Mercado fechará em 6 h 28 min

OMS interrompe ensaios com hidroxicloroquina

A Novartis anunciou o fim de um teste clínico sobre a hidroxicloroquina para tratar pacientes de COVID-19 por falta de participantes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quarta-feira que interromperá os ensaios com hidroxicloroquina como tratamento potencial de luta contra a COVID-19, já que o medicamento não reduz de mortalidade.

A droga será retirada do programa de ensaios conhecido como Solidarity, que está sendo aplicado em numerosos países para encontrar possíveis tratamentos contra o coronavírus, informou Ana Maria Henao Restrepo, médica da unidade de emergências sanitárias da OMS.

"A evidência interna do programa Solidarity/Discovery, a evidência externa do programa Recovery e a evidência desses extensos programas de ensaios randomizados sugerem que a hidroxicloroquina não implica em uma redução na mortalidade desses pacientes", explicou.

Após duas rodadas de consultas, os responsáveis por esses programas concluíram que a hidroxicloroquina será descartada, disse.