Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -18,90 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    40.830,44
    -460,82 (-1,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,27 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,81 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Opas pede medidas mais rígidas contra covid-19 em países com alta transmissão

·2 minuto de leitura
Paciente com covid-19 na UTI de Bogotá, Colômbia

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) destacou nesta quarta-feira (16) a incidência de casos de covid-19 em vários países das Américas nas últimas semanas, e pediu medidas mais rígidas para conter a disseminação do vírus em locais de alta transmissão.

Regiões do México, Brasil, Cuba, República Dominicana, Guatemala, Panamá, Colômbia, Bolívia, Chile e Uruguai relataram um aumento nas infecções recentemente, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, em uma coletiva de imprensa semanal.

"Nesse contexto, instamos os países a reforçarem as medidas de saúde pública em locais com alta transmissão. Esta é a forma mais eficaz de reduzir os casos até que tenhamos vacinas suficientes para todos", disse ele.

A Opas recomenda o uso de máscaras, o distanciamento físico entre as pessoas e evitar aglomerações em espaços fechados como forma de conter a propagação do vírus.

Etienne lembrou que atualmente menos de uma em cada dez pessoas na América Latina e no Caribe está totalmente vacinada contra a covid-19.

"Somos uma região com mais de 600 milhões de pessoas onde os casos estão aumentando, os hospitais estão lotados e as variantes circulam rapidamente", disse.

No México, Etienne observou um "leve aumento" nas infecções nas últimas semanas, impulsionado principalmente pelas regiões de Baja California e Yucatán.

No Caribe, Cuba e a República Dominicana continuam gerando a maioria dos novos casos, com altas taxas de mortalidade em Trinidade e Tobago, observou.

Ela também destacou o aumento das infecções em partes de Belize, Guatemala e Panamá.

Na América do Sul, ressaltou o pico de infecções em toda a Colômbia, com uma ocupação muito elevada de leitos em Unidades de Terapia Intensiva nas grandes cidades metropolitanas.

As infecções por covid-19 enchem hospitais em cidades como São Paulo, mo Brasil, bem como Bolívia, Chile e Uruguai, especialmente com pacientes mais jovens entre 25 e 40 anos, acrescentou.

ad/ll/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos