Mercado abrirá em 5 h 31 min

Onix e Corolla lideram os carros usados mais vendidos em 2022

Onix e Corolla são os veículos mais vendidos na categoria de carros usados, segundo pesquisa da OLX. (Scott Olson/Getty Images)
Onix e Corolla são os veículos mais vendidos na categoria de carros usados, segundo pesquisa da OLX. (Scott Olson/Getty Images)
  • Em seguida estão o Honda City, o HB20S e o Kwid;

  • Carro usado vem sofrendo uma grande valorização desde a pandemia de COVID-19;

  • Aumento do preço dos veículos seminovos também encarece o IPVA.

Um novo levantamento realizado pela plataforma online de vendas OLX revelou que o Onix, da Chevrolet, é o carro mais vendido de 2022 na categoria de automóveis usados. Em seguida aparecem o Corolla da Toyota, o Honda City, da Honda, o HB20S, da Hyundai e o Kwid, da Renault.

Ainda segundo a pesquisa da empresa, quando o assunto é modelos mais buscados o Corolla aparece no topo da lista, seguido do Onix, Honda City, o Fiat Argo e o HB20S.

Valorização do carro usado

Nos últimos anos, observou-se uma maior procura e, consequentemente, um aumento no preço dos veículos usados. De acordo com especialistas, como o presidente da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, isso ainda se deve ao impacto da pandemia de COVID-19, que paralisou as fábricas no Brasil e no mundo e causou escassez de semicondutores.

Isto não só faz com que se aumente o preço do carro novo e do seminovo, como também encarece o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). O tributo é estadual, e seus fundos são divididos em 40% para o estado, 40% para o município e 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica. As quantias arrecadadas também são investidas em outras áreas. O governo federal, por exemplo, determina que 6% do valor arrecadado pelos municípios seja destinado à saúde, por exemplo.

Como o imposto é estadual, cada estado tem suas regras de pagamento e de alíquota. Em alguns, como Goiás, Rio Grande do Norte e Roraima, veículos com mais de 10 anos estão isentos do pagamento. Já Santa Catarina determina que a isenção aconteça apenas para veículos com 30 anos ou mais. A alíquota também varia de estado para estado, ficando entre 2% a 4% para carros de passeio, e entre 1% e 3% para motocicletas.