milhões de americanos caem em golpes desse tipo, em média, a cada ano. De acordo com a empresa, mais de metade das ligações bloqueadas estavam relacionadas a golpes envolvendo garantia veicular, seguidos de tentativas de obtenção de dados de seguro social (10%), chamadas em nome da própria operadora (9%), seguros para carros (6%) ou entrega de pacotes (4%).

<em>Segundo T-Mobile, houve crescimento constante no número de golpes e spams telefônicos em 2021, com a expectativa de que totais sigam subindo no ano que vem (Imagem: Divulgação/T-Mobile)</em>
Segundo T-Mobile, houve crescimento constante no número de golpes e spams telefônicos em 2021, com a expectativa de que totais sigam subindo no ano que vem (Imagem: Divulgação/T-Mobile)

O levantamento feito pela operadora também revelou alguns comportamentos dos criminosos e disseminadores de spam, que costumam pegar mais leve aos finais de semana, com uma queda de 80% nas chamadas nestes períodos. Por outro lado, aumentou vertiginosamente o uso de nomes de grandes empresas de setores como saúde, cartões de crédito, seguros e governo para dar mais cara de legitimidade aos golpes telefônicos.

O mês mais “fraco” em ocorrências foi janeiro, com 1,1 bilhão de chamadas, enquanto em novembro, com a Black Friday e a aproximação das renovações de documentos e seguros, esse total saltou para 2,5 bilhões. Texas, Flórida, Arizona e Georgia foram os estados americanos mais atingidos, com todos os dados coletados pela T-Mobile, agora, servindo para implementar ainda mais salvaguardas aos serviços de proteção já disponíveis.

Ainda, a telecom associa o recorde obtido neste ano com o período pós-vacina e a aproximação das reaberturas de comércios e empresas. A ideia é que os totais de 2020, na realidade, foram mais baixos do que o esperado, com os golpistas focando em outras alternativas durante o home office, com a retomada também trazendo de volta a categoria criminosa que deve continuar crescendo em 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos