Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,94
    -1,07 (-1,20%)
     
  • OURO

    1.790,40
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    23.181,93
    +8,79 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,94 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.184,00
    -44,75 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2565
    -0,0101 (-0,19%)
     

Opep+ pode ter que aumentar produção para mercado não superaquecer, diz Cazaquistão

Sede da Opep em Viena

Por Maha El Dahan e Ahmad Ghaddar

NUR-SULTAN/LONDRES (Reuters) - A Opep+ pode ter que elevar a produção de petróleo para evitar o superaquecimento do mercado, disse o Cazaquistão, membro do grupo de produtores de petróleo.

A aliança se reúne nesta quarta-feira em meio à pressão dos EUA para adicionar barris ao mercado, e enquanto a maioria de seus membros já esgotou o potencial de produção.

"Sempre dissemos que a faixa de preços preferida é de 60-80 dólares por barril. Hoje o preço é de 100 dólares. Portanto, podemos ter que aumentar a produção para evitar superaquecimento", disse o ministro de Energia do Cazaquistão, Bolat Akchulakov, a repórteres.

O mercado espera em grande parte que a Opep+ mantenha a produção estável ou opte por um ligeiro aumento.

Três fontes da Opep+ disseram na quarta-feira que ainda viam poucas chances de uma mudança na política de produção ao comentar a declaração do ministro cazaque.

Os EUA pressionaram Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, líderes da Opep, a bombear mais petróleo para ajudar a conter os preços impulsionados pela recuperação da demanda e pela invasão da Ucrânia por Moscou.

A Opep tem aumentado a produção de acordo com suas metas em cerca de 430.000-650.000 barris por dia por mês nos últimos meses. O grupo recusou a mudar sua orientação para maiores aumentos de produção.

Fontes do grupo citaram a falta de capacidade ociosa entre os membros para adicionar mais barris, bem como a necessidade de maior cooperação com a Rússia como parte da Opep+.

(Com reportagem adicional de Alex Lawler, Tamara Vaal e Mariya Gordeyeva)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos