Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.144,97
    -1.626,36 (-7,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

ONS eleva previsão para reservatórios de hidrelétricas do Sudeste, vê queda na carga

·1 min de leitura
Hidrelétrica de Furnas

SÃO PAULO (Reuters) - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) elevou sua projeção para o nível dos reservatórios das hidrelétricas do Sudeste/Centro-Oeste em janeiro, ao mesmo tempo em que passou a enxergar uma queda da carga de energia elétrica no país.

Em boletim divulgado nesta sexta-feira, o órgão estimou que o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, onde estão os principais reservatórios de usinas hidrelétricas do país, terminará o mês de janeiro com 41,4% da capacidade, ante 40% previstos na semana anterior.

As hidrelétricas da região deverão receber chuvas equivalentes a 106% da média histórica em janeiro, ante 105% da previsão anterior, segundo o ONS.

A recuperação dos lagos das usinas ocorre ao mesmo tempo em que a carga de energia mostra desempenho fraco, devendo cair 1,6% em janeiro, pela previsão do ONS. Na semana passada, a previsão era de uma alta de 0,6% para o indicador no mês.

O operador também revisou para baixo suas estimativas para chuvas no Sul (27% da média histórica, ante 29%) e Nordeste (155%, ante 159%) em janeiro. Já para o Norte, a projeção de chuvas subiu para 210% da média histórica, ante 205% anteriores.

(Por Letícia Fucuchima)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos