Mercado abrirá em 8 h 29 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,03
    +0,39 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.774,90
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    34.220,89
    -1.460,49 (-4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    846,27
    -93,68 (-9,97%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.413,42
    -387,85 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.985,11
    -978,97 (-3,38%)
     
  • NASDAQ

    14.001,75
    -33,25 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0037
    -0,0324 (-0,54%)
     

Opep+ deve manter plano de oferta atual; vê retorno ordenado do Irã

·1 minuto de leitura
Bombeamento de petróleo no condado de Loving, Texas (EUA)

Por Ahmad Ghaddar e Olesya Astakhova e Alex Lawler

LONDRES (Reuters) - A Opep+ deverá manter o ritmo atual de redução gradual dos cortes de oferta de petróleo na reunião da terça-feira, conforme afirmaram fontes do cartel, enquanto produtores equilibram expectativas de uma recuperação na demanda com um possível aumento de oferta do Irã.

A Organização de Países Exportadores de Petróleo e aliados, conhecido como Opep+, decidiu em abril devolver 2,1 milhões de barris por dia (bpd) de oferta ao mercado de maio a julho, uma vez que previa que a demanda global aumentaria apesar do aumento de casos de coronavírus na Índia.

Desde essa decisão, o rali do petróleo se estendeu e ganhou mais de 30% até agora em 2021 próximo de 70 dólares o barril. Mas a perspectiva de um maior produção no Irã, à medida que as negociações sobre a retomada do acordo nuclear avançam, limitou o lado positivo.

O secretário-geral da Opep Mohammad Barkindo afirmou que ele não espera que uma oferta maior do Irã cause problemas.

A reunião desta terça-feira deve contar com a presença de ministros de petróleo da Opep+.

Duas outras fontes da Opec+ afirmaram na segunda-feira não esperar que o grupo decida sobre a política de produção depois de julho, uma vez que as perspectivas para a oferta iraniana ainda não são claras. A Opep tem outra reunião planejada para 24 de junho.

(Reportagem de Ahmad Ghaddar, Olesya Astakhova Alex Lawler e Vladimir Soldatkin)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos