Mercado fechará em 4 h 13 min
  • BOVESPA

    103.336,01
    +1.420,55 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,41
    +2,23 (+3,37%)
     
  • OURO

    1.787,70
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    58.523,82
    +291,89 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.495,25
    +26,17 (+1,78%)
     
  • S&P500

    4.620,35
    +53,35 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    34.750,01
    +266,29 (+0,77%)
     
  • FTSE

    7.131,76
    +72,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.305,00
    +154,50 (+0,96%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3792
    +0,0092 (+0,14%)
     

OMS aguarda segunda geração de vacinas anticovid, mais fáceis de administrar

·1 min de leitura
A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde, Soumya Swaminathan, durante uma entrevista à AFP em Genebra, em 8 de maio de 2021 (AFP/Fabrice COFFRINI)

A cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS) disse nesta terça-feira (9) que aguarda ansiosamente pela "segunda geração" de vacinas contra a covid-19, que pode incluir versões nasais ou orais.

Soumya Swaminathan explicou que essas vacinas teriam vantagens em relação às atuais, pois seriam mais fáceis de administrar do que as injeções e até mesmo o mesmo paciente poderia fazê-lo.

Segundo Swaminathan, havia 129 vacinas candidatas contra o coronavírus passando por testes em humanos em ensaios clínicos, e outras 194 ainda sendo desenvolvidas em laboratórios.

"Isso cobre todo o espectro de tecnologias", afirmou ela em uma interação ao vivo nas redes sociais da OMS. "Elas ainda estão em desenvolvimento e algumas se mostrarão muito seguras e eficazes e outras não", acrescentou.

A cientista destacou que “pode haver vantagens em algumas das vacinas de segunda geração”. "Claramente, com uma vacina oral ou intranasal, é muito mais fácil de administrar do que uma injetável", apontou.

Além disso, as vacinas de spray nasal, usadas em alguns países contra a gripe, podem promover uma resposta mais rápida à infecção. "Se há uma resposta imunológica local, ela cuidará do vírus antes que ele se estabeleça nos pulmões e comece a causar problemas", explicou.

Até agora, a OMS autorizou sete vacinas contra a covid-19: Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca, Johnson & Johnson, Sinopharm, Sinovac e, na semana passada, Bharat Biotech.

De acordo com o balanço da AFP, mais de 7,25 bilhões de doses de vacinas anticovid foram aplicadas no mundo.

rjm/dl/dbh/dga/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos