Mercado abrirá em 2 h 43 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,40
    -1,57 (-2,18%)
     
  • OURO

    1.760,10
    +8,70 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    45.013,34
    -2.984,20 (-6,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.123,64
    -101,89 (-8,31%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.852,27
    -111,37 (-1,60%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.164,75
    -161,25 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1882
    -0,0112 (-0,18%)
     

Onda de calor em Sapporo, sede da maratona e marcha atlética dos Jogos Olímpicos

·2 minuto de leitura
O verão no Japão combina altas temperaturas e umidade, e há preocupações persistentes sobre as condições para os atletas

A região de Hokkaido, no norte do Japão, deveria oferecer um clima mais fresco para a maratona olímpica e marcha atlética na próxima semana, mas agora enfrenta uma onda de calor.

Em 2019, os organizadores dos Jogos haviam decidido deslocar para o norte esses dois eventos que aconteceriam em Tóquio, temendo que mudar o cronograma para a madrugada não fosse suficiente para garantir a saúde dos atletas.

As temperaturas de verão em Sapporo (departamento de Hokkaido) devem ser mais amenas - 5 a 6 graus Celsius a menos que em Tóquio -, de acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI). Mas, ao longo da semana passada, as temperaturas em Sapporo chegaram a 34 graus e podem variar entre 31 e 34 na próxima semana, quando acontecerá a maratona e as provas de marcha atlética.

Uma cidade no departamento de Hokkaido até se tornou o primeiro lugar no Japão este ano a registrar temperaturas acima de 38 graus.

As temperaturas em Tóquio na próxima semana podem variar entre 30 e 34.

O calor foi uma preocupação constante dos organizadores dos Jogos de Tóquio, que afirmaram que o verão na capital japonesa geralmente envolve "muitos dias de tempo bom e ensolarado" e oferece "um clima ideal para os atletas darem o melhor de si".

Muitos, no entanto, tiveram problemas para lidar com as condições. As partidas de tênis foram adiadas para outros horários no mesmo dia após uma série de reclamações, depois que o russo Daniil Medvedev alertou que ele "poderia acabar o jogo mas também poderia morrer" ao derrotar o italiano Fabio Fognini sob um sol escaldante.

No domingo, os organizadores do evento defenderam medidas preventivas contra o calor, mas o diretor geral de Tóquio-2020, Toshiro Muto, admitiu que "é algo em que devemos estar vigilantes".

Ele afirmou ainda que 30 pessoas envolvidas nos Jogos já foram atendidas devido a problemas relacionados às altas temperaturas, que, segundo os organizadores, são menos graves do que as insolações.

As pessoas afetadas são principalmente funcionários e voluntários dos Jogos Olímpicos, nenhum em estado grave, acrescentou.

Os Jogos já aconteceram em lugares mais quentes e úmidos do que Tóquio, como Atenas e Pequim, mas os verões do Japão apresentam as duas coisas, em uma combinação desagradável e que às vezes pode ser até fatal.

Embora, segundo Muto, até agora as medidas contra o calor tenham sido "eficazes".

bur-sah/ras/psr/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos