Mercado fechará em 3 h 40 min
  • BOVESPA

    117.045,72
    +815,60 (+0,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.771,10
    -275,48 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,67
    +1,15 (+1,33%)
     
  • OURO

    1.718,00
    -12,50 (-0,72%)
     
  • BTC-USD

    20.135,26
    +114,17 (+0,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,68
    -2,72 (-0,59%)
     
  • S&P500

    3.761,62
    -29,31 (-0,77%)
     
  • DOW JONES

    30.151,51
    -164,81 (-0,54%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.488,75
    -152,00 (-1,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1399
    -0,0280 (-0,54%)
     

“Olho de fogo”: acidente com canalização de gás provoca incêndio nas águas do Golfo do México

·1 min de leitura
“Olho de fogo”: acidente com canalização de gás provoca incêndio nas águas do Golfo do México
“Olho de fogo”: acidente com canalização de gás provoca incêndio nas águas do Golfo do México

Um incêndio provocou cenas que podem entrar para o ranking das mais intrigantes já mostradas na internet: o oceano estava em chamas.

A causa foi o vazamento de gás de uma tubulação subaquática de uma das plataformas de petróleo da estatal Pemex, que fica localizada no meio do Golfo do México, na península de Yucatan.

O incêndio que começou na última sexta feira à noite levou mais de cinco horas para ser controlado e, segundo informações da própria empresa, não houve feridos.

Durante o vazamento, que ocorreu na principal plataforma de extração de petróleo da Pemex, chamas laranjas incandescentes puderam ser vistas no meio do oceano, o que dava a aparência de lava derretida às chamas.

Nas redes sociais, o caso foi apelidado de “olho de fogo”, por conta da forma circular do incêndio dentro do mar.

O Greenpeace no México se pronunciou após o incidente, salientando os riscos que plataformas de petróleo, e a falta de manutenção das mesmas, podem apresentar à vida marinha.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!