Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.937,11
    +2.000,00 (+1,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.184,24
    +293,65 (+0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,42
    +2,11 (+2,53%)
     
  • OURO

    1.848,50
    +6,80 (+0,37%)
     
  • BTC-USD

    36.889,81
    +758,29 (+2,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    839,91
    +19,33 (+2,36%)
     
  • S&P500

    4.365,25
    -44,88 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    34.291,93
    -72,57 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.328,25
    -172,75 (-1,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1555
    -0,0732 (-1,18%)
     

Opep+ discute aumento da produção com peso de cepa sobre preços

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A Opep e aliados começam dois dias de reuniões para debater o planejado aumento da produção, com expectativas crescentes de que o grupo fará uma pausa devido à ameaça da nova variante do coronavírus.

Most Read from Bloomberg

Ministros da aliança não comentam suas intenções. O ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael, um dos poucos que falaram em público sobre o assunto, disse que concordaria com tudo o que o grupo decidir, seja elevar a oferta ou fazer uma pausa. A maioria dos analistas e operadores entrevistados pela Bloomberg acredita que a aliança vai adiar o aumento.

A situação do mercado de petróleo virou de repente para a coalizão liderada pela Arábia Saudita e Rússia. Ao longo de novembro, o grupo enfrentou a pressão de grandes consumidores como os EUA para aumentar os suprimentos mais rapidamente. Mas, depois que a cepa ômicron do coronavírus empurrou o mercado de petróleo para território baixista, mesmo um modesto aumento parece mais arriscado.

“Este parece exatamente o cenário para o qual a opção de pausa foi pensada quando o grupo de produtores anunciou o plano de aumento gradual em julho”, disse Helima Croft, estrategista-chefe de commodities da RBC Capital Markets.

Os futuros do petróleo acumulam queda de 18% em Nova York em relação à máxima de sete anos atingida no fim de outubro, quando a recuperação da demanda global por petróleo após as restrições da pandemia aumentava a preocupação sobre o perigo inflacionário decorrente dos maiores custos dos combustíveis.

Superávit iminente

Pesquisa interna da Organização dos Países Exportadores de Petróleo sugere que os mercados mundiais serão inundados com um superávit de 3 milhões de barris por dia durante o primeiro trimestre de 2022. O excedente pode chegar a 4,8 milhões de barris por dia em um cenário mais pessimista para a demanda.

Com a deterioração das perspectivas, 18 entre 25 operadores, analistas e corretores na pesquisa global da Bloomberg News preveem que a Opep+ vai adiar o aumento da produção. Isso certamente se encaixaria na visão do ministro de Energia da Arábia Saudita, Príncipe Abdulaziz bin Salman, que tem optado pela cautela para o plano de reposição da produção interrompida.

“Conclusão: espero que a Opep+ defenda vigorosamente o equilíbrio da oferta que tem trabalhado arduamente para restaurar desde o ano passado”, disse Vandana Hari, fundadora da Vanda Insights, em Singapura.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos