Mercado abrirá em 9 h 43 min
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,38
    -0,08 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.762,20
    -4,60 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    62.969,45
    +224,20 (+0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.396,88
    +15,94 (+1,15%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.781,48
    -11,66 (-0,04%)
     
  • NIKKEI

    29.682,66
    +39,97 (+0,13%)
     
  • NASDAQ

    13.969,00
    -45,00 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7100
    -0,0111 (-0,17%)
     

Onda de Parkinson intriga os EUA e a causa pode estar em produtos de limpeza

Nathan Vieira
·2 minuto de leitura

Uma onda de casos da doença de Parkinson tem tomado os Estados Unidos e preocupado bastante os especialistas nos últimos tempos. A medicina apresenta dificuldade em rastrear a causa, em grande parte porque a condição neurológica degenerativa pode ser desencadeada pela exposição a produtos químicos anos antes dos sintomas aparecerem. No entanto, talvez tenham conseguido achar um culpado: tricloroetileno (TCE), presente em produtos de limpeza doméstica e industrial.

Quem levantou o olhar para essa possibilidade foi o neurologista Ray Dorsey, da University of Rochester Medical Center, durante uma entrevista ao The Guardian. Justiça seja feita: não é a primeira vez que os especialistas apontam esse suspeito, mas acontece que o composto é frequentemente esquecido em estudos sobre a doença porque décadas inteiras podem se passar entre a exposição e o início dos sintomas em alguns casos.

A doença de Parkinson já é o distúrbio neurológico de crescimento mais rápido no mundo; nos Estados Unidos, o número de pessoas com Parkinson aumentou 35% nos últimos dez anos, segundo Dorsey, que estima que nos próximos 25 anos o número vai dobrar.

TCE, química presente em produtos de limpeza causa doença de Parkinson nos EUA, preocupando especialistas (Imagem: twenty20photos/Envato)
TCE, química presente em produtos de limpeza causa doença de Parkinson nos EUA, preocupando especialistas (Imagem: twenty20photos/Envato)

Até o momento, a evidência mais clara em torno do risco de TCE para a saúde humana é derivada de trabalhadores que são expostos ao produto químico no local de trabalho. O TCE é um carcinógeno ligado ao câncer do colo do útero, fígado, vias biliares, sistema linfático e tecido mamário masculino e defeitos cardíacos fetais, entre outros efeitos.

Sua relação conhecida com o Parkinson pode frequentemente ser negligenciada devido ao fato de que a exposição ao TCE pode anteceder o início da doença em décadas. Enquanto algumas pessoas expostas podem adoecer rapidamente, outras podem, sem saber, trabalhar ou viver em locais contaminados durante a maior parte de suas vidas antes de desenvolverem os sintomas de Parkinson. “Numerosos estudos ligaram a água de poço à doença de Parkinson”, disse Dorsey ao The Guardian .

Embora alguns lugares do mundo regulem fortemente o TCE, como a Europa, onde é proibido, os especialistas estimam que o composto químico esteja atualmente presente em cerca de 30% das águas subterrâneas dos EUA. Filtros podem ajudar a reduzir o TCE na água potável, mas tomar banho em água contaminada, bem como inalar vapores de águas subterrâneas e solo tóxicos, pode ser muito mais difícil de evitar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: