Mercado abrirá em 4 h 42 min
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,77
    +0,34 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.782,50
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    48.218,99
    -5.963,33 (-11,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.099,12
    -143,93 (-11,58%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.928,25
    -9,99 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    29.054,79
    +299,45 (+1,04%)
     
  • NIKKEI

    29.020,63
    -167,54 (-0,57%)
     
  • NASDAQ

    13.773,25
    +23,00 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5540
    +0,0124 (+0,19%)
     

Opera Touch | O melhor navegador com foco em mobile da atualidade [análise]

Douglas Ciriaco
·6 minuto de leitura

O Opera é um dos navegadores mais antigos ainda em atuação — ele foi originalmente lançado em 1996. Apesar de estar longe de incomodar os principais nomes do setor, ele tem um público fiel tanto no desktop quanto no mobile e conta com o reforço de “versões alternativas” oficiais.

Uma delas é o Opera Touch, uma alternativa mais ágil e pensada para ser uma espécie de auxiliar sempre à mão para você encontrar tudo rapidamente. Apesar de ser uma versão mais leve, portanto com menos recursos do que a tradicional, o Touch se apresenta como igualmente capaz de acompanhar o uso do Opera em outros dispositivos (PCs, celuares ou tablets).

Mas será que isso dá certo na prática? O Opera Touch é um bom navegador para quem busca uma alternativa mais leve e funcional aos principais nomes da atualidade? É isso o que vamos contar agora.

(Imagem: Douglas Ciriaco/Captura de tela)
(Imagem: Douglas Ciriaco/Captura de tela)

Ficha técnica

  • Opera Touch (Android | iOS)

  • Versão: 2.9.3

  • Testado no Android 10

Destaques positivos

  • Proteção contra mineiração de criptomoedas

  • Bloqueador de publicidade

  • Abre links em aplicativos

  • Modo escuro preciso

  • Sincroniza abas abertas com a versão de desktop

Destaques negativos

  • Não sincroniza favoritos nem senhas

Navegador instantâneo

Falar em velocidade é até genérico quando se trata de navegadores, afinal qualquer navegador que se preze tentar ser o mais discreto possível quando se fala em velocidade de carregamento de página e consumo de memória ou processamento.

Fato, porém, que o Opera Touch se destaca nesse sentido. Usá-lo no dia a dia passa a clara impressão de que as páginas de fato carregam mais rapidamente que em outros navegadores. E eis aí a primeira grande atração deste navegador, afinal ele tem como principal apelo exatamente a “instantaneidade” de seus recursos.

A principal razão por trás disso é o bloqueador nativo de anúncios do navegador. Bastante eficiente, ele consegue impedir que esses elementos sejam carregados na página que você acessa, afetando de significativa e positivamente o tempo de carregamento completo de qualquer site.

Seu apelo de browser para ser usado com uma mão só também se mostra verdadeiro na prática. É possível modificar a barra de tarefas inferior para facilitar o controle da navegação com a mesma mão que você segura o celular, algo muito bem vindo especialmente para aparelhos com displays cada vez maiores.

Básico e poderoso

Essa velocidade aprimorada combina com a ideia do Opera Touch ser um navegador básico, mas que não abre mão de bons recursos. Ele surge como alternativa para quem não precisa de um programa supercheio de recursos, mas não quer ficar sem velocidade nem sem um visual incrível.

Nesse sentido, vale destacar que quem busca um navegador que vai realizar o básico de forma primorosa e sem consumir muitos recursos acabou de encontrar. Tudo aqui é direto ao ponto, com menus enxutos e opções bem simples que não vão fazer você cair num limbo de configurações.

E ah, vale destacar que no “básico” se inclui navegação privada, modo escuro competente, algum grau de personalização e até a sincronização de abas aberta em outros dispositivos, apesar de esse ser um ponto polêmico aqui — falarei dele mais adiante. O foco na usabilidade está nos mínimos detalhes, algo bem valioso e que fica claro, por exemplo, no bloqueador nativo das confirmações de usos de cookies pelas páginas que você visita. Essas caixas ocupam um espaço considerável no display, mas o Opera Touch cuida de todas elas de uma só vez.

A organização das guias abertas em cards também é ponto positivo, pois facilita bastante a navegação. Apesar de não serem dispostas em telas, como acontece no Opera tradicional, as abas empilhadas da maneira como o Touch faz deixa tudo acessível ser aberto ou encerrado. Ainda falando em guias abertas, o este navegador traz acesso rápido às guias abertas no computador em que você está logado na mesma conta, outra mão na roda para você sempre continuar de onde parou mesmo que precise trocar de dispositivo.

(Imagem: Douglas Ciriaco/Captura de tela)
(Imagem: Douglas Ciriaco/Captura de tela)

No flow

Um dos recursos mais legais de todas as versões do Opera disponíveis atualmente se chama Flow. Trata-se de uma espécie de bloco de anotações compartilhado entre todas elas e basta fazer login em na mesma conta em cada versão usada por você para que esse espaço se torne um armazém nas nuvens.

Você pode digitar textos ali, compartilhar links e até compartilhar arquivos de maneira rápida e acessível, e o Opera Touch também tem essa cartola mágica embutida em si. Basta abrir o Opera no desktop, ler o QR Code que aparece na tela e pronto, você estará conectado e poderá desfrutar dessa facilidade.

O navegador traz um atalho na barra de endereços que permite enviar rapidamente páginas de um dispositivo para outro, por exemplo, facilitando de forma muito significativa o processo de começar a ler um site num dispositivo e terminar em outro a hora que você quiser.

Personalizável (mas não muito)

Já deve ter ficado claro que o foco do Opera Touch é a praticidade, pois ele vai direto ao ponto. Sendo assim, não espere encontrar aqui muitas opções de personalização, como temas coloridos e extensões. Ele até tem um muitíssimo competente modo escuro, mas para por aí.

Outros graus de personalização podem ser visto na definição de como será a barra de ferramtnes inferior — se uma barra tradicional de fato ou um menu flutuante que você aperta e segura para acessar opções como nova aba ou a lista de abas abertas (o "modo de uma mão só", digamos assim).

Pode parecer pouco, mas não é. É o suficiente para instalar o Touch em seu dispositivo e sair usando sem se preocupar com quase absolutamente nada. Além disso, ter garantido as mesma confiabilidade já conhecida do Opera tradicional, o que definitivamente não é pouca coisa.

Faltou a sincronização geral

Se tem algo que podemos dizer que faltou no Opera Touch é a possibilidade de sincronizar tudo com a versão de navegador. O programa até é capaz de identificar quais abas estão abertas numa versão de PC, Linux ou macOS conectada à mesma conta, mas não sincroniza senhas ou salva favoritos de um jeito organizado.

É possível apenas salvar favoritos na tela inicial do celular — a ótima função de criar webapps! — ou na página inicial do navegador, mas nada de organizar tudo em pastas de um jeito bonitinho como acontece nas outras versões do browser.

Da mesma forma, o bom gerenciador de senhas do Opera não está presente aqui, o que também pode ser sentido por muitas pessoas que por ventura venham a fazer login em páginas da web.

Opera Touch é bom?

Ele é mais que bom: é excepcional. O corte de recursos não afeta a utilidade geral do aplicativo e mesmo a ausência de sincronização, seus únicos pontos negativos, pode ser explicada pelo fato de ele ter foco em mais praticidade e agilidade, algo que justifica inclusive a sua existências — se fosse pra ser um navegador “tradicional”, não precisa criar algo diferente do Opera padrão, certo?

Quem quer algo com foco mobile, feito para usar com uma mão só de maneira inteligente e prática não vai se decepcionar. Tudo aqui funciona de maneira perfeita e está pronto para atender as mais diversas demandas de uso com um ótimo apelo visual e opções acessíveis e em quantidade reduzida.

O Opera Touch pode parecer simples demais, mas é uma alternativa altamente competente a qualquer outro navegador da atualidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: