Mercado abrirá em 1 h 52 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,61
    +1,12 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.774,60
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    42.160,68
    -1.266,95 (-2,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.051,80
    -12,04 (-1,13%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.060,80
    +79,82 (+1,14%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.070,00
    +46,00 (+0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1807
    +0,0016 (+0,03%)
     

Opep+ deve manter política de produção inalterada a partir de setembro, dizem fontes

·1 minuto de leitura

DUBAI/LONDRES, 30 Aug (Reuters) - A Opep+ deverá manter sua política de produção de petróleo inalterada quando se reunir na próxima quarta-feira, continuando com um já planejado aumento modesto de bombeamento, disseram três fontes do grupo à Reuters.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados, incluindo a Rússia, que formam o grupo conhecido como Opep+, se reunirá em 1º de setembro para discutir o aumento de produção previamente acordado de 400 mil barris por dia (bpd) ao longo dos próximos meses.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu à Opep e seus aliados para que ampliem a produção de petróleo, visando conter um aumento nos preços da gasolina --algo que considera uma ameaça à recuperação econômica global.

Nesta segunda-feira, o petróleo Brent recuava 0,2%, a 72,54 dólares por barril. A referência mundial subiu mais de 11% na semana passada, antecipando interrupções de produção devido ao avanço do furacão Ida.

As fontes da Opep+ afirmaram, porém, que o aumento recente nos preços do petróleo foi temporário, guiado principalmente pelas interrupções de oferta no México e pela forte tempestade que atingiu a Costa do Golfo dos EUA no final de semana.

"Os preços atuais do petróleo, em torno de 70 dólares, estão Ok. A Opep+ deve seguir como planejado, com o aumento de 400 mil bpd", disse uma fonte.

Outra fonte do grupo afirmou que é "muito provável" que o aumento de 400 mil bpd seja levado adiante a partir de setembro.

(Reportagem de Rania El Gamal, Ahmad Ghaddar e Alex Lawler)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos