Mercado fechado

ONS prevê queda de 3% da carga de energia para 2020

Rodrigo Polito
·1 minuto de leitura

Para o período 2020-2024, estima-se um crescimento da carga de 3,9% ao ano O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prevê uma queda de 3% na carga de energia em 2020, em relação ao ano passado. A estimativa, feita em conjunto com a Câmara de Comercialização de Energia (CCEE) e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), faz parte da segunda revisão quadrimestral da carga, divulgada ontem à noite. A nova estimativa está praticamente em linha com a previsão anterior, incluída na revisão extraordinária divulgada em maio, de queda de 2,9%. Para 2021, as três entidades elevaram a previsão de crescimento da carga, de 4,2% para 4,3%, na comparação com 2020. As estimativas consideram uma previsão de queda do PIB de 5% para 2020. Para o período 2020-2024, estima-se um crescimento da carga de 3,9% ao ano. “Nesta revisão, mantêm-se a premissa de concentração dos impactos da pandemia da covid-19 no primeiro semestre de 2020, com retomada mais substancial na margem ao longo do segundo semestre do ano. Os impactos negativos da crise na confiança dos agentes restringem um crescimento mais forte do PIB em 2021. Nos anos seguintes, a expectativa é de um ambiente econômico mais estável com recuperação gradual do mercado de trabalho e da atividade econômica”, informou o ONS, em comunicado. Jens Buettner/dpa/AP