Mercado abrirá em 3 h 21 min

OMC deve evitar nomeação de chefe interino após pressão dos EUA causar impasse

.

WASHINGTON/GENEBRA (Reuters) - Os membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) devem evitar nomear um diretor-geral interino para suceder Roberto Azevêdo quando ele deixar o cargo no fim de agosto, disseram duas fontes próximas ao processo nesta quarta-feira, depois de a insistência de Washington por um candidato norte-americano ter causado um impasse.

Segundo a nova proposta, em vez de nomear um dos quatro vice-diretores para servir como chefe interino até que o substituto de Azevêdo seja nomeado no fim deste ano, as autoridades dos EUA, China, Alemanha e Nigéria irão continuar com suas responsabilidades atuais.

"Os EUA estão insistindo em um norte-americano, mas a China e a Europa colocam um freio nisso", disse uma ex-autoridade da OMC familiarizada com o processo atual.

Uma decisão para finalizar o acordo provisório pode ocorrer já nesta semana, quando os membros da OMC devem se reunir.

(Por Andrea Shalal e Emma Farge)