Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,16
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.797,70
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    37.953,20
    +3.569,73 (+10,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,01
    -10,48 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.118,25
    +20,25 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1119
    -0,0097 (-0,16%)
     

Operação contra a pirataria digital bloqueia 334 sites e 94 apps no Brasil

·2 minuto de leitura

Policiais de nove estados brasileiros realizaram nesta quinta-feira (8) a terceira fase da Operação 404, que tem como objetivo o combate a crimes de pirataria digital. Os agentes cumpriram 11 mandados de busca e apreensão e realizaram o bloqueio de 334 sites e 94 aplicativos que promoviam a transmissão e o compartilhamento ilegal de conteúdos.

A operação também resultou na remoção de perfis e páginas em redes sociais e buscadores que promoviam o acesso ilegal a produtos pirateados. As ações contaram com a colaboração das embaixadas dos Estados Unidos, através da Homeland Security Investigations (HSI) e do Departamento de Justiça do Reino Unido no Brasil, através do Intelectual Property Office (IPO) e da Police Intellectual Property Crime Unit (PIPCU).

Imagem: Divulgação/Marcelo Camargo/Agência Brasil
Imagem: Divulgação/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sob a coordenação da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), os agentes da Polícia Civil realizaram suas buscas em 9 estados brasileiros:

  • Espírito Santo;

  • Maranhão;

  • Mato Grosso;

  • Mato Grosso do Sul;

  • Pará;

  • Pernambuco;

  • Rio Grande do Sul;

  • São Paulo.

O principal crime que está sendo investigado é a violação de direitos autorais, que prevê pena de dois a quatro anos de reclusão, além de multa para quem distribui o conteúdo e obtém lucros a partir disso. A lei brasileira também prevê penas de três a um ano — ou multa — para os consumidores que usam os meios ilegais.

Em coletiva de imprensa realizada durante a manhã, a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Oliveira Domingues, alertou que o consumo ilegal de conteúdos expõe os consumidores a golpes. Segundo ela, organizações criminosas usam dados como CPF, RG e endereço de IP para realizar fraudes e promover um ambiente digital suscetível a ataques.

A Operação 404 foi iniciada em 2019 e resultou na prisão de 9 pessoas durante sua primeira fase, que cumpriu 30 mandados de busca em 12 estados. A segunda fase, realizada em novembro de 2020, cumpriu 25 mandados em 10 estados, resultando no bloqueio e suspensão de 65 apps de streaming e 252 sites, também derrubando três páginas nos Estados Unidos e 27 no Reino Unido.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos