Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,19
    +0,11 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.777,20
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    33.590,86
    +1.443,26 (+4,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    809,42
    -0,77 (-0,10%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.797,57
    -77,32 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    14.293,00
    +30,00 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9305
    +0,0020 (+0,03%)
     

OMS pede que países entreguem vacinas para Covax em vez de vacinar crianças

·1 minuto de leitura

Recentemente, os EUA se concentraram em vacinar a população mais jovem, autorizando imunização de pessoas a partir dos 12 anos. No entanto, o diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS).
Tedros Adhanom Ghebreyesus, se pronunciou nesta sexta (14), pedindo que as nações mais ricas adiem a vacinação das crianças e doem suprimentos para países de baixa renda por meio do Covax, uma iniciativa da própria OMS, da Aliança Gavi e da CEPI, que trabalha para a aquisição e distribuição de vacinas para países mais pobres.

O argumento da OMS é que a distribuição internacional de vacinas contra COVID-19 permanece muito desigual, e desde que as primeiras vacinas foram aprovadas, os países mais ricos compraram a maior parte do suprimento. Em conferência, Dr. Tedros afirmou entender por que alguns países queriam vacinar crianças e adolescentes, mas pediu para reconsiderar.

“Em países de renda baixa e média-baixa, o fornecimento da vacina contra COVID-19 não tem sido suficiente nem mesmo para imunizar os profissionais de saúde, e os hospitais estão sendo inundados com pessoas que precisam de cuidados essenciais com urgência”, declarou o diretor.

(Imagem: Mufid Majnun/Unsplash)
(Imagem: Mufid Majnun/Unsplash)

Além dos EUA, o Canadá também autorizou o uso da vacina Pfizer em adolescentes entre 12 e 15 anos. Na Suíça, alguns lugares começaram a oferecer vacinação para jovens de 16 anos na semana passada. Na conferência, Dr. Tedros também alertou que o segundo ano da pandemia provavelmente seria mais mortal do que o primeiro, e que a situação na Índia era de grande preocupação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos