Opep mantém teto de produção de petróleo, diz ministro saudita

Viena, 12 dez (EFE).- A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) decidiu nesta quarta-feira, durante reunião em Viena, na Áustria, manter sem mudanças sua cota conjunta de produção de petróleo, em 30 milhões de barris diários, afirmou o ministro de Petróleo da Arábia Saudita, Ali bin Ibrahim Al-Naimi.

Além disso, os ministros da Opep concordaram em prorrogar por um ano mais o mandato do atual secretário-geral da organização, o líbio Abdullah El-Badri, pela falta de consenso sobre o sucessor. Al-Naimi considerou a decisão como "muito boa".

Além disso, o titular da pasta saudita, revelou que o novo encontro entre os ministros será no dia 31 de maio de 2013.

A decisão de não mudar a oferta conjunta de petróleo era esperada pelos mercados, depois que representantes de 12 países-membros se manifestaram satisfeitos nos últimos dias com a estabilidade do mercado e com o preço atual do petróleo.

O barril de petróleo da Opep se manteve nos últimos meses acima dos US$ 100, com indicação que terminará o ano com uma média anual recorde, de aproximadamente US$ 109.

Para o presidente da organização e ministro iraquiano de Petróleo, Abdul-Kareem Luaibi Bahedh, o mercado de petróleo está relativamente estável, apesar da crise vivida na zona do euro e outras regiões consumidoras.

No entanto, Luaibi falou hoje da incerteza que está lançada sobre no setor e que "em grande parte reflete a falta de uma visão clara na frente econômica". EFE

Carregando...