Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    61.056,87
    -1.005,40 (-1,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

OMS diz ser provável que coronavírus tenha sido transmitido de animais a humanos

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

A OMS (Organização Mundial de Saúde) acredita ser extremamente improvável que o coronavírus teria surgido a partir de um acidente de laboratório, mas bastante provável que a transmissão tenha acontecido de animal para humano. A informação é da AFP, que obteve o relatório final da organização, confirmando as hipóteses apresentadas no começo das investigações.

No fim de janeiro, uma equipe de especialistas da OMS ao redor do mundo desembarcou na cidade de Wuhan, na China, onde os primeiros casos de COVID-19 foram registrados, ainda em 2019. De acordo com o documento, a chance de que a contaminação pelo SARS-CoV-2 começou de um animal está entre provável e muito provável, sem descartar a opção de que o vírus possa ter sido transmitido pelas carnes congeladas.

<em>Imagem: Reprodução/PolonioVideo/Envato</em>
Imagem: Reprodução/PolonioVideo/Envato

Uma das últimas notícias divulgadas pelos pesquisadores da OMS dizia que o vírus poderia ter se originado de fazendas de animais exóticos da China, que criam criaturas como cão-guaxinim, rato de bambu, porco-espinho, entre outros. O estudo também envolve cavernas de morcegos, que já foram relacionados a outro tipo de coronavírus.

A pesquisa continuará em andamento analisando as três hipóteses, inclusive a menos provável, de que teria surgido de um acidente de laboratório. Os cientistas devem estudar também regiões mais amplas, não só dentro da cidade de Wuhan e seus arredores, como também em outros países.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: