Mercado fechado

Oi tenta vender telefonia móvel para TIM e Vivo, aponta site

Wagner Wakka

A Oi pode estar trabalhando com companhias que já atuam no Brasil para vender seu setor de telefonia móvel. Interessadas na compra estariam Telefónica, espanhola dona da Vivo, e Telecom Itália, da TIM. A informação vem do UOL, quem disse ter conversado com cinco pessoas próximas à negociação.

A companhia passa por dificuldades desde 2016, quando entrou com um pedido de recuperação judicial. A partir daí, tropeça para conseguir se levantar de uma dívida de R$ 65 bilhões.

Segundo o Uol, a proposta da Oi é de conseguir arrecadar R$ 10 bilhões com a venda se seu negócio de telefonia móvel. O montante poderia ajudar a segurar o caixa da empresa que está em cerca de R$ 4,3 bilhões, equivalente a R$ 2 bilhões a menos do que apontava o plano de recuperação.

A operadora também usaria este dinheiro para investir em serviços de banda larga, ponto mais estratégico para a companhia atualmente. A Oi tem uma ampla oferta de internet por fibra no país. Atualmente, em telefonia móvel, a empresa tem 35 milhões de clientes.

As duas concorrentes podem estar de olho na compra da Oi, mas a negociação não deve ser bem vista pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) nem pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A compra poderia ser considerada truste, quando uma empresa compra outra e passa a deter de parte muito grande do mercado.

Nem empresas, nem agências reguladoras quiseram comentar a movimentação, segundo o Uol.

Lá fora

Por conta de dificuldades internas, a Oi também pode mirar companhias que ainda não participam do mercado brasileiro. A operadora pode ter entrado em contato com a AT&T e outra gigante chinesa para fazer negócios.

Aqui, contudo, a Oi poderia vender não somente a sua área de telefonia móvel, bem como a companhia na totalidade.

A AT&T também não quis comentar este rumor.

Governo

A Oi também está prestes a oferecer um risco ao governo. A companhia está encolhendo em número de usuários. Desde 2016, 20% da sua cartela de clientes diminuiu, sendo que a empresa está gastando dinheiro para investir em fibra.

O problema é que a Oi pode ficar sem caixa para oferecer serviço a seus usuários, tendo que recorrer à Anatel para uma intervenção. Assim, a empresa teria de pedir ajuda do governo para não deixar seus usuários sem serviço, onerando as contas públicas.

TIM se manifesta

A TIM entrou em contato com o Canaltech para passar seu posicionamento sobre o assunto. Em nota, a operadora afirmou categoricamente: "O Grupo TIM nega qualquer negociação com a Oi".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: