Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.011,48
    -275,64 (-0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Opep+ considera manter cortes de produção em março e abril, dizem fontes

·1 minuto de leitura

LONDRES (Reuters) - A Opep e aliados incluindo a Rússia, um grupo conhecido como Opep+, têm considerado manter seus cortes de produção em março e abril, ao invés de aumentar a oferta, uma vez que a demanda por petróleo ainda tem uma recuperação frágil devido a persistentes preocupações com o coronavírus, disseram três fontes da Opep+ à Reuters.

Os ministros da Opep+ terão uma reunião na quinta-feira.

O mercado vinha esperando que a Opep+ aliviasse seus cortes de oferta em cerca de 0,5 milhão de barris por dia (bpd) a partir de abril.

Também havia expectativa do fim de cortes de produção voluntários da Arábia Saudita, líder da Opep, de 1 milhão de bpd.

Mas nesta quarta-feira três fontes da Opep+ disseram que importantes membros da Opep sugeriram manter a produção da Opep+ inalterada em abril. Não ficou imediatamente claro se a Arábia Saudita encerraria seus cortes de produção voluntários em março ou se eles continuariam mais tempo em vigor, segundo as fontes.

Os preços do petróleo saltaram em cerca de 1 dólar por barril com a notícia, com o Brent perto de 64 dólares por barril.

(Por Redação Opep)