Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,22
    +2,59 (+3,10%)
     
  • OURO

    1.734,00
    +32,00 (+1,88%)
     
  • BTC-USD

    20.335,16
    +778,77 (+3,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,83
    +15,39 (+3,46%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.992,21
    +776,42 (+2,96%)
     
  • NASDAQ

    11.649,25
    +363,50 (+3,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1695
    +0,0956 (+1,88%)
     

ONS vê queda mais forte da carga de energia e reservatórios mais cheios em setembro

Torres de transmissão de energia no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou para baixo sua estimativa para a carga de energia elétrica em setembro, ao mesmo tempo que passou a esperar maior nível de reservatórios de hidrelétricas do Sudeste/Centro-Oeste.

Segundo boletim divulgado nesta sexta-feira, o órgão espera que a carga de energia caia 4,2% em setembro no comparativo anual. Há uma semana, a projeção era de um recuo de 3,0% no mês.

Já para os reservatórios, o ONS estima que os lagos das hidrelétricas do Sudeste/Centro-Oeste chegarão ao final deste mês com 50,2% da capacidade, ante 49,4% previstos na semana anterior.

O subsistema deve ver maior volume de chuvas no período, equivalentes a 81% da média histórica no mês, ante 73% previstos na semana anterior.

Para os demais subsistemas, o ONS reduziu as estimativas de chuvas no Sul (86% da média histórica, ante 107%) e no Nordeste (64%, ante 65%) e fez ligeiro ajuste para cima nos números do Norte (78%, ante 76%).

(Por Letícia Fucuchima)