Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,90
    +0,92 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.751,30
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    43.055,85
    +507,96 (+1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.071,32
    -31,74 (-2,88%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.377,87
    +129,06 (+0,43%)
     
  • NASDAQ

    15.355,00
    +36,25 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2559
    +0,0003 (+0,00%)
     

Olimpíada Tóquio 2021: o adolescente que treinou em piscina de lona no quintal e ganhou ouro nos Jogos

·2 minuto de leitura
Matt Richards
Para treinar, Richards passou horas e horas nadando na piscina de lona que fica no quintal da casa da família

Não faz nem 18 meses que, preocupado com seu treinamento para a Olimpíada de Tóquio, em plena quarentena por causa do coronavírus, o nadador britânico Matthew Richards decidiu comprar uma piscina de lona para treinar no quintal de casa.

Por isso, não é difícil imaginar a emoção dos seus pais quando, na quarta (28), ele ganhou medalha de ouro na prova de modalidade livre por equipes nos 200 metros, quase quebrando o recorde mundial.

Ele e seu companheiro de equipe Calum Jarvis se tornaram os primeiros galeses a vencer uma competição olímpica desde 1912. "Estamos muito felizes por ele, pela equipe... É um momento surreal", disse Amanda, mãe de Richards.

Ele contou que sofreu muito assistindo a prova e que foi um alívio quando tudo terminou. "Eu já tive quartas-feiras piores", brincou Simon, pai do nadador.

Richards tem 18 anos e sua participação nessa prova, junto com Duncan Scott, James Guy e o duas vezes campeão olímpico Tome Dean, foi sua estreia numa Olimpíada.

Jardim olímpico

O pai de Richards destaca que o período de lockdown no Reino Unido foi "realmente difícil" para seu filho, porque as piscinas ficaram fechadas e ele não pode treinar. "A ideia de não saber quando poderia voltar à água foi um problema real para ele."

Após ver pela internet que um nadador holandês de águas abertas havia comprado uma piscina de lona, Simon e Amanda decidiram fazer o mesmo para o filho.

A piscina que compraram tinha três metros de largura, cinco de comprimento e um metro de profundidade, e foi instalada no jardim dos fundos da casa.

"Ajustamos umas cordas elásticas na parede da garagem e ele ficava ali, nadando por horas e horas, na sua roupa de neoprene, para não perder o contato com a água", disse o pai do jovem nadador.

"Isso o ajudou psicologicamente", acrescenta a mãe de Richards.

Orgulho do País de Gales

Richards nasceu na cidade de Worcester e vive em Bath, na Inglaterra, mas está registrado como galês porque o pai dele nasceu em Cardiff, capital do País de Gales.

Da esquerda para a direita: Tom Dean, James Guy, Matthew Richards e Duncan Scott
Matt Richards, que aparece em segundo da esquerda para a direita, foi o terceiro nadador britânico a saltar na piscina na prova por equipes

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos