Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,80
    +0,52 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.815,20
    -20,90 (-1,14%)
     
  • BTC-USD

    54.375,87
    -2.387,56 (-4,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,19
    -94,64 (-6,05%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.994,25
    -351,75 (-2,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4163
    +0,0709 (+1,12%)
     

ONU manterá missão afegã após saída dos EUA e Otan

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Crianças no Afeganistão

A ONU manterá sua missão política de ajuda ao Afeganistão, apesar da saída das tropas dos Estados Unidos e da Otan neste ano, afirmou nesta quinta-feira Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da organização.

"O fato de que essa saída terá impacto no conjunto do país é evidente", disse Dujarric, sobre o futuro da missão. "Seguiremos revisando a situação, mas nosso trabalho no Afeganistão continuará. A ONU participa do desenvolvimento humanitário do Afeganistão há muito tempo, e permaneceremos ali para ajudar o povo afegão."

A Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Unama, sigla em inglês) é uma pequena missão política sem forças de manutenção da paz. Desde o mês passado, a ONU conta com dois enviados para o Afeganistão, cujo trabalho é ajudar a encontrar "uma solução política para o conflito", colaborando estreitamente com a Unama e os parceiros regionais, segundo o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

A Unama conta com cerca de 1,2 mil funcionários no Afeganistão, a maioria afegãos. No total, com os representantes dos diferentes órgãos da ONU estabelecidos naquele país, a presença total das Nações Unidas se aproxima de 4 mil pessoas, mais de 75% delas afegãs.

prh/iba/mps/rsr/lb