Mercado fechará em 2 h 31 min
  • BOVESPA

    109.364,98
    +1.351,51 (+1,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.833,63
    +10,40 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,63
    +0,67 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.843,60
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    43.212,22
    +1.394,36 (+3,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,56
    +32,30 (+3,25%)
     
  • S&P500

    4.593,62
    +60,86 (+1,34%)
     
  • DOW JONES

    35.432,60
    +403,95 (+1,15%)
     
  • FTSE

    7.574,06
    -15,60 (-0,21%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.295,50
    +262,00 (+1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1240
    -0,0434 (-0,70%)
     

Opep+ inicia dois dias de negociações em meio à queda do preço do petróleo

·2 min de leitura
Marca da Opep

LONDRES (Reuters) - A Opep e seus aliados começam dois dias de reuniões nesta quarta-feira para decidir se liberam mais petróleo no mercado ou restringem o fornecimento em meio a uma queda do preço e temores de que a variante do coronavírus Ômicron possa enfraquecer a demanda global por energia.

Os preços do petróleo caíram para perto de 70 dólares o barril na terça-feira, ante 86 dólares em outubro, registrando sua maior queda mensal desde o início da pandemia, no momento em que a nova variante levantou temores de um excesso de oferta.

Em novembro, o Brent caiu 16,4%, enquanto o WTI caiu 20,8%, a maior queda mensal desde março de 2020.

"A ameaça à demanda de petróleo é genuína", disse Louise Dickson, analista sênior de mercados de petróleo da Rystad Energy. "Outra onda de lockdowns pode resultar em uma perda de demanda de petróleo de até 3 milhões de barris por dia no primeiro trimestre de 2022."

Também pressionando os preços, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o banco central dos EUA provavelmente discutirá acelerar a redução das compras de títulos em meio a uma economia forte e às expectativas de que um aumento na inflação persistirá.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) se reúne nesta quarta-feira, seguida por um encontro na quinta-feira da Opep+, que agrupa a Opep com aliados, incluindo a Rússia.

Vários ministros da Opep+, incluindo da Rússia e da Arábia Saudita, disseram que não havia necessidade de uma reação automática do grupo.

Mas alguns analistas sugeriram que a Opep+ pode suspender os planos de adicionar 400 mil barris por dia (bpd) ao fornecimento em janeiro.

O grupo já estava avaliando os efeitos do anúncio da semana passada pelos Estados Unidos e outros países de liberar reservas emergenciais de petróleo para moderar os preços.

(Reportagem equipe da Opep, texto de Dmitry Zhdannikov)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos