Mercado fechará em 2 h 39 min
  • BOVESPA

    113.700,84
    +418,17 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.572,20
    +466,49 (+0,91%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,44
    +1,46 (+1,97%)
     
  • OURO

    1.752,50
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.194,40
    -119,01 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.072,55
    -28,97 (-2,63%)
     
  • S&P500

    4.447,71
    -7,77 (-0,17%)
     
  • DOW JONES

    34.933,30
    +135,30 (+0,39%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.170,25
    -148,50 (-0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2745
    +0,0189 (+0,30%)
     

OMS inaugura centro de pesquisa e detecção de epidemias em Berlim

·1 minuto de leitura
A chanceler alemã Angela Merkel recebe medalha do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em Berlim (AFP/Michael Sohn)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) inaugurou, nesta quarta-feira (1º) em Berlim, um centro de pesquisa e detecção precoce de epidemias, cujo objetivo é "responder de forma mais eficaz às emergências sanitárias".

Este "hub" foi inaugurado com a presença da chanceler alemã Angela Merkel e do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

"O mundo deve estar em condições de poder detectar novos acontecimentos com potencial pandêmico e monitorar as medidas de controle de doenças em tempo real, para desenvolver uma gestão eficaz contra o risco de pandemias e epidemias", explicou o diretor-geral da OMS.

A pandemia de covid-19 mostrou que é preciso dar "um grande salto adiante na análise de dados".

Financiado em parte pela Alemanha, este centro reunirá em Berlim especialistas em várias disciplinas e colocará ao seu serviço as tecnologias mais avançadas, afirmou a OMS em um comunicado.

Os dados também serão coletados em todo o mundo e concentrados ali. "As descobertas (das pesquisas) devem ser compartilhadas com todos os Estados", destacou Merkel, que considerou que a atual pandemia "provou o quanto podemos alcançar quando unimos forças".

No entanto, o diretor de emergências sanitárias da OMS, Michael Ryan, destacou que "apesar das décadas de investimentos, a covid-19 revelou grandes lacunas na capacidade global para prever, detectar, avaliar e responder às epidemias que ameaçam a população do mundo inteiro".

bur-mat/age/es/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos